Início » Jogos » Pain Gaming vence campeonato de Dota 2 da BGS

Pain Gaming vence campeonato de Dota 2 da BGS

Feira foi marcada por muito público e problemas na organização

Por
5 anos atrás

Ontem foi o último dia de BGS e também a final do campeonato Brasil Game Cup, que veio assumir as rédeas dos eSports no evento com Dota 2 já que a Riot, que tradicionalmente leva um torneio de League of Legends, ficou fora desta edição.

bgc taca 01

A final foi disputada entre a Pain Gaming e a Isurus Gaming, da Argentina. Os brasileiros ganharam de 3 a 0, após uma virada na terceira partida e permaneceram invictos durante o campeonato. O vídeo da transmissão pode ser visto no Twitch da BGC.

Os vencedores levaram, além dos R$ 40 mil – que são a maior premiação de eSports até agora no Brasil – , o troféu Ralph Baer, que leva o nome do criador do primeiro console doméstico, o Magnavox Odyssey. A Isurus, em segundo lugar, leva R$ 15 mil. O terceiro lugar é da Vivo Fibra KeyD Stars e a equipe ganha R$ 5 mil.

IMG-20141009-WA0007

Público na área da Brasiil Game Cup no segundo dia de BGS

Apesar de, pela transmissão, a plateia parecer lotada na final da primeira BGC, o público não foi tão expressivo nos outros dias do campeonato. Boa parte das cadeiras estava vazia durante as partidas ou ocupada por visitantes cansados de ficar em pé.

Ainda assim, há a possibilidade de que o campeonato tenha uma segunda edição no ano que vem. Como as equipes são convidadas para o torneio, não tem muito o que fazer para participar a não ser treinar e tentar entrar para uma grande equipe de eSports e torcer pelo convite.

Uma edição complicada

A ausência de público na BGC não foi nem de longe o maior problema da BGS. Esta edição, que foi a maior até agora, enfrentou problemas com a quantidade de público, especialmente o que estava lá para ver pessoalmente seus YouTubers preferidos.

Essas celebridades dos vídeos de gameplays levaram multidões para a BGS, e a feira não estava nem um pouco preparada para isso, apesar de ter divulgado a presença deles entre as atrações deste ano. Dá para dizer que a força desse pessoal foi bastante subestimada pela organização.

Com isso, tivemos a tradicional lotação dos corredores invadindo os estandes onde os YouTubers estariam, a ponto de ser necessário isolar os ídolos desse pessoal dentro dos booths para sua própria segurança.

Isso foi extremamente desagradável para todo mundo – para quem estava trabalhando nos booths e mal conseguia andar neles; para os fãs dos YouTubers, que não conseguiam falar com os ídolos; para os YouTubers, que não conseguiam dar atenção para seu público; para quem queria jogar uma demo de alguma coisa, já que alguns dos jogos eram interrompidos por conta da lotação do estande; e para quem estava cobrindo a feira, já que era praticamente impossível encontrar seus entrevistados. Houve momentos em que a multidão se aglomerou em frente à sala de produção de conteúdo para web por causa dos YouTubers que estavam ali dentro; quem queria subir seu conteúdo sequer conseguia entrar na sala para editá-lo.

BznjUHcIMAANVPK

Era preciso cruzar essa multidão para chegar em alguns estandes

A falta de organização da feira culminou em eventos bastante desagradáveis para os YouTubers, resultando na expulsão de alguns deles da BGS para conter os ânimos das multidões – e, assim entendemos, evitar tragédias, como pessoas pisoteadas.

Uma das que foi expulsa foi Malena, que também é contratada da Ubisoft e fez um vídeo contando tudo que aconteceu pela ótica dos streamers:

Entramos em contato com a feira para saber a posição deles em relação aos problemas enfrentados nesta edição e, assim que obtivermos resposta, atualizamos o post.

Mais sobre: , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.