O Google adquiriu nesta segunda-feira (1) a empresa responsável pelo site de edição de imagens Picnik. O site permite que, sem precisar instalar nenhum software — além do ubíquo plugin do Flash — seus usuários retoquem imagens, as recortem, adicionem efeitos, etc.

No blog do Google, a empresa afirma que, por hora, nenhuma mudança significativa no Picnik será anunciada, mas estarão “trabalhando em integração e novas funcionalidades”. O Google também avisa que pretende manter o suporte para todos os outros sites de compartilhamento de fotos que mantém parceria com o Picnik, como por exemplo Facebook, MySpace, Flickr… e o Picasa (do próprio Google) também, claro.

Pelo post no blog oficial do Picnik pode-se perceber que a pequena empresa de 20 funcionários está muito contente com a aquisição:

“[O Google] é verdadeiramente a melhor casa que poderíamos ter encontrado. Sob o teto do Google nós vamos alcançar mais pessoas do que nunca, causando impactos em mais vidas e fazendo mais fotos mais fantásticas.”

Sem surpresa alguma, nenhum detalhe financeiro da aquisição foi revelado. [Imagem: PCWorld]

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vinícius Novais
O Google, futuramente, irá fazer o mesmo que fez alguns anos atrás com o YouTube, quando o comprou antes do acesso feroz das massas, e o mesclou com o Google Vídeos. Possivelmente vai acontecer o mesmo com o Picnik, que vai ser integrado ao Picasa, ou o Picasa integrado a ele.
Vinícius Novais
Mas o Picnik já era gratuito antes dessa aquisição.
NilmaBostonRio
Wow! Parabens Google! Estive vendo a interface e achei muito interessante esse editor de imagem Picnik – parece ser melhor que o Picasa… A empresa Google, como sempre, comprando o melhor para o usuario Google, for free! by NilmaBostonRio