Produzir CPUs e GPUs já não é o bastante para a AMD. Nesta terça-feira (19), a companhia anunciou oficialmente a sua entrada no segmento de SSDs. A novidade corresponde à linha Radeon R7 SSD, que chega em versões com 120, 240 e 480 GB de capacidade.

Apesar de ostentar o nome AMD, estas unidades serão produzidas pela OCZ, companhia que quase faliu no ano passado, mas “ressuscitou” depois de ter sido adquirida pela Toshiba em dezembro de 2013.

Todos os três modelos anunciados são equipados com controlador OCZ Barefoot 3 M00, o mesmo que é empregado na linha Vector 150 da própria OCZ que, por sua vez, possui modelos com as mesmas capacidades de armazenamento.

De fato, ambas as linhas apresentam desempenho semelhante: as unidades Radeon R7 podem ler dados à taxa de 550 MB/s e gravá-los em até 530 MB/s, com exceção para a versão de 120 GB, que escreve com velocidade de até 470 MB/s. Nos modelos equivalentes da linha Vector 150 estes números são quase iguais.

AMD Radeon R7 SSD

As diferenças aparecem principalmente no firmware na linha Radeon R7, modificado para atender aos requisitos da AMD, e no emprego de chips NAND Toshiba A19 MLC de 19 nanômetros nestes modelos, embora a OCZ planeje adotar estes mesmos componentes para cortar custos.

Inicialmente, podemos supor que a aposta da AMD em SSDs seja uma resposta à presença da Intel neste mercado. Se o for, é uma reação tardia e tímida: no segmento, a Intel está anos à frente em termos de tecnologia e potencial de vendas.

É mais provável que a decisão faça parte de uma estratégia de reforço de marca. Produtos de uma companhia que oferece opções para os principais componentes de um PC tendem a ser mais aceitos, visto que este aspecto sugere ampla compatibilidade entre os dispositivos. Esta linha de pensamento, aliás, é a mesma que fez a AMD entrar no mercado de memória RAM em 2011.

Nos Estados Unidos, a linha de SSDs da AMD chegará ao mercado em breve com os seguintes preços sugeridos:

  • Radeon R7 de 120 GB: US$ 99;
  • Radeon R7 de 240 GB: US$ 164;
  • Radeon R7 de 480 GB: US$ 299.

Os preços não são muito convidativos. O Samsung 840 EVO de 500 GB, por exemplo, custa cerca de US$ 250 atualmente, embora apresente tempos de leitura e gravação maiores.

Não há previsão de lançamento das unidades Radeon R7 no Brasil.

Com informações: AnandTech

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Glauber Júnio
Por Favor RETIRE A MINHA FOTO do seu perfil! Não tem de que, por nada! Passar bem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Thalles Ferreira
Não vale a pena, dá pra comprar melhor e mais barato que esse.
Keaton
Eu ficaria com um pé atras, dizem que a taxa de devolução dos SSD da OCz eram altos para caramba (algo entre 40% e 60%). Mas por esse preço.... até arriscaria.
Nuno Vieira
O Kabum! vende SSD da Kingston de 120 GB "oficial" por R$ 259,00. Considerando o câmbio, não me parece tão absurdo.
Carlos Pacheco
Nossa... Que rumo foi esse que a OCZ tomou, hein? TOSHIBA e AMD... Urghhh!
Renato Oliveira
Se for assim, então até um Macbook vale o custo de mil dólares, mesmo sendo um dos notebooks mais caros por lá. :P E o pior é que vale mesmo. O foda é os impostos daqui.
Tiago Celestino
Mas como ter um amigo que vai viajar para fora e trazer entre as roupas na mala. rsrsrs
Renato Oliveira
Vale sim. A questão é se continuará a valer a pena depois de Impostos Abusivos™ + Lucro Brasil™ aplicados a esse valor, quando o produto chegar aqui.
Tiago Celestino
Por esse preço (99 doláres, 120GB), acho que vale a pena.