game-of-thrones-temporada-6

Por mais que os estúdios e canais de TV a cabo se esforcem para trazer para o Brasil os episódios mais recentes de séries, nem sempre conseguem. E sem dúvida essa é uma das principais razões de sermos grandes usuários de torrent, já que recorrer à pirataria é a única maneira que nós conseguimos para assistir as séries que gostamos. Mas um relatório divulgado semana passada na revista Variety revelou o tamanho do nosso vício: o Brasil é o país que mais pirateia séries no mundo.

De acordo com a revista, os dados foram compilados pela firma Excipio, que faz “rastreamento de pirataria” para empresas e que liberou o relatório completo exclusivamente para a Variety. Eles dizem que rastrearam os downloads de diversas séries por torrent e outras redes de P2P durante o período de 1º de janeiro a 24 de dezembro do ano passado e chegaram à conclusão de que o Brasil foi o país onde mais foram feitos downloads, com 28,4 milhões. Em segundo lugar ficou a Rússia, com 28,1 milhões, e a Índia ficou em terceiro, com 16 milhões.

Este relatório não está disponível publicamente por enquanto e a revista não entra em detalhes sobre como foi feito o rastreamento dos downloads. Mas a Excipio tem liberado para certos veículos este tipo de relatório há algum tempo e se a metodologia de rastreamento for a mesma usada para filmes, os números são estimativas bastante precisas.

Além de divulgar o ranking de países que mais baixam séries, a Excipio também mostrou quais séries mais são baixadas no mundo. Essa lista também é compilada anualmente pelo site TorrentFreak, mas no caso do site, são considerados apenas trackers públicos de torrents. Ao que parece, a Excipio leva em consideração o download de outras fontes também, por isso os números são consideravelmente maiores isso faz a lista ser um pouco diferente da liberada pelo TorrentFreak.

A lista completa é essa abaixo:

  1. Game of Thrones (48,3 milhões)
  2. The Walking Dead (47,6 milhões)
  3. The Big Bang Theory (33,4 milhões)
  4. Arrow (29,1 milhões)
  5. The Vampire Diaries (22,9 milhões)
  6. Supernatural (21,2 milhões)
  7. How I Met Your Mother (20,2 milhões)
  8. Agents of S.H.I.E.L.D. (16,3 milhões)
  9. Suits (14,9 milhões)
  10. The Blacklist (14,2 milhões)

O Tecnoblog entrou em contato com a Excipio para tirarmos algumas dúvidas sobre esse relatório, mas até o momento da publicação deste post a empresa ainda não havia respondido.

Se levarmos em conta que o Netflix começou a fechar o cerco contra o uso de VPNs e outras ferramentas para acessar o conteúdo de outros países, já podemos estar com o troféu do ano que vem garantido.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Júlia Santana
Assisto várias séries que demoram muito pra ser transmitidas no Brasil e quando são, não acompanham o andamento real das temporadas. A solução é ir nos sites e baixar mesmo. LI uma matéria aqui bem interessante sobre isso: http://www.psafe.com/blog/download-ilegal-de-series-brasil-e-o-que-mais-pirateia/
Mr. X

