Início » Gadgets » Amazon anuncia Kindle Voyage com tela de vidro e uma forma diferente de virar páginas

Amazon anuncia Kindle Voyage com tela de vidro e uma forma diferente de virar páginas

Paulo Higa Por

Kindle-Voyage

A Amazon anunciou oficialmente nesta quarta-feira (17) a sétima geração do leitor de ebooks Kindle, o Kindle Voyage. Custando a partir de 199 dólares nos Estados Unidos, ele ficará um nível acima do atual Kindle Paperwhite. A tela, que está com uma definição ainda maior, agora é coberta por vidro, e a ação de virar páginas é feita por meio de um sensor localizado nas bordas do aparelho.

Pelos preços bem mais altos, fica claro que o Kindle Voyage é uma resposta a e-readers topo de linha, como o Kobo Aura HD, que possui uma tela fora de série. Lá nos Estados Unidos, o Kindle Voyage Wi-Fi custará 199 dólares, enquanto a versão 3G chega por 269 dólares, ambos com anúncios na tela de descanso — as opções sem propaganda custam 20 dólares a mais.

A traseira diferente do Kindle Voyage (Foto: The Next Web)

A traseira diferente do Kindle Voyage (Foto: The Next Web)

Entre as novidades, o Kindle Voyage traz um novo design fino e leve, com 7,6 mm de espessura e apenas 180 gramas na versão Wi-Fi, que lembra um pouco os tablets Kindle Fire, inclusive com o botão liga/desliga na traseira. Apesar da dieta, a Amazon diz que a bateria dura até seis semanas com leitura diária e iluminação ativada, o que é menos que as oito semanas do Paperwhite, mas mais que suficiente para todos os usuários.

Com a nova tela de vidro de 6 polegadas, o e-reader passa a ter uma frente com o mesmo aspecto de um tablet — a tela não fica mais “rebaixada” em relação à moldura. Segundo a Amazon, o vidro é micro-gravado para eliminar reflexos e passar uma sensação de papel ao toque. E o painel e-ink Carta, que não joga luz na sua cara e permite uma leitura mais confortável, está com uma definição maior, de 300 pixels por polegada.

kindle-voyage-sensores

Um novo sensor ajusta a luz da tela de acordo com a iluminação do ambiente. O detalhe bacana é que, se você estiver lendo no escuro, o brilho é reduzido gradativamente com o tempo. Assim, quando as suas pupilas dilatarem, você não precisará diminuir a iluminação manualmente.

E, falando em sensores, a moldura em volta da tela do Kindle Voyage possui sensores de pressão dos dois lados para que você possa virar as páginas. Ao pressioná-los, os sensores vibram para dar um retorno tátil.

O Kindle Voyage está em pré-venda nos Estados Unidos e começará a ser entregue a partir de 21 de outubro. Procurada pelo Tecnoblog, a Amazon diz que não comenta planos futuros sobre a chegada do e-reader ao Brasil. Por aqui, a empresa continua vendendo os mesmos Kindles, pelos mesmos preços de antes.

Bônus: o Kindle mais básico agora tem touchscreen

kindle-novo-2

O Kindle mais barato, que custa 79 dólares, também ganhou uma atualização. A nova tela é sensível ao toque e, com isso, vários recursos do Kindle Paperwhite, como o Construtor de Vocabulário, o X-Ray e a integração com o Goodreads, estarão disponíveis para mais pessoas. Assim como os outros Kindles, há 4 GB de armazenamento interno e bateria que dura semanas.

Lá fora, o novo Kindle de entrada está em pré-venda e chega algumas semanas antes do Voyage, no dia 2 de outubro. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Cassio
Eu tenho um Paperwhite e essa função de passar a página pelas bordas é realmente interessante, tem momentos em que acaba que preciso mudar o apoio das mãos para conseguir passar algumas páginas isso acaba incomodando um pouco!! Gostei dessa novidade!
João Melo
Se bem entendi, essa tecnologia de "micro gravação" do vidro elimina completamente o reflexo. O que mais me atraiu foi a nova forma de mudar a página pressionando as laterais do aparelho. E como a frente é toda de vidro essa forma de mudança de página evita o excesso de sujeira de digitais.
Welington Souza
O que me deixou com um pés atrás foi essa cobertura de vidro. Prejudica a leitura com ambientes de luz natural e pra mim essa é uma vantagem dos e-reares, no Kobo mesmo leio tranquilamente nestes ambientes.
Theus
Pensei o mesmo. Estou me programando pra comprar um e-reader no final do ano, mas creio que vai vir muito caro :(
Roberto
Me interessei muito por esse Kindle Voyage, ainda não tenho um e-reader e esse poderia vim por um preço bacana.