Início » Celular » Moto Maxx, a bateria que roda Android

Moto Maxx, a bateria que roda Android

Com duração de bateria impressionante e um hardware de dar inveja, o Moto Maxx é quase perfeito

Paulo Higa Por
Nota Final 9.1

Quando todos pensavam que a família Moto estava completa, a Motorola anunciou um novo smartphone para concorrer na faixa de preço dos 2 mil reais, um mercado que a fabricante de Chicago não explorava desde 2011, com o Atrix. Vendido apenas no Brasil e México, o Moto Maxx chega com uma proposta clara: entregar o melhor hardware possível com uma bateria que aguente o tranco.

Lançado por R$ 2.199, o Moto Maxx traz o processador mais potente da Qualcomm, uma tela de 5,2 polegadas com resolução de 2560x1440 pixels, uma câmera com sensor de 21 megapixels, um acabamento diferenciado com traseira de nylon balístico e uma bateria de 3.900 mAh que promete durar até 40 horas longe da tomada, além dos diferenciais de software que vieram ao mundo com o Moto X.

Ele cumpre o que promete? Depois de uma semana usando o Moto Maxx como meu smartphone principal, conto minhas impressões nos próximos parágrafos.

Design e pegada

moto-maxx-lateral

Foi difícil encontrar um meio-termo nas opiniões de amigos com quem conversei sobre o Moto Maxx. Ou o smartphone ficou “sensacional” ou é “muito feio”. Fato é que não dá para ficar indiferente ao design do aparelho, especialmente por causa da traseira bastante peculiar, revestida com nylon balístico sobre uma camada de fibra de Kevlar, material usado em coletes à prova de bala.

Particularmente, gostei muito do acabamento do Moto Maxx. É um design que foge do plástico, vidro ou alumínio, a tríade de materiais que invariavelmente encontramos nos smartphones de outras fabricantes. A discreta moldura em volta da tela, feita de metal, ajuda a reforçar a sensação de robustez e valoriza a construção do aparelho.

moto-maxx-traseira-camera

Apesar de ser muito bonita, a traseira causa um problema: as tramas do tecido diminuem muito a aderência do smartphone, o que torna o Moto Maxx muito escorregadio. Foi constante a sensação de que ele poderia cair da minha mão a qualquer momento, especialmente porque, com tela de 5,2 polegadas, a pegada já não é tão segura como em aparelhos compactos.

Outro problema do nylon é que, analisando atentamente o estado da traseira do Moto Maxx após uma semana de uso, encontrei dois pontos onde o tecido está ameaçando desfiar: próximo à lente da câmera e na parte inferior. É difícil avaliar a durabilidade de um aparelho que foi lançado há uma semana, mas tenho sérias dúvidas se, depois de alguns meses, ele ainda estaria tão bonito quanto na época em que saiu da caixa.

moto-maxx-frente-baixo

Acabamento bacana! Mas esses botões físicos... Hmmmmm....

Um detalhe que também divide opiniões são os botões físicos de voltar, início e multitarefa. Há os que gostam dessa solução; para mim, o Moto Maxx saiu da prancheta de desenhos de três anos atrás da Motorola. Só enxergo vantagens em botões virtuais: tornam o aparelho mais compacto, respondem melhor e, como são ocultos em aplicativos de tela cheia, não há perda de espaço. Isso não chega a ser um ponto negativo, mas parece um retrocesso em relação ao que a Motorola vinha apresentando.

Por fim, é válido destacar que, embora o Moto Maxx seja um trambolho na ficha de especificações técnicas, com 11,2 mm de espessura no ponto máximo e peso de 176 gramas, ele fica longe de passar uma má impressão durante o manuseio — mas o fato de saber que dentro dele há uma bateria enorme provavelmente influencia nessa sensação.

Tela

A tela do Moto Maxx tem uma das maiores definições que já vimos em um smartphone. Com 5,2 polegadas e resolução 2560x1440 pixels, estamos falando de um visor com impressionantes 565 ppi. Citei em alguns reviews de aparelhos com displays de alta definição que era “praticamente impossível” enxergar pixels individuais mesmo forçando a vista. No Moto Maxx, estou abandonando o advérbio “praticamente”.

moto-maxx-tela

Motorola, esses pixels são mesmo necessários?

No entanto, a altíssima definição é questionável. Primeiro porque não há muito conteúdo nessa resolução; vídeos em Full HD são esticados para serem reproduzidos. Segundo porque chegamos a um ponto em que não é mais possível diferenciar densidade de pixels na prática. Terceiro porque, se o foco é bateria, não seria mais inteligente usar uma tela que exigisse menos energia, com resolução de 1920x1080 pixels? Fazendo isso, o número de pixels cairia quase pela metade e a percepção de qualidade não seria alterada.

Ao mesmo tempo, entendo a necessidade de mercado da Motorola em tentar diferenciar seu topo de linha do Moto X, que já possui um display muito bom, e não ficar na lanterna da briga por números cada vez maiores nas especificações técnicas de tela, incentivadas principalmente por Samsung e LG.

Alguns de vocês sabem da minha tendência a preferir painéis IPS LCD, mas a tela AMOLED do Moto Maxx é muito boa. Como é típico do AMOLED, o preto é totalmente preto e as cores são bem vivas — o display tem saturação equilibrada, embora alguns tons de vermelho pareçam gritar aos olhos. Senti falta de um brilho mais forte e um branco mais neutro, mas ainda estamos falando de uma das melhores telas do mercado.

Software e multimídia

moto-maxx-tela-inicial-puro

Todos os recursos que ficaram famosos no Moto X também estão disponíveis no Moto Maxx, e isso é muito bom. Em vez de encher o Android de tranqueiras e aplicativos de utilidade duvidosa, como algumas fabricantes infelizmente ainda vêm fazendo, a Motorola está se dedicando em poucas e boas funcionalidades que, além de não incomodarem, melhoram a experiência de uso.

moto-maxx-frente

moto-voz

O Moto Maxx possui o útil Moto Tela, recurso que exibe notificações mesmo com o aparelho em standby. Com a ajuda dos sensores integrados, basta passar a mão por cima do Moto Maxx ou simplesmente movimentá-lo (como quando você tira o smartphone do bolso, por exemplo) para se dar conta do que está acontecendo. Em um deslizar de dedos, é possível exibir mais detalhes das notificações ou desbloquear a tela.