Sério? Só vc e 28.399.999 brasileiros! :D

Lipe Miranda
Sério? Só vc e 28.399.999 brasileiros! :D
Paulo
Se não estou enganado, no Brasil, pirataria é quando envolve lucro. Então baixar alguma coisa sem objetivo de ganhar dinheiro não é crime. Eu gostaria que algum entendido de leis comentasse.
Poliana Lopes
Não gosto de acompanhar séries pela TV, assisto as temporadas quando acabam. Adoro colecionar as séries e o Brasil é tão ridículo que as produtoras costumam lançar algumas temporadas e simplesmente abandona-las no meio. Desrespeito total com o consumidor e nós é que somos os errados!! Hipocrisia! Fora as centenas de séries sensacionais não americanas que nem passam por aqui. Se as produtoras tivessem respeito e lançassem as séries completas, com um preço justo e não ficassem presas somente ao mercado americano, aposto que esse número cairia bastante. Melhorem também os tradutores. Já vi erros e adiantamento de legendas que detonaram uma série inteira original.
Thiago Amelotti Portela
Cara, não consigo concordar mais. O fato é q estamos rodeados de serviços de qualidade ruim e totalmente inflexíveis, acabamos pagando caro para assistir três ou quatro canais. E as detentoras do conteúdo não facilitam a vida para quem quer stream online. Não é o certo, mas a saída do brasileiro é recorrer ao torrent...
Sergio Fagundes
Pois é. A área cinza da pirataria. Séries. Não é pirataria por burrice do consumidor que não sabe ou não quer explorar as opções. É pirataria por burrice do produtor que não sabe ou não quer explorar esse mercado. Todos os inteligentes estão ganhando um monte de grana explorando esse mercado de pouca grana mas que consome conteúdo. Olha o netflix com suas séries. O HBO aproveitando a pirataria para aumentar o HYPE do Game of Trones. Só que o resto ainda quer se ater ao velho modo e vão fazer de tudo para impedir que o mercado mude e eles continuem ganhando apenas para eles. Vão gastar bilhões, vão usar seus escritórios de advocacia e tem todo tempo do mundo para impedir que o mercado mude... E quando aparece uma opção diferente de tudo simplesmente ignoram a mesma para ver ela morrer ( http://www.imdb.com/title/tt1748166/?ref_=ttep_ep_tt ). Vou morrer sendo contra a pirataria mas não vou criticar quem pirateia seriados porque esse caso realmente é obrigado pra ver se a indústria muda.
Louis
As pessoas só vem falar mal disso, mas olha a sistuação do mercado brasileiro nesse sentido. Comprar um pacote de TV a cabo é horrível, vem recheado de canais inúteis e mesmo pagando é tudo lotado de propaganda. Seria ótimo ver essas séries por streaming, mas no próprio caso da HBO é preciso ser atrelado a uma operadora para poder assitir online. É perfeito que a pirataria esteja forte, para ter ao menos uma opção já que sem isso simplesmente os preços se manteriam nas alturas. Ruim com ela, MUITO pior sem ela.
Marcvs Antonivs
Né...Imagina, tem até mafia de próteses! E os médicos ainda falam mal do Mais Médicos do Governo Federal...
Marcvs Antonivs
Brasil, não se cansa de liderar! Faço parte dessa luta.
Ismael Pini Gonzales
Com certeza verão como problema... Creio que este relatório seja bem superficial, e não tem como ter certeza dos números até que a metodologia seja divulgada. Além disso, muita gente baixa séries por aqui pq elas demoram muito tempo para chegar legalmente (conheço casos de algumas que levaram mais de UM ANO). Boa parte destas pessoas assinam TV por assinatura, Netflix e alguns até compram o box daquelas que mais gostam. Por tanto, acho que fica difícil mensurar o prejuízo real que a "pirataria" gera. Mas, conhecendo a mente tacanha dos executivos das grandes distribuidoras, eles sempre veem isso como um prejuízo e preferem gastar rios de dinheiro para tentar acabar (criando DRM e etc), mesmo sendo impossível, do que entender como uma oportunidade para repensar o negócio como um todo...
Ademar Abiko Jr.
Também me chamou atenção essa dos top 3 serem BRICs... acesso cultural + pouca grana + preços altos?
Tiago
Há duas formas de ver esses números: 1) um imenso problema; 2) uma imensa oportunidade. Agora é esperar para ver em qual dos dois fronts a indústria vai escolher lutar.
antônio

Vejam que os três "campeões" são países "em desenvolvimento" (expressão essa que faz às vezes de eufemismo para "subdesenvolvido") com alta carga tributária.

Coincidência? I don't think so...

Antônio Cesar Moraes
Vejam que os três "campeões" são países "em desenvolvimento" (expressão essa que faz às vezes de eufemismo para "subdesenvolvido") com alta carga tributária. Coincidência? I don't think so...
Exibir mais comentários