Início » Computador » Com nova tecnologia NAND 3D, Intel promete lançar SSD de 10 TB

Com nova tecnologia NAND 3D, Intel promete lançar SSD de 10 TB

Por
3 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Estamos mais pertos dos sonhados SSDs de altíssima capacidade. Em uma conferência com investidores realizada recentemente, a Intel revelou que começará a produzir chips Flash NAND 3D a partir de 2015. Aliada a técnicas avançadas de produção, a tecnologia permitirá a fabricação de SSDs capazes de suportar 10 terabytes ou mais.

O “3D” no nome da tecnologia faz alusão ao empilhamento vertical de múltiplas camadas de células de armazenamento, como se estas formassem cubos ou blocos. A tecnologia da Intel, fruto de uma parceria com a Micron, permitirá o empilhamento de até 32 camadas.

Flash NANDA Samsung explora esta técnica há alguns anos e já consegue produzir chips NAND 3D com 32 camadas. A Intel argumenta, em contrapartida, que a sua tecnologia será mais vantajosa por proporcionar o dobro de capacidade por bloco.

Os chips atuais da Samsung oferecem densidade de até 128 gigabits. Já os da Intel terão até 256 gigabits em chips flash MLC (armazenam dois bits por célula) e 384 gigabits em memórias TLC (três bits por célula). É uma diferença importante, embora nada impeça a Samsung de aumentar a densidade de bits em um futuro próximo – a próxima geração da sua tecnologia deve ser apresentada também em 2015.

De acordo com a Intel, os números generosos de seus chips possibilitarão a fabricação de unidades SSD com pelo menos 10 TB de capacidade dentro de um prazo de dois anos.

É uma visão de futuro empolgante, certamente, mas ainda um tanto nebulosa. Não está claro, por exemplo, se estas unidades serão baseadas nos chips que serão produzidos a partir de 2015 ou se terão como base gerações posteriores da tecnologia, o que é mais provável.

Intel Flash NAND 3D

Além do processo de armazenamento em si, a Intel precisa, por exemplo, desenvolver (ou obter de algum parceiro) controladores que permitam à unidade trabalhar eficientemente com tamanha capacidade de armazenamento.

De qualquer forma, as unidades de alta capacidade, se realmente lançadas no tempo previsto, deverão atender inicialmente aos mercados de servidores e aplicações corporativas, até porque, a despeito do maior poder de armazenamento, estes produtos serão tudo, menos baratos ao consumidor final.

Para 2015, é de se esperar que a tecnologia NAND 3D da Intel viabilize a produção de SSDs com capacidades que já são oferecidas atualmente, mas com alguns diferenciais – menor espessura, por exemplo.

Com informações: ExtremeTech, AnandTech

Mais sobre: , , , , ,