Início » Internet » As especificações do HTML5 estão, enfim, completas

As especificações do HTML5 estão, enfim, completas

Emerson Alecrim Por

Foram pelo menos dez anos de trabalho, mas aí está: as especificações do HTML5, finalmente, estão terminadas. Por estar completo, a versão passa a ser, oficialmente, uma recomendação do World Wide Web Consortium (W3C).

Você deve ter ouvido falar tanto desta linguagem de marcação que pode estar se perguntando: o HTML5 já não estava pronto? Quase. Os navegadores atuais suportam há algum tempo boa parte dos recursos do padrão, mas alguns detalhes ainda estavam pendentes.

html5

A implementação de elementos - como <video> e <audio> - e o suporte a APIs que permitem a inserção de vídeo e áudio nas páginas sem a necessidade de extensões são um dos principais avanços. Sim, é quase um adeus ao Flash.

Outros recursos incluem renderização de formas em 2D a partir do elemento <canvas>, integração com o MathML para exibição de notações matemáticas, suporte nativo ao padrão SVG e compatibilidade com recursos de acessibilidade.

Para chegar até aqui, o caminho foi longo: além das discussões e do desenvolvimento em si, cerca de 100 mil testes dos mais variados tipos tiveram que ser feitos com o HTML5, trabalho que levou à identificação de mais de 4 mil problemas.

É difícil dizer se estes fatores justificam tamanha demora na finalização das especificações. Fato é que, em determinado momento, o processo todo parecia tão complexo que algumas previsões apontavam que a recomendação oficial só sairia depois de 2020.

Felizmente, em setembro de 2012, o W3C anunciou um plano que levaria à conclusão do HTML5, no mais tardar, para o final de 2014. Dito e feito.

Com o reconhecimento oficial, é de esperar que a adoção do HTML5, que já estava bastante difundida, se acentue ao ponto de a linguagem se tornar, de fato, uma tecnologia predominante na web.

Os trabalhos de ajustes e correção de falhas continuam. Problemas mais complexos e recursos que ainda requerem mais esforços de desenvolvimento deverão aparecer na versão 5.1, cujo "rascunho" já pode ser consultado no site do W3C.

Quanto ao HTML5 em si, a página que detalha todas as suas características é esta.

Com informações: TechCrunch

Mais sobre: , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Josiel Hen
eu pensando que gifs só eram lentos comigo... me sinto confortado. Lol
Ortiz Vinicius
Amigo, HTML é linguagem de marcação, porém vamos dizer que o HTML5 é um"pacote" que inclui o JavaScript que é uma linguagem de programação.
Mas se vc chamar HTML de programação, é a mesma coisa que dizer que quando você formata um documento no Word está programando ele...
Guilherme C.
Todos esses são melhores que GIF (que está com as mesmas especificações, se não me engano, desde 1989) mas nunca fizeram sucesso justamente pq ninguém abandona o dito cujo.
@Sckillfer
APNG não é melhor porque ele tá mais pra gambiarra do que pra padrão, nem a entidade responsável pelo PNG reconheceu ele. MNG sim seria uma boa, se não estivesse abandonado.
F. S.
APNG não é melhor porque ele tá mais pra gambiarra do que pra padrão, nem a entidade responsável pelo PNG reconheceu ele. MNG sim seria uma boa, se não estivesse abandonado.
@Sckillfer
Sinceramente, GIF não carrega mais rápido que nenhum codec de vídeo para a Web atual... Até o Flash poderia substituir o GIF, de tão rápido que ele é.
F. S.
Sinceramente, GIF não carrega mais rápido que nenhum codec de vídeo para a Web atual... Até o Flash poderia substituir o GIF, de tão rápido que ele é.
@Sckillfer
Essa dúvida ainda persiste? Deixa eu fazer um loop em HTML.. Não, em XML... Não, pera...
F. S.
Essa dúvida ainda persiste? Deixa eu fazer um loop em HTML.. Não, em XML... Não, pera...
Roberto Oliveira
Acho que agora já dá pra considerar como né. Apesar de que, chamar de "Linguagem de programação" ou "Linguagem de marcação" é mero detalhe
Kazz
Não necessariamente, além da cultura de se usar GIFS (em baixa taxa de fps, para coisas engraçadas, etc), eles ainda são mais rápidos para carregar que alguns correspondentes em vídeo (em alguns formatos).


Um formato de vídeo que dá de 10x0 no GIF e que poderia de fato subistitui-lo seria o Webm, da Google. Mas as outras empresas dificilmente aceitariam ele como um padrão.
Anayran Pinheiro
Afinal, agora essa coisa é ou não uma linguagem de programação?
Guilherme C.
A praga do GIF não morre nem com formatos melhores, como APNG, MNG ou mesmo SVG.
Maxnoob
Permitir a implementação de vídeo sem extensões poderia ser um "adeus" também ao GIF?
MXNB
Permitir a implementação de vídeo sem extensões poderia ser um "adeus" também ao GIF?