Início » Antivírus e Segurança » No fim, a Sony vai lançar "A Entrevista" em alguns cinemas dos EUA neste Natal

No fim, a Sony vai lançar "A Entrevista" em alguns cinemas dos EUA neste Natal

Avatar Por

A Sony Pictures mudou de ideia e anunciou que o filme A Entrevista será lançado neste Natal nos Estados Unidos, apesar da chantagem feita pelo grupo hacker autodenominado Guardiões da Paz.

A notícia contraria os rumores que indicavam que a obra seria distribuída apenas online. Apesar das ameaças enviadas pelos Guardiões da Paz, que insinuam um atentado terrorista contra os cinemas que exibirem A Entrevista, a Sony vai mesmo rodar o filme nas telonas.

the-interview

Depois que o FBI acusou a Coreia do Norte de promover os ataques, o caso se tornou assunto de segurança nacional. O próprio presidente Barack Obama teve peso na decisão do estúdio de voltar atrás quando afirmou que a Sony não deveria ceder, aceitando a exigência dos hackers.

A lista completa de cinemas ainda é desconhecida, mas a expectativa fica em salas de Atlanta, Austin, Dallas e Houston, que já avisaram pelo Twitter que estão interessados em exibir A Entrevista. Segundo o The New York Times, a Sony planeja lançar o filme em 200 ou 300 pequenas salas de cinema norte-americanas.

O CEO do estúdio, Michael Lynton, afirmou que também busca distribuir o filme por algum serviço de vídeo sob demanda, mas ainda não encontrou empresas interessadas. "Nós estamos nos esforçando para garantir mais plataformas e mais salas para que este filme atinja a maior audiência possível”, disse Lynton.

Mais sobre:

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ortiz Vinicius
Um pronunciamento oficial do presidente dos EUA é coisa MUITO séria
Igor Britto
Eu até gosto do Franco, mas todo filme com Seth Rogen é uma porcaria e não seria surpresa nenhuma que esse fosse apenas mais um
Josiel Hen
Em termos de tema (ligar a Coreia do Norte nisso, por simples marketing, emocionante), eu também acho que isso possa acontecer (não acho, na verdade, só entrando no clima), mas na questão do filme em si, esse não parece o filme que mereça tal marketing.
Rodrigo Silva Barretos
Eu até considerei isso no começo... mas isso tomou uma proporção muito grande pra ser apenas marketing. Eles acusaram outro país e estão com "armas" apontadas um para o outro. Os arquivos que vazaram revelam muita coisa que, mesmo que fosse "brincadeira", iria acarretar em muita dor de cabeça pra eles depois. Não acho que a Sony chegaria tão longe só por causa de um filme. Seria longe demais sem contar arriscado. Nada garante que isso ainda não vai acabar em uma merda pior...
Igor Britto
Eu também pensei nisso... Será que tudo isso não passa de uma das maiores estratégias de marketing já vistas na história?
tuneman
E se isso tudo foi planejado pela Sony para fazer todas as pessoas ficarem empolgadas com o filme??
Rafael Machado de Souza
E se isso tudo foi planejado pela Sony para fazer todas as pessoas ficarem empolgadas com o filme??
Panino, o Moço
O que vai ter de maluco nas portas desses cinemas se exibindo armados... conseguem imaginar?
Toga
O que vai ter de maluco nas portas desses cinemas se exibindo armados... conseguem imaginar?
Alisson Santos
Essa coisa de ataque terrorista em cinema que exibir o filme é balela, tem tanto crédito quanto as ameaças do ditador da Coreia do Norte de destruir os Estados Unidos. É uma ameaça tão bizarra que eu realmente começo a achar que vem mesmo da Coreia do Norte.
Alisson Silva
Essa coisa de ataque terrorista em cinema que exibir o filme é balela, tem tanto crédito quanto as ameaças do ditador da Coreia do Norte de destruir os Estados Unidos. É uma ameaça tão bizarra que eu realmente começo a achar que vem mesmo da Coreia do Norte.