Também vale menção o Moto Voz: a qualquer momento o Moto Maxx está ouvindo o usuário, de modo que é possível enviar comandos de voz sem nunca ter que tocar no celular. Assim como no Moto X de segunda geração, é possível personalizar o comando de ativação, escolhendo algo como “Ok Moto Maxx”, “Acorda amigo” ou “Alô Alô Terezinha”. Diga a frase mágica e o Moto Maxx acordará.

Boa noite, Paulo. Tenha bons sonhos.

Eu confesso que não tenho usado muito o assistente de voz, a não ser para três comandos: “me acorde amanhã às sete da manhã” para configurar o alarme, “boa noite” para não ser perturbado com notificações enquanto estiver dormindo e “bom dia” para desativar o modo noturno e receber um breve resumo da minha agenda no dia. É legal ouvir um “durma bem” do celular, vai.

Os players de mídia são os padrões do Android, que já oferecem bons recursos. A experiência de assistir a vídeos em uma tela AMOLED de 5,2 polegadas é ótima, especialmente aqueles com cenas que abusam do preto. Infelizmente, diferente do Moto G de segunda geração, o Moto Maxx possui apenas um alto-falante, localizado na parte superior esquerda. O áudio é bom e não distorce se não estiver muito alto, mas ele merecia som estéreo.

moto-maxx-frente-topo

moto-maxx-fone

A Motorola coloca na caixa do Moto Maxx seu novo fone de ouvido, que possui melhor encaixe, mas não é intra-auricular — portanto, não deverá agradar pessoas como eu, que gostam de isolamento de som. O novo fone de ouvido da Motorola, embora seja superior ao anterior, ainda não irá satisfazer usuários um pouco mais exigentes: em comparação com os EarPods, da Apple, que possuem formato similar, é nítida a falta de clareza dos sons, que se confundem uns aos outros.

Câmera

Nem acredito que eles finalmente acertaram.

Historicamente, as câmeras de smartphones da Motorola não são boas. Por algum motivo, ela sempre erra a mão na saturação das fotos, na definição da imagem ou no nível de ruído. Desta vez, a empresa finalmente acertou: o Moto Maxx possui a melhor câmera que a Motorola já colocou em um smartphone.

Em ambientes com boa iluminação, o sensor de 21 megapixels consegue manter uma definição de imagem decente. É possível enxergar alguns artefatos gerados pelo algoritmo de sharpening usado pela Motorola para melhorar a nitidez do quadro, especialmente em folhas de árvores e detalhes pequenos, mas no geral o resultado é bom para um celular e deverá atender as demandas de praticamente todos os usuários.

IMG_20141108_122820371

IMG_20141108_120632359_HDR

IMG_20141108_122656541

IMG_20141113_120547387

Com uma grande abertura de f/2,0, a lente facilita a tarefa de fazer fotos com baixa profundidade de campo. A imagem desta flor, por exemplo, é algo que eu não me imaginaria capturando com uma câmera de celular há dois ou três anos.

IMG_20141108_122847194

Em situações com iluminação abaixo do ideal, o nível de ruído não aumenta significativamente, e a definição da imagem é mantida. Durante a noite, é um pouco difícil escapar de pontos de luz estourando a imagem, mas o resultado é bastante satisfatório. Um problema da câmera do Moto Maxx é que, como não há estabilização óptica de imagem, você precisará ter calma para não tremer as mãos.

IMG_20141114_212004449

IMG_20141114_222618767

Embora a Motorola abuse do pós-processamento, o que gera o aspecto de aquarela em algumas fotos, a câmera do Moto Maxx é muito boa. Desconfio que ele use o mesmo sensor do Xperia Z3 Compact, até porque a resolução é a mesma, de 20,7 megapixels (o número de 21 megapixels é um arredondamento da Motorola). Sendo igual ou não, o algoritmo de imagem de Chicago se mostrou melhor que o de Tóquio.

Hardware e conectividade

O Moto Maxx traz o melhor chip da Qualcomm disponível atualmente, um Snapdragon 805 com processador quad-core de 2,7 GHz e GPU Adreno 420. Ele trabalha em conjunto com 3 GB de RAM. Com um hardware potente e um Android puro, é desnecessário dizer que o smartphone da Motorola não engasgou em nenhum momento, mesmo quando tentei levá-lo ao limite, com muitos aplicativos abertos ao mesmo tempo.

A tela de 2560x1440 pixels não intimida a Adreno 420. Dead Trigger 2 com os gráficos na configuração alta não dá o menor sinal de travadinha ou diminuição na taxa de frames. Real Racing 3 e Asphalt 8: Airborne rodam suaves como manteiga. Todas as animações do Android são bastante fluidas, o que será ainda mais importante com a atualização prometida para o Lollipop, que traz uma série de efeitos do Material Design.

Com certeza o fator em que o Moto Maxx mais se destaca é o armazenamento de 64 GB, dos quais 52 GB estão disponíveis para o usuário. Isso é ainda mais importante se considerarmos que o mercado brasileiro ainda possui smartphones que, embora custem mais caro que os R$ 2.199 do Moto Maxx, trazem míseros 16 GB de espaço. Com o barateamento das memórias flash, é inadmissível que isso ainda aconteça em pleno ano de 2014.

moto-maxx-sim

Nas conexões, o Moto Maxx oferece tudo o que o usuário tem direito: Wi-Fi 802.11ac em banda dupla, NFC liberado, Bluetooth 4.0 LE e suporte ao 4G brasileiro. Bastante peculiar, a bandeja para colocar o chip Nano-SIM nada mais é do que o botão de volume. É uma solução discreta e não exige nenhum acessório para remover o SIM card (apenas a unha do seu dedo).

Bateria

moto-maxx-carregador

Com 3.900 mAh, o Moto Maxx é o smartphone com a maior capacidade de bateria disponível hoje no mercado brasileiro. E todo esse número realmente faz diferença. Durante os dias de teste, mesmo fazendo tarefas que não faço normalmente, sempre consegui chegar até o fim do dia com carga. A autonomia do Moto Maxx será suficiente para praticamente todos os tipos de usuário.

No entanto, a estimativa de duração de bateria fornecida pela Motorola, de 40 horas, me pareceu um pouco otimista. Embora eu não tenha tido problemas com a autonomia, acho difícil o usuário médio chegar a esse número. Vale lembrar que, nos Estados Unidos, um modelo quase idêntico ao Moto Maxx, o Droid Turbo, é anunciado como tendo 48 horas de autonomia, o que pelos meus testes só pode ser alcançado se você dosar muito o uso.

Em um cenário de uso intenso, tirei o Moto Maxx da tomada às 10 horas, ouvi músicas e podcasts por streaming no 4G por duas horas, assisti a um vídeo em 720p por 50 minutos, naveguei na web (entre emails, sites e redes sociais) por mais duas horas no 4G e tirei cerca de vinte fotos. O brilho permaneceu no automático. À meia-noite, a carga chegou a 25%, com 3h53min de tela ligada.

moto-maxx-bateria-screenshot-alt

Já em um cenário mais leve, sem exagerar no uso de dados, o Moto Maxx foi muito bem. Assisti a um vídeo em 720p por duas horas, ouvi cerca de três horas de música armazenadas no próprio aparelho e naveguei na web por cerca de meia hora. Durante quase todo o tempo, o aparelho permaneceu conectado a uma rede Wi-Fi. Nesse caso, a bateria só bateu os 24% após mais de 30 horas, uma marca muito boa.

No teste de streaming por Wi-Fi na Netflix, com O Poderoso Chefão: Parte II, o Moto Maxx ficou 9h36min com o brilho no máximo até a bateria zerar, o que é um tempo muito impressionante. Basta lembrar que, em média, os smartphones conseguem algo entre cinco e seis horas de autonomia neste teste.

Bateria sensacional, carregador sensacional.

Por esses números, fica claro que o grande vilão da bateria do Moto Maxx é a rede da operadora. Mas mesmo se você depender muito do 3G ou 4G para usar seu smartphone, ainda assim o smartphone da Motorola conseguirá aguentar com folga um dia inteiro de uso intenso.

Não dá para deixar de mencionar o carregador Turbo Motorola, que vem na caixa do Moto Maxx. Além do modo de carregamento padrão, a 8W (1,6A em 5V), ele possui dois modos de carregamento rápido de 14,4W (1,6A em 9V e 1,2A em 12V). A velocidade com que o nível de bateria do Moto Maxx sobe é notável: em 25 minutos, consegui elevar a carga de 15% para 48%.

Notas relevantes

moto-maxx-repelente

  • O Moto Maxx é um aparelho "repelente à água". Você não precisa se preocupar caso esteja chovendo ou um copo de água caia sobre o aparelho, mas terá problemas caso ultrapasse esse limite. A Motorola poderia investir em uma carcaça à prova d'água, como os concorrentes Xperia Z3 e Galaxy S5.
  • Na porta USB de um MacBook Air, o Moto Maxx levou intermináveis 40 minutos para subir a bateria de 18% para 26%. Cuide com carinho do carregador Turbo Motorola. Você foi avisado.
  • Não há entrada para cartão de memória, mas fica difícil apontar isso como ponto negativo em um smartphone com absurdos 64 GB de armazenamento interno.
  • Com traseira de nylon balístico e fibra de Kevlar, deixe o Moto Maxx sempre no bolso da camisa para se proteger de tiroteios.

Conclusão

moto-maxx-fecha

Não por descuido, o título deste review carrega a mesma frase que usei para descrever o RAZR Maxx, lançado em 2012. O Moto Maxx é um aparelho que faz jus ao nome, com uma duração de bateria muito acima da média do mercado. Em conjunto com o carregador potente, que oferece horas de autonomia com apenas alguns minutos na tomada, ele irá preencher as necessidades de qualquer usuário intenso de smartphone.

Se a bateria do Moto Maxx é muito boa, o conjunto não fica atrás. A qualidade do hardware é inquestionável, ainda mais para um aparelho com preço sugerido de R$ 2.199, um valor de lançamento significativamente mais agressivo que o de smartphones como Samsung Galaxy S5 (R$ 2.599) e Sony Xperia Z3 (R$ 2.699).

Eu ainda acho que, para boa parte das pessoas, o Moto X de 2ª geração continua oferecendo a melhor relação custo-benefício no universo Android: em relação ao Moto Maxx, você perde duração de bateria, capacidade de armazenamento e qualidade de câmera, mas ainda terá, por um preço muito interessante, um aparelho com construção de alto nível e desempenho excelente que irá durar por um bom tempo.

Uma aposta certeira.

Já para quem estiver disposto a gastar mais, o Moto Maxx é uma aposta certeira. Com tela de alta definição, desempenho impecável, acabamento premium e uma câmera bastante satisfatória, ele praticamente não possui defeitos, e os poucos pontos negativos não ofuscam os positivos. É, sem dúvida, um dos melhores smartphones do mercado — e talvez o melhor Android da atualidade.

