Início » Telecomunicações » Não, o cabo submarino para a Europa não pretende separar o Brasil dos EUA

Não, o cabo submarino para a Europa não pretende separar o Brasil dos EUA

Lucas Braga Por

fibra-optica

A internet ficou furiosa após uma notícia do Gizmodo informando que um novo cabo submarino entre Brasil e Europa significaria o início de um rompimento da relação do país com os Estados Unidos. Calma, não é bem assim: a fibra óptica pretende melhorar a conexão com a internet dos brasileiros e também reduzir custos.

É certo que existam vários cabos submarinos ligando Brasil e Estados Unidos. Esses cabos são praticamente essenciais para nós, já que boa parte do conteúdo utilizado pelo Brasil está hospedado no exterior, sobretudo Estados Unidos e Europa. Como os Estados Unidos possuem cabos espalhados para diversos cantos do planeta, servem como uma espécie de hub para troca de conteúdo com o resto do mundo.

Os atuais cabos submarinos da América do Sul (Fonte: Teleco)

Os atuais cabos submarinos presentes no Brasil (Fonte: Teleco)

A ideia de construir um cabo óptico até a Europa tem como objetivo evitar esse hub. Isso é bom por dois motivos: reduzir o custo de conexão (não é barato trafegar uma informação entre Brasil, Estados Unidos e Inglaterra, por exemplo) e, na pior das hipóteses, passar a ter um plano B de comunicação caso algo errado aconteça, tanto na relação diplomática entre Brasil e Estados Unidos como em algum possível ataque ou reclusão por parte dos americanos.

Antes de se deixar levar por todo esse burburinho levantado pela imprensa americana, é importate notar que o Brasil já possui um cabo submarino ligado diretamente com a Europa há mais tempo: trata-se do Atlantis 2, que está em operação desde 2000 e tem capacidade atual de 20 gigabits por segundo.

Hoje, 20 gigabits por segundo é insuficiente para manter o tráfego entre dois continentes. O novo cabo, que será construído pela Telebras foi planejado desde setembro de 2012 (muito antes de surgir o escândalo da NSA, em julho de 2013) e ainda não teve sua capacidade divulgada.

A utilização de tecnologia não-americana para a construção do cabo é algo bastante recorrente no setor de comunicações brasileiro, que prioriza a utilização de tecnologia nacional. Ainda não foi divulgada a capacidade do novo cabo submarino, mas não importa qual ela seja: o Brasil continuará dependendo fortemente dos Estados Unidos para se comunicar com o resto do mundo.

Portanto, não há o que temer. A tendência natural é que futuramente surjam mais cabos submarinos conectando o Brasil diretamente com outros países, otimizando nossa conexão. Além da ligação direta entre Brasil e Europa, a Telebras pretende construir mais outros três cabos ópticos, ligando o Brasil ao próprio continente americano (!) e africano, além de um dentro do país para integrar o território.

É bom lembrar que existe mais um cabo submarino planejado ligando o Brasil aos Estados Unidos: o Google, a operadora Algar, a uruguaia Antel e a Angola Cables anunciaram uma estrutura que ligará a cidade de Boca Ratón, na Flórida, até as cidades de Fortaleza e Santos.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lairton Gomes
é a demora que leva para uma informação ir de uma ponta a outra
Zepra Cordeiro
o que é ping ?
Adriano da Silva
Cara, os cabos, mesmo que desemboquem diretamente apenas nas cidades grandes (que faz todo sentido), acabam sempre beneficiando todas as outras cidades. A diferença é que elas passam seu tráfego primeiramente pelas cidades grandes do Brasil antes de saírem para fora. Mas não tem outro jeito seria inviável que todas as cidades pequenas tivessem um cabo direto com a Europa ou EUA.
João Carlos
e esse governo brasileiro só pensam em levar para cidades grandes e também era para eles pensarem pra cá pro Pará.
Bruno Silveira
Como esta o projeto? o projeto chegou a sair do papel e esta em processo de instalaçao?
José Jair Vianna Cirino
Imagina a felicidade dos americanos em saber que perderão o monitoramento dos índios daqui....
Shariban
Quando conectarem o cabo aqui em Santos eu compro fibra óptica...



Zueira tá gente.
É triste como mesmo em uma comunidade de pessoas atentas a telecomunicações e tecnologia, qualquer informação gere tanto reboliço, mesmo quando ela não faz sentido.

É claro que quando um grande canal como o Gizmodo veicula algo nós tendemos a dar credibilidade, mas convenhamos. Mesmo que seja uma suposição (Digo isso, por que não li o GIZMODO) trata-se de uma suposição bastante ousada para não dizer improvável.

No mais. Acho triste o TB ter de dar explicações, mas acho justo.
Lucio717
Parei de ler em "notícia do gizmodo", esse site não merece credibilidade alguma
Rodrigo Almeida
Até hoje quando eu leio isso sobre cabos submarinos é algo que jamais havia passado pela minha humilde mente antes de saber como a internet, de fato, funciona! hhahaha
BloucV
Tô lendo os comentários do Gizmodo e tá meio tenso heim :s
Vitor Mikaelson
Acessar sites asiáticos é um saco.
Deveria ligar um lá... =P
Vitor Mikaelson
Americanos são meio estranhos mesmo.
Tiago Celestino
Os norte-americanos são complicados cara, ainda mais quando se trata com algum país da America do Sul.
Panino, o Moço
Por um momento pensei que fosse o Giz BR. Nossa, sei nem o que dizer, mas vou lá me divertir vendo os comentários.
Toga
Por um momento pensei que fosse o Giz BR.
Nossa, sei nem o que dizer, mas vou lá me divertir vendo os comentários.
Raphael
Quem puder responder este questionário vai ajudar muito no meu TCC, valeu. https://docs.google.com/forms/d/15ZAtTLUp3SDsNmgUK6XzAA7rdahhPYh9Car_goYbgvo/viewform
X-Tudãoᴳᴼᵀ
Muita viagem essa história, a Google a pouco anunciou um cabo novo ligando EUA a Brasil, e mais cabos e sempre melhor.
Super Genesis
Muita viagem essa história, a Google a pouco anunciou um cabo novo ligando EUA a Brasil, e mais cabos e sempre melhor.
Lucas Corrêa
Fui ler os comentarios do Gizmodo, e cara, eles estão levando isso muito a sério.
Giovanni M. Gaspar
Vou poder jogar BF4 com os europeus sem lag o . Hoje em dia é feio o negócio, só funciona bem nos servidores americanos (nos consoles)
evefavretto
Fora que existem mais alguns projetos em andamento de cabos até os EUA, como o "cabo do Google" que anunciaram esses dias e o cabo do grupo América Móvil, que deve ficar pronto logo logo e o da Seaborn que já está em construção também, e um ou dois projetos para conectar o Brasil à África.
Theus
Quanto mais cabos submarinos, melhor :3