Início » Telecomunicações » Finja surpresa: as tarifas de celular no Brasil continuam entre as mais caras

Finja surpresa: as tarifas de celular no Brasil continuam entre as mais caras

Por
5 anos atrás

Nesta segunda-feira (24), a União Internacional de Telecomunicações (ITU, na sigla em inglês) divulgou o seu esperado relatório anual que avalia os custos dos serviços de telefonia e internet em mais de 160 países. Em relação ao Brasil, a organização indica que houve melhoras, mas as tarifas de telefonia celular do país continuam entre as mais altas do mundo.

Para fazer a comparação, a ITU usou como referência um pacote com 30 minutos pré-pagos de ligações e 100 mensagens de texto. Em 2013, esta cesta custou ao brasileiro, em média, US$ 48,32 por mês. Trata-se da média mais alta de todo o ranking.

A situação melhora um pouco no cálculo do efeito deste valor na renda per capita. Os US$ 48,32 correspondem a 4,96% da renda familiar média no país. Estes números fazem o Brasil aparecer na 119ª colocação. O ranking considera 166 nações.

Foto: Lucas Braga

Na primeira posição, com custo médio de apenas US$ 5,68 pelo pacote mensal, está Macau, na China, seguido de Hong Kong, com US$ 5,7.

O Brasil já esteve pior. Na medição feita em 2013 (referente a 2012), o custo médio do pacote no país foi de US$ 60. Ainda assim, os US$ 48,32 posicionam o país atrás de vizinhos como Uruguai (66º), Chile (75º) e Peru (87º).

Para o SindiTelebrasil, sindicato que reúne as operadoras atuantes no Brasil, os relatórios não condizem com a realidade. Em outubro, se antecipando ao relatório de 2014, a entidade argumentou que a ITU leva em consideração apenas as tarifas homologadas na Anatel – com as promoções, as médias ficam menores, segundo Eduardo Levy, presidente do sindicato.

Por outro lado, o SindiTelebrasil não chegou a explicar como a ITU poderia obter estas informações. Preços e planos variam conforme a época e a região, sendo difícil concentrar todos estes dados para uma análise completa.

O documento da ITU também contém análises das tarifas de telefonia e banda larga fixas. Nestas categorias, o Brasil está em situação ligeiramente mais confortável: 110ª posição (média de US$ 24,34 para um pacote de 30 minutos mais assinatura) na telefonia fixa e 46ª (US$ 13,82 por mês) na banda larga.

Mais detalhes podem ser obtidos nesta página.

Com informações: Convergência Digital, Telesíntese

Atualizado às 18:00