PRÓS

  • Desempenho impecável
  • Duração de bateria acima da média
  • Melhor câmera que a Motorola já colocou em um smartphone
  • Recursos de software que melhoram a experiência
  • Tela de boa qualidade

CONTRAS

  • Alto-falante poderia ser estéreo
  • Faltou uma proteção maior contra água
  • Traseira de nylon tem tendência a desfiar com o tempo
Nota Final 9.1

Especificações técnicas

  • Bateria: 3.900 mAh;
  • Câmeras: traseira de 21 megapixels, frontal de 2 megapixels;
  • Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11ac, GPS, NFC, Bluetooth 4.0 LE e Micro USB 2.0;
  • Dimensões: 143,5×73,3×11,2 mm;
  • GPU: Adreno 420 de 600 MHz;
  • Memória externa: sem suporte a expansão;
  • Memória interna: 64 GB (52 GB disponíveis para o usuário);
  • Memória RAM: 3 GB;
  • Peso: 176 gramas;
  • Plataforma: Android 4.4.4 KitKat (com atualização garantida para o Android 5.0 Lollipop)
  • Processador: quad-core Qualcomm Snapdragon 805 de 2,7 GHz;
  • Sensores: acelerômetro, bússola, giroscópio, infravermelho, proximidade;
  • Tela: AMOLED de 5,2 polegadas com resolução de 2560x1440 pixels (565 ppi) e proteção Gorilla Glass 3.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rhaian Lopes
3 Anos com meu Moto maxx, custom rom, VOANDO e com a traseira intacta !Chorem mais trouxas faladores de bosta !
Celso
Pena que 1 ano e 6 meses depois a Motorola (Brasil, vale ressaltar, a Motorola Mobility em Chicago não necessariamente está relacionada já que o Moto Maxx não está sob sua "guarda" e sim a sua variante local, o Droid Turbo) repetiu o mesmo erro que já havia cometido antes com os aparelhos RAZR (i, HD, D1 e D3): deixou o aparelho por último para receber o Android mais recente até a data desse comentário, o 6.0.1 Marshmallow. Até o Moto E 4G recebeu antes que ele. Isso é uma vergonha! Um modelo de 600 reais receber uma atualização mais rápida que um modelo que custava 2000. Isso é coisa que não se faz. Aliás, mesmo que os aparelhos da Motorola são, depois dos Nexus, os melhores quando o assunto seja receber atualização, o fato da Motorola não ter um esquema preciso e coerente nem sempre acaba compensando essa grande vantagem, já que ela prioriza um aparelho que não custa 1000 reais e deixa um aparelho caro largado como se não valesse nada ou não fosse tão importante para ela.
E, se a Motorola Brasil não mudar sua postura, o Moto X Force será a próxima vítima. Duvidam? Aguardem e vocês verão!
Fernando Zampetti
nenhum , só mostrando que como o Eduardo falou ..........
"existe vida lá fora!"
demoram uma vida p colocar em seus aparelhos, recursos que de velho estão nos dispositivos android .
seja em matéria de apps como processamento e etc .....
resumindo ...........
galera está sendo amigo e mostrando que apple esta hoje em dia.... cobrando muito e dando nada!

depois q o tio jobs foi p glória ..........ixiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
fico meio pequeno p apple .
Fernando Zampetti
tb acho.
Fernando Zampetti
concordo plenamente !!!!!
Pedro Solano
Tive um nexus 4 por quase 3 anos e nunca houve bem um risco na tela GG2, houve impactos, alguns, por fim, comprei o moto maxx a menos de uma semana, o aparelho caiu de uma altura menor de 30 cm (uma banqueta de criança) , a qual um ovo penaria para quebrar, e a tela trincou de um canto a outro, extremamente frágil. E o custo para troca 950,00 reais.
Anderson Santos
Queria muito esse papel de parede da primeira foto teria como vcs disponibilizarem ??? Já que bauxei todos deste telefone e esse não veio ???
Magnus Martins Luedke
o importante é ter o telegram instalado *-*
Audi nascimento
Meu moto maxx travou na da atualização do sistema e não liga mais o que eu faço alguém pode mim aguda por favor.
GraveUypo
seria perfeito se fosse 128gb pelo preço de 64gb. armazenamento é a unica coisa q vai diminuir do meu gs3 pra esse motomaxx q to comprando. (tenho um sd de 64gb + 16 internos = 80gb). mas 64 ta de bom tamanho até, então dane-se.
Nego Cabeça de Gelo
Analise melhor que a do site, vou comprar!
Stallone Cobra
Analise melhor que a do site, vou comprar!
Camila Juliana
O meu moto maxx é novinho e está travando na hora ki liga ele! Somente qnd aparece o logan do aparelho ele trava! Oke eu faço
Danilo Soares
Li esse review algumas vezes para decidir se pegava o Maxx ou o Moto X. Sempre quis uma bateria que aguentasse o tranco o dia todo sem ficar no "soro". E ele me atenderia, fiquei com o pé atrás com o problema citado do nylon que desfia.
Bom, o receio se foi quando consegui uma promo e ele saiu por 600 reais mais barato que o preço de lançamento e comprei. Depois de um mês de uso, não apareceu nenhuma desfiada, não uso capa para proteção (somente uma película, ainda não confio no gorila rs), o máximo que acontece é grudar algum fiapo de roupa nele (o que dá a falsa impressão que está desfiando).
O desempenho é espetacular, não travou nada até agora, e sempre mantenho de 10 a 15 aps em multi-tarefa. A bateria, depois de carregado pela manhã, chega a 40% no fim do dia, sempre conectado no wi-fi ou no 4g/3g.
Excelente aparelho, se você não é fanboy de nenhuma marca e quer um top de linha, este é o smartphone.
yago
Boa noite...o meu a bateria não dura muito... O maximo de tela ligada foram umas 4 horas...sera que ta com problema
yago
O meu não dura nem 20 horas usando de boa....o maximo de tela foi 4 horas
Sera que ta com problema
Vinícius Sasso
Como assim há três anos era impensável tirar fotos com profundidade de campo? Você diz isso porque estava presinho no Android porcaria. Em 2010, o N8 da Nokia fazia isso, e tirava fotos que ainda vencem essas imagens estouradas e superprocessadas de 20.7MP do Moto Maxx. Beijos.
ade
Na atualização para o 5.0 alguns item deixaram de funcionar .... O botão do meio não funciona .. O mensseger não abre no facebook ..... O volume ficou muito baixo o viva voz também não ta funcionando ..... Quando recebo ligações ele não chama .... É pra acabar mesmo

