O Spartan, da Microsoft, não é o único navegador a ser lançado em 2015. Nesta terça-feira (27), o ex-CEO e cofundador da Opera Software Jon von Tetzchner liberou para download o Vivaldi, browser que surge com a (árdua) missão de conquistar espaço em um segmento já bastante disputado.

Jon von Tetzchner saiu da Opera em 2011. Pouco tempo depois, a companhia anunciou uma das mudanças mais impactantes da sua história: passou a utilizar o WebKit no navegador que leva o seu nome, na época, o mesmo motor que era a base do Chrome e do Safari.

Navegