Início » Ciência » Sonda da NASA acorda na semana que vem para encontrar Plutão

Sonda da NASA acorda na semana que vem para encontrar Plutão

Por
3 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

encounter

Completando oito anos de viagem interplanetária, a sonda New Horizons encerrará sua última hibernação no dia 6 de dezembro e se prepara para um encontro histórico com Plutão e suas luas. O objetivo da missão é caracterizar a geologia e a morfologia do ex-planeta (hoje considerado planeta-anão) e suas cinco pequenas luas Caronte, Nix, Hydra, Cérbero e Estige.

Desde o seu lançamento, em janeiro de 2006, a sonda teve 18 períodos de hibernação que variaram entre 32 e 202 dias. Segundo a NASA, o sistema de hibernação reduz o desgaste dos equipamentos além de reduzir custos operacionais. Nesses períodos, os operadores aproveitam para revisar os sistemas, regular instrumentos, recompilar dados científicos e ensaiar atividades para o esperado encontro com Plutão.

Se tudo se desenrolar como o esperado, já em janeiro de 2015 serão feitas as primeiras observações à distância que devem seguir até o final de julho. Por causa da sua grande velocidade, a New Horizons não entrará na órbita de Plutão quando estiver na máxima aproximação em 14 de julho de 2015. A operação de inserção orbital exigiria grandes quantidades de combustível para a frenagem, o que a torna impraticável.

A New Horizons é a primeira missão do programa New Frontiers da NASA e tem o custo de US$ 700 milhões previsto para o período de quinze anos, de 2001 até 2016. Curiosamente, além da tecnologia de ponta, a espaçonave carrega uma série de artefatos como moedas da Flórida, uma bandeira dos Estados Unidos e um pote com cinzas do cientista Clyde Tombaugh que descobriu Plutão em 1930 e faleceu em 1997.

Antes de chegar onde está agora, a 285.731.000 km de Plutão, a sonda sobrevoou a órbita de Marte em 2006, a de Júpiter em 2007, a de Saturno em 2008 e a de Urano em 2011. Após o sobrevoo em Plutão, a sonda parte em direção ao Cinturão de Kuiper para coletar informações de objetos ainda pouco estudados.

Com informações: IFLScience, New Horizons.

Mais sobre: ,