Início » Aplicativos e Software » Microsoft abre o código do .NET para levá-lo ao Linux e ao OS X

Microsoft abre o código do .NET para levá-lo ao Linux e ao OS X

Por
4 anos e meio atrás

De todas as decisões tomadas pela Microsoft na administração de Satya Nadella, talvez esta figure entre as mais surpreendentes: nesta quarta-feira (12), a companhia anunciou a transformação do framework .NET em um projeto de código-fonte aberto. Bom, pelo menos em parte.

A iniciativa diz respeito a todo código .NET utilizado no lado do servidor. Bibliotecas e demais componentes relacionados ao lado do cliente continuam do jeito que estão (ou seja, fechados).

Microsoft .NET

De certa forma, o movimento é uma continuação do .NET Foundation. Apresentado em abril, o projeto compreende uma espécie de repositório de trabalhos de código-fonte aberto baseados na plataforma.

Com o anúncio de hoje, desenvolvedores terão muito mais facilidade para desenvolver projetos em .NET e disponibilizá-los para sistemas como Linux e OS X, além do próprio Windows, é claro. Consequentemente, o engajamento com a plataforma deve aumentar (ao menos é isso o que a Microsoft espera).

A disponibilização do .NET como projeto de código aberto não acontecerá da noite para o dia. A iniciativa levará meses para ser concluída, na verdade. Para tanto, a Microsoft está contando com o apoio de participantes do projeto Mono e de outras comunidades de desenvolvedores.

O material resultante deste trabalho está sendo disponibilizado na página do projeto no GitHub. Estes códigos têm licença MIT (prioritariamente) ou Apache.

Visual Studio

Junto ao anúncio relacionado à plataforma .NET, a Microsoft chamou atenção para a liberação gratuita do Visual Studio Community 2013

. A ferramenta foi criada e disponibilizada como tal para que pequenas empresas, desenvolvedores independentes e estudantes possam criar projetos sem custos elevados.

De acordo com a companhia, vários dos recursos presentes nas variações pagas da IDE estão disponíveis no Visual Studio Community 2013, inclusive bibliotecas para o desenvolvimento de serviços nas nuvens e aplicativos móveis.

Visual Studio Community 2013

Visual Studio Community 2013

Não termina aí: a Microsoft também anunciou um “Preview” do Visual Studio 2015. Entre as funcionalidades da versão estão um emulador do Android, ferramentas para projetos multiplataforma feitos em C++ e o Visual Studio Tools for Apache Cordova.

Com informações: VentureBeat, GigaOM

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.