Fabio Amaral
Perfeito! Tenho o Maxx é concordo com tudo que foi dito.
Luiz Gustavo Lima Ferreira Sil
Ai... O fone que veio no meu foi um branco original , acho eu.. E te falo que ele e bem fraquinho.. Estou comprando um outro intraauricular.. Fica a dica..
Luiz Gustavo Lima Ferreira Sil
E galera... Aqui onde trabalho tem a turma do galaxy s5, LG G3 , novo moto x , Lumia 930 , 1020, Sony Z2 e Z3. IPhones e notes ficam de fora.
Luiz Gustavo Lima Ferreira Sil
Ai galera ! Já estou com o meu +ou - 1 mês e vou contar pra vcs como esta se saindo o meu moto maxx .. Como disse paguei 1619 na AM.com. a bateria dura bem .. Assistindo serie usando a net,zap, face e filmando, dura umas 8 horas na boa e pra uso bem básico e com brilho 40% dura bem mais .. Pra dar carga nele só o carregador original mesmo, qualquer outro vai penar pra carregar. Eu com 13%de bateria fiquei 3 horas vendo video com um carregador simples e ele apagou. Uso a memoria sempre cheia e ele trava sim, chega a irritar ... Fotos..comparadas com o novo moto x, estão muito melhor .. Acho que quase o dobro.. Capa transparente destas que compramos para proteger o smart... Reflete a luz do flash e deixa as fotos horríveis . realmente os fiapinhos ficam soltando na parte de traz. O som dele no alto falante e no fone original não é muito alto. Mesmo com isso tudo afirmo que é um bom aparelho e para bater de frente com o moto maxx só mesmo o note 4 , iPhone 6 plus. A bateria é algo que realmente soma muito no dia a dia e é muito bom isso. Sobre esperar ou nao o novo S6 .. Acho que não vale muito apena pagar uma diferença tao grande de preco. A motorola ta mandando bem sim, não tem o mega hiper super smart, mas se VC encontra o moto maxx por menos de 1800, não pense muito.. Ele é o melhor custo beneficio do momento. E vc não vai se arrepender. Falei muita coisa ruim do moto maxx , mais ele tem muita muita coisa boa. É rapido, tem uma imagem linda pra assistir filme funciona bem e tira fotos boas. Sinceramente daria nota 9.1
Hallair
Comprei um moto x em 2013 e sempre gostei do aparelho. Tinha tudo que um smartphone precisa ter para ser realmente ultil. O que mais me satisfez foi o google now. Agora dei o meu moto x 2013 para a minha esposa e comprei um moto maxx, mas já estou pensando em ficar com o moto x e dar o maxx pra ela. Realmente o moto maxx medecepcionou. Que teve e usou o comando de voz preciso e rápido do moto x de primeira geração não pode se contentar com o moto maxx. Ele não escuta direito, é lento e você precisa falar a frase de iniciação 3 ou 4 vezes para ele responder. Realmente estou arrependido de ter trocado o moto x 2013 pelo moto maxx. A motorola conseguiu estragar uma função tão útil. Espero que com a atualização para o Android 5 estes problemas sejam corrigidos.
Elisa
Tenho problemas de gravação de som nítidos no Moto Maxx. Enviar msgs gravadas via whatsapp, ou gravar um som ambiente ou, até mesmo, o som da gravação do video.... muito baixos, ninguém escuta nada. Comparando com outros celulares (gravações feitas ao mesmo tempo) chega a ser ridículo... se alguém souber alguma solução...
Mauro Rodrigues
O fone de ouvido mostrado na propaganda é diferente desse branco...
Luiz Gustavo Lima Ferreira Sil
comprei o meu! 1.619,00 na Americanas.com 10% + 10% de brinde que ganhei :)
Luis de Vaz Lobo
"Citei em alguns reviews de aparelhos com displays de alta definição que era “praticamente impossível” enxergar pixels individuais mesmo forçando a vista. No Moto Maxx, estou abandonando o advérbio “praticamente”.Sério que foi possível verificar diferença levando em consideração apenas menos 3 polegadas (considerando o G3)?
Luis Carlos Rodrigues
"Citei em alguns reviews de aparelhos com displays de alta definição que
era “praticamente impossível” enxergar pixels individuais mesmo forçando
a vista. No Moto Maxx, estou abandonando o advérbio “praticamente”.
Sério que foi possível verificar diferença levando em consideração apenas menos 3 polegadas (considerando o G3)?
Theo Czar
Incrível... Basta mencionar que tu curte a Apple e principalmente o iPhone que aparece meio mundo pra te apedrejar. Qual é o problema de vcs? Preferência e percepção são individuais. Da pra entender ou precisa desenhar? Melhor integração entre o iOS e o Mac simplesmente não existe. O resto é gambiarra. Esses números apresentados pelos smarts Android não me convencem, pelo simples fato de o iOS fazer absolutamente tudo que eu preciso que ele faça, só que de uma forma bem melhor e mais simples do que o android faria. Não acho o Android ruim, muito pelo contrário, mas acho muito poluído visualmente e mesmo "puro" é atolado de recursos que para mim são inúteis. Não troco o iPhone e o iPad por Android nenhum. Azar de quem se morder com isso.
Guest
Paulo, para quem busca uma boa câmera. Vale a pena pagar R$ 700,00 a mais pelo Moto Maxx ao invés do Moto x 2014?
Saulo Calmon
Paulo, para quem busca uma boa câmera. Vale a pena pagar R$ 700,00 a mais pelo Moto Maxx ao invés do Moto x 2014? ??
Saulo Calmon
Paulo, para quem busca uma boa câmera. Vale a pena pagar R$ 700,00 a mais pelo Moto Maxx ao invés do Moto x 2014?
Fabricio Ribeiro Stark
Eu Gosto de botões fisicos, Acho que para mim eles fazem sentido, mais é uma opção de gosto!
Mateus Sousa
Mas temos milhões de cones na Retina! Ou será que é como o pixel branco da LG OLED TV? Ele tem 4 cores de pixel: Vermelho, azul, verde e branco. Isso corresponde ao tetracromata. O normal só percebe 3, o vermelho, azul e verde, e o daltônico só percebe 2, uma ou mesmo nenhuma cor. Ou seja, 4 tipos diferentes para o tetracromata, 3 tipos diferentes para mim ou você e 2, 1 ou nenhum para o daltônico.
chico
Baixe um widget chamado "power toggles" e configure mostrando os botões dados moveis, wi-fi, wireless, gps, bluetooth e brilho. Se vc ativá-los somente qdo precisa ajudará muito
beto
comprei o moto maxx pela bateria mais esta deixando a desejar,pois nao aguenta muito.
queria saber se tem alguma coisa a ser feita pra que possa durar mais tempo,pois ela dura apenas 1 dia carregado sendo que a anuncio e de 40 hrs de duracao de bateria
Eddy
The Droid Turbo by Motorola trades elegance for brute force, elevating the Droid brand back into the upper echelon of Android smartphones.
chico
Moto maxx
tiago
Bonito smart, boa opção para o mercado brasileiro, Motorola inovando em um sistema puro,diferentemente da Samsung com aquele Android imundo,cheio de porcaria.
Kazz
Sobre a resolução da tela, caímos no mesmo problema das câmeras, onde as fabricantes pensam que Megapixels são tudo e quanto mais números exorbitantes, "melhor". Mas a verdade é que, assim como nas câmeras, a qualidade de uma tela não vem só da densidade de pixels.


