Início » Internet » Parlamento europeu quer separar o buscador do resto dos serviços do Google

Parlamento europeu quer separar o buscador do resto dos serviços do Google

Avatar Por
5 anos atrás

Google

O parlamento europeu votou ontem a favor de uma resolução que encaminha medidas contra o monopólio do Google e outros buscadores obrigando-os a separar seus motores de buscas do resto de seus serviços comerciais. Na prática, tenta impedir que os resultados de produtos da mesma empresa pulem a fila e apareçam entre os primeiros resultados de uma pesquisa.

A resolução foi aprovado com 348 votos favoráveis, 174 contrários e 56 abstenções. Nas prévias da votação, foi firmado um acordo entre o Partido Popular Europeu e o Partido Socialista, majoritárias nesse parlamento, para garantir a aprovação.

A proposta não obriga legalmente que o Google tenha que separar seus serviços, mas trata-se de um posicionamento relevante da Eurocâmara que pode servir para pressionar um processo aberto em 2010 pela Comissão Europeia para limitar as práticas monopolistas do buscador. A votação expressa um avanço da neutralidade da rede na Europa. Em abril desse ano, foi aprovado um projeto que tenta garantir que o tráfego na internet seja tratado de forma igualitária, sem discriminações, restrições ou interferências independentemente de quem envie, receba, seu conteúdo, aparelho usado, serviço ou aplicativo.

As mesmas palavras marcaram presença na resolução aprovada ontem. Embora não seja citado no texto da resolução, o Google é sem dúvida o maior prejudicado pois é dono da fatia de 90% do mercado de buscadores. E o recado fica bem claro no texto aprovado: "desta maneira impedimos os abusos na comercialização de serviços interconectado cometidos pelas empresas que controlam os buscadores".

Com informações: Reuters

Mais sobre: