Início » Aplicativos e Software » PhotoMath: um app que resolve problemas matemáticos e mostra como chegar ao resultado

PhotoMath: um app que resolve problemas matemáticos e mostra como chegar ao resultado

Por
5 anos atrás

Matemática, cálculos. Preguiça para uns, terror para outros. Para ambos os casos, uma solução desponta no horizonte: uma companhia britânica de nome MicroBlink criou o PhotoMath, um app que usa a câmera do seu smartphone para resolver problemas matemáticos e, de quebra, mostra como chegar ao resultado.

O aplicativo utiliza tecnologias de reconhecimento de imagens para identificar os números e os símbolos que caracterizam o problema: divisão, multiplicação, colchetes e assim por diante. É como se fosse um Word Lens, só que focado em equações.

PhotoMath

Tudo o que o usuário precisa fazer é abrir o PhotoMath e posicionar a câmera acima do problema a ser resolvido (em um livro, por exemplo). O resultado é exibido quase instantaneamente. Caso queira saber como o problema é resolvido, o usuário tem a opção de consultar um passo a passo.

O aplicativo funciona bem, tanto no reconhecimento de caracteres quanto na resolução dos problemas, mas tem algumas limitações: a identificação de conteúdo escrito à mão é falha e, até o momento, somente contas mais simples podem ser resolvidas, como aritmética básica, frações e equações lineares.

Limites, derivadas e integrais? Um dia, quem sabe: o plano da MicroBlink é tornar o PhotoMath progressivamente mais abrangente.

De modo geral, o aplicativo é deveras interessante, mas nos faz questionar sobre os efeitos no ensino. Por exemplo, que motivação um aluno teria para aprender matemática se há uma ferramenta que faz as tarefas para ele?

Bom, a MicroBlink promove o aplicativo como uma ferramenta de auxílio ao aprendizado. De fato, a resolução passo a passo do problema é de grande ajuda quando dúvidas aparecem no meio do caminho. O bom ou o mau uso da ferramenta fica a cargo de cada pessoa, portanto.

Caso queira testar, o PhotoMath está disponível para Windows Phone e iOS desde julho. De graça. A versão para Android segue em desenvolvimento, devendo ser lançada somente em 2015.

Com informações: Quartz