A disposição dos subpixels, a distância entre eles, o brilho, a fidelidade de cores, o ângulo de visão, o branco/preto fiel, dentre outras coisas, são tão importantes quanto a densidade de PPI para uma tela com uma boa qualidade.


Não adianta nada ter uma densidade gigantesca usando espaçamentos sem nada entre os pixels. É a mesma coisa que fazer um bolo de 10 metros todo cheio de ar por dentro.


(Nota: Não sei qual a tecnologia usada pela tela do Moto MAXX, a critica foi feita principalmente para as telas dos dispositivos da Samsung)
Kazz
Na prática, usar um monitor FullHD para assistir um vídeo em 4K não faria sentido, já que o monitor teria um limite físico (de pixels) que não conseguiria reproduzir fielmente toda a qualidade do vídeo em 4K.

Sendo assim, o vídeo em 4K acabaria sendo "simulado" como FullHD para a rodar no monitor, similar com o que acontece quando você abre uma imagem gigante no seu Pré-vizualizador de imagens. Ela é maior, mas simula um tamanho menor para você vê-la inteira na tela.


Agora a vantagem de fazer vídeos e imagens em qualidade maior, é a questão de edição e tratamento. Um arquivo maior e com mais detalhes, facilita muito um tratamento mais detalhado, já que ele terá muito mais detalhes que um de tamanho menor. A Globo por exemplo, grava suas novelas em 4K, mas não as transmite nesta resolução. Ela usa este formato só para edição, e depois "compila" em tamanhos menores.
Thiago Lopes
TAVA PENSANDO EM ESPERAR O NEXUS 6... MAS, AGORA, NEM SEI MAIS.
Maurício Alcântara
Essa é a Lenovo!
Marcelo Santos
Na verdade é um cone a mais.
Segue:
Normais: 3 cones
Dautonicos: 2 cones
Tetra crômicos: 4...
O cara lá de cima............. ;)
Jhonatas Rosendo
Haha foi exatamente o que eu fiz. Vendi meu N5 por 1k e peguei o Moto Maxx. Sensacional.
bruna
me ajudem. uso o iphone 4s há 3 anos e já está na hora de aposentá-lo.
estou na dúvida de qual comprar. moto maxx me interessou muito por causa da duração da bateria. em relação à qualidade das fotos, qual é melhor: iphone 6, LG G3 ou moto maxx.
estou na dúvida entre esses, qual vcs comprariam ? ou algum outro sem ser esses
Alexandre
Comprei o Moto MAXX sexta feira dia 28/11/14 na Fast Shop e o fone que ouvido que veio foi aquele redondinho com espuma, bem vagabundo. Voltando na Fast abriram outra caixa com o mesmo fone. Estou tentando junto a |Motorola saber o q esta acontecendo e como ter o "fone de ouvido" que pagei muito caro.
Rodrigo Cabral
Enquanto não cai esse dinheiro todo no meu colo, sigo aqui com o meu moto g e a psafe monitorando a minha bateria pra não acabar.
Bruno Silveira
aparelho monstro.. pena ser tao feio.. hehehe... Para mim o Moto X 2014 continua sendo a melhor opçao do mercado brasileiro.

PS: Parece mentira q finalmente a motorola conseguiu acertar a cemera de um de seus aparelhos
Mateus Sousa
Aquilo não é uma síndrome. E não são milhões. São centenas. Chama tetracromia, e é quando você tem 4 vezes mais cones (ao que eu entendi).
Mateus Sousa
Eles são exatamente iguais, só que a Motorola quis chamá-lo de Moto Maxx aqui no Brasil.
Mateus Sousa
DROID Turbo ser quase igual ao Moto Maxx? Mas eles só tem uma diferença! O nome!
Eltonsk
Higa, moto maxx ou z3??? vi muitas reclamações dos dois na net (fragilidade e bateria q nao durava o q prometia)kk mas gostei dos dois, pretendo comprar um ps4 e por isso pensei mais no z3, vale a pena? Não é frágil?! Tenho um razr i e ja aguentou muuuitas quedas, abraço
Carlos Filho
Todo bônus tem um ônus . o peso do aparelho ficou um chumbo devido a super bateria. Peguei um em mãos ontem e incomoda bastante viu. Talvez quem tenha um se acostume rápido.
Gabriel Rubilar
Muito bom! Vamos aguardar a disponibilidade nas operadoras...(o preço do desbloqueado ainda está bem fora da minha realidade). Será que só venderá em dezembro?
Fábio Rezende
O Fone de Ouvido do moto maxx não é razoável. É realmente muito ruim. O Fone que era do s2 lite de minha esposa é muito melhor que ele, tanto no volume quanto na qualidade do som.
Vitor Hugo
Cara otimo review, falou tudo e mais um pouco! Apesar de nao ser dificil falar desse super smartphone :). Resistente, poderoso, bonito (minha opiniao) e simplesmente a melhor bateria! Issu sim é um celular respeitavel. Motorola ta de parabens. O melhor de 2014 Moto Maxx.
Eduardo
Ok entendi, mas não concordo q o iphone esta entre os melhores, seja software, camera, design...... Ha muitos outros aparelhos na frente
Paulo Higa
Sim. Nos últimos três meses já usei LG G3, Moto G (2ª geração), Zenfone 5, Xperia Z3 Compact e Moto Maxx por pelo menos uma semana ininterrupta. Atualmente estou usando um Xperia Z3 como meu smartphone principal e o próximo da fila é o Zenfone 6. Na verdade, em época de lançamentos, uso mais Android do que meu próprio iPhone.


Inclusive, você está falando com a pessoa que deu nota 9,3 para o Moto Maxx — a maior que um smartphone já conseguiu no Tecnoblog.


Abs,
Eduardo
"embora os iPhones tenham uma bateria risível, eles estão entre os melhores em todos os outros quesitos (hardware, câmera, tela, software, ecossistema, acabamento, etc.)" VOCE ESTA ENGANADO !!! entre os melhores não, os mais caros sim !

Você ja usou um sistema android atual ??
Eu usei IOS por mais de 5 anos, tive quase todos os iphones, desde o primeiro ate o 4s, agora uso android com motomaxx, e cara "existe vida la fora"!!!

Forte integração com Mac ??, não quero mudar tua decisão. Mas essa integração com o Mac o que seria ? o Yosemite fazer ligação através do seu iphone? administrar o conteúdo através do itunes? continuar email ou mensagem no imac e terminar no iphone e vice-versa?
Você não conhece o motorola connect, um plugin no navegador de internet que faz exatamente essa integração, seja mac ou windows....

Tenho um Imac 2011, essa função de continuar mensagem ou email que voce começou no iphone e terminar no mac não rola, o bluetooth do Imac 2011 é considerado antigo pra esta função, busque saber.

busca a configuração do iphone 6 e compara com o moto maxx, galaxy s5...compara memoria, espaço, processador, vc vai ver que ta se divertindo pouco por muito $$, iphone infelizmente ta atrasado e muito.

Curta a apple e muito, tudo que a apple faz eu acho brilhante, mas atualmente Jobs esta fazendo uma grande falta. Hoje eu não vejo argumentos técnicos, financeiros e ate mesmo design... para continuar com iphone....
Daltro Campanher de Souza
Tem razão, que aparelho incrível. Um sonho de consumo...
Marcos Tony Lehmann
Um dos pontos negativos é a traseira que desfia, mas isso pode ser facilmente contornado com uso de capa, pois a maioria usa capas, bumpers etc. e talvez não se tenha para o aparelho específico por ser recente.
Seu Madruga Comentarista
Quanto? Me dá ibagens!
Seu Madruga
Quanto? Me dá ibagens!
Gabriel Santos
Hum danado, gosta de um Bambu né?
eumermo
não conheço nenhum dos dois, mas indicaria sem dúvidas o xperia. o hardware dele sobra e muito para a tela, de forma que ele deverá ser mais longevo, além do fato do moto maxx desfiar, segundo o review. acho que o ponto aqui é armazenamento, afinal o moto maxx oferece mais nesse departamento, porém o xperia te dá a opção de cartão de memória
Minatonami
não conheço nenhum dos dois, mas indicaria sem dúvidas o xperia. o hardware dele sobra e muito para a tela, de forma que ele deverá ser mais longevo, além do fato do moto maxx desfiar, segundo o review. acho que o ponto aqui é armazenamento, afinal o moto maxx oferece mais nesse departamento, porém o xperia te dá a opção de cartão de memória
João Melo
À princípio, e no caso do Android, os botões virtuais terão o seu formato atualizado no Android 5.0, ou Lollipop.
RodrigoCard
Botões físicos <3 :)
RodrigoCard
Botões físicos são vantagem! Não desperdica tela. :)
Daltro Campanher de Souza
É, os reviews daqui são realmente bastante imparciais, é prazeroso lê-los...
Luís Eduardo
kkkkkk
Downgrading
kkkkkk
Bruno Codeman
É. E se contentar com o android customizado, cheio de bloatware, feio pacas,



Dica: A bateria do Maxx dura bem mais. Eu sou heavy user e em dias que fiz uso superior ao apresentado no texto, cheguei a 22h de bateria. ;)


Não troco meu Moto Maxx por nada!
Bruno Codeman
Comprei e não me arrependo. Melhor smartphone que já vi na vida!
Marcos Tony Lehmann
Boa pergunta (que não sei responder)...
Matheus S. Bueno
Posso fazer uma pergunta? Desculpem minha ignorância, mas, tal como conteúdos FullHD numa tela QuadHD perderá qualidade pelo escalonamento da imagem, um vídeo ou imagem FullHD não sofreria do mesmo problema numa tela de iphone 5s ou 6 devido a "baixa" resolução? Sempre vejo sites dizendo que, de nada adianta ter um monitor fullHD e ficar vendo vídeos em 4k gravados do celular. Portanto, tal como as telas 2k, ou as telas de resolução maluca como as do iphone, ou câmeras que gravam em 4k, tudo isso funciona estranhamente, pois nossos equipamentos estão massificados ainda na resolução 1080p. O que me dizem?
Augusto Santana
Agora sim a motorola chamou minha atençao. Nao foi com moto g nem moto x. E sim moto maxx. Sem duvidas um dos melhores aparelhos android do mercado, se nao for o melhor..
Rafael
Cara, que materia bem escrita do cara***... Eu vi o texto em um site meia boca ai, vi que tava muito bem feito para o site todo zoado... Procurei a fonte real e cheguei aqui :D

