A Receita Federal disponibilizou na manhã desta segunda-feira (1/mar) o aplicativo para preparo da declaração anual de imposto de renda para pessoas físicas. Faz uma semana que o órgão do Ministério da Fazenda liberou para download o Receitanet 2010, programa que serve para fazer o envio das declarações para a base de dados da Receita.

Pessoas que receberam rendimentos tributáveis cuja soma foi superior a R$ 17.215,08 são obrigados a fazer a declaração do imposto de renda. Rendimento isentos, não tributáveis ou tributáveis na fonte cujo valor soma mais de R$ 40 mil também precisam ser declarados à Receita Federal.

Outras situações também preveem declaração do imposto de renda. Você pode conferir o especial feito pelo portal iG sobre o assunto clicando neste link. Não custa lembrar que os servidores da Receita costumam ficar lentos nas primeiras horas em que o IRPF é liberado para download.

[Atualização às 10:20] Eu publiquei originalmente link para o aplicativo errado no site da Receita Federal. Obrigado ao leitor Fabio Lima pelo alerta nos comentários do post!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fernando
Tudo ok Thássius. E desculpe a brincadeira.
Thássius Veloso
Originalmente o post continha link para o DIRF, sendo que o programa liberado hoje pela Receita Federal foi o IRPF 2010.
Thássius Veloso
Originalmente o post continha link para o DIRF, sendo que o programa liberado hoje pela Receita Federal foi o IRPF 2010.
Thássius Veloso
Obrigado pelo alerta. O post foi corrigido.
Fernando
'eu num intindí o que ele falô!' DIRF - Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte - prazo 26/02/2010. DIRPF - Declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física - prazo 30/04/2010.
Fabio Lima | 29 anos | Paulínia | SP
ATENÇÃO pessoal! Este NÃO é o programa correto! Não confundam este programa DIRF (Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte) com o programa de declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2010 (DIRPF 2010)!
Thássius Veloso
Lá vem o Leão. Esse ano ele está mais faminto do que nunca.