Parabens ao redator!
Bruno Guerreiro
Foi isso mesmo que deve ter acontecido, deixaram algo pra ''corrigir'' na próxima versão.
Pra que botões físicos?
Rodrigo Gomes
"Não é plástico não, é alumínio como o Moto X 2014"

Acho que foi isso que ele quis falar kkkk
rocarmo
Poderiam ter esperado um pouquinho e lançar com o Android 5.0, já com os botões capacitativos no novo layout. Vou ter um celular com Lollipop e cara de Kit Kat.
Anayran Pinheiro
Dependendo do preço eu compro!
Paulo Higa
Capacitivo é só a tecnologia do botão. O botão em si é físico, e não virtual.
Julio
Um Moto X dual chip seria matador, sairia facilmente da primeira versão pra segunda mas o problema é que ele poderia, com o tempo, matar o Moto G....
Enrico
Já dei uma lida,a câmera e a personalização são brochantes.
Marcos Tony Lehmann
É, tudo entra naquilo que falei outro dia, sobre os fatores que levam em conta as compras, onde tudo é pensado (quem não faz isso, geralmente se arrepende depois) e nenhum fator (somente tela QuadHD ou super bateria) define uma compra e, como havia me esquecido do mais importante detalhe (seu trabalho), faz todo o sentido que continue com iOS. Aliás, me arriscaria a dizer que vocês que trabalham com tecnologia, precisavam ter um dispositivo de cada sistema (salvo engano, Bia Kunze tinha iPad - no passado foi iPhone - para testar iOS, Galaxy S4 para Android e Lumia 900 pro WindowsPhone). E só mais uma coisinha: chegou a lembrar de testar sua acuidade visual colocando o iPhone 5s que é seu aparelho pessoal com o Moto Maxx QuadHD? Já disse que testou o FullHd com ele e não viu diferença mas como o iPhone é menos de FullHd, pergunto se conseguiria ver a diferença e mesmo não podendo comparar, suponha que ainda assim, não notará. A Apple devia estar mesmo certa com aquela história dos 300 ppi e, não por acaso, o principal aparelho dela continua tendo 326ppi há 4 anos. Só muda resolução para se adequar aos tamanhos mas mantendo o número mágico...
João Vitor
Higa , o botão é capacitivo e não físico
Pedro
Vou trocar de aparelho agora e estou em dúvida entre o Moto Maxx e o Xperia Z3 compact, apesar de oferecerem soluções diferentes. O Z3 compact vai na opção de um aparelho menor, meu receio é não adaptar ao grande e pesado Moto Maxx. Meu interesse é em câmera de qualidade, boa duração de bateria e um bom sistema operacional. Encontrei o Moto Maxx por R$ 1880 e o Z3 compact por R$ 1700. Alguém que conhece os dois pode dar uma dica?
Eliézer José Lonczynski
Vem muito crapware da Verizon e processos a mais realmente.
Frank V
Gosto muito do Windows Phone, mas como no momento não há nenhum com uma bateria dessas, estou considerando pegar um Moto Maxx se sair em uma promoção. Viajei nesse fim de semana e senti muita falta de uma autonomia de bateria melhor... Tenho um carregador externo, mas um smart com bateria maior é beeeem mais prático.
Frank Vinnicyus
Gosto muito do Windows Phone, mas como no momento não há nenhum com uma bateria dessas, estou considerando pegar um Moto Maxx se sair em uma promoção. Viajei nesse fim de semana e senti muita falta de uma autonomia de bateria melhor... Tenho um carregador externo, mas um smart com bateria maior é beeeem mais prático.
Rodolfo Alves de Abreu
Eu só acho que poderia ter os acabamentos que o Moto X tem. Se esse modelo viesse com o acabamento em bambu, seria o meu escolhido.
Panino, o Moço
É por causa da expectativa.Não creio que atualização vá melhorar muito, mesmo com o Android 5, por causa do hardware dele. Pelo menos o preço, isso é verdade, superou a expectativa.
Toga
É por causa da expectativa.
Não creio que atualização vá melhorar muito, mesmo com o Android 5, por causa do hardware dele. Pelo menos o preço, isso é verdade, superou a expectativa.
Paulo Higa
Sim, a câmera do Moto Maxx ainda fica atrás dos iPhones, Lumias mais caros e da linha Galaxy S em definição e cores, mas já é o que podemos chamar de "boa" — especialmente em se tratando de um smartphone da Motorola.
Paulo Higa
É verdade. Como o Moto G de 2ª geração tem som estéreo, meu cérebro automaticamente intuiu que o Moto X de 2ª geração também tinha. O texto já foi atualizado, obrigado pela correção. :-)
Paulo Higa
Como o Felipe disse, a ROM da Verizon deve ter uma boa dose de influência nessa história da bateria estar durando pouco (embora menos de um dia inteiro seja estranho). O Droid Turbo tem um Android com algumas personalizações e apps da operadora; o Moto Maxx tem Android puro.


O software da câmera é o mesmo dos outros aparelhos da linha Moto e a tela realmente pode se sair pior que os concorrentes sob a luz do sol porque o brilho não é muito forte (citei isso no review, inclusive).
Paulo Higa
Provavelmente teve o dedo da Verizon no desenvolvimento do aparelho.
Paulo Higa
O Moto Maxx abalou minha decisão de comprar um iPhone 6, mas devo continuar no iOS por algum tempo. Principalmente por causa da forte integração com o Mac, alguns apps que ainda não existem no Android com a mesma qualidade e também devido ao trabalho — certos apps ainda chegam primeiro ao iOS e eu preciso de um iPhone para testá-los.


Além disso, embora os iPhones tenham uma bateria risível, eles estão entre os melhores em todos os outros quesitos (hardware, câmera, tela, software, ecossistema, acabamento, etc.), então estou bastante satisfeito.
Exibir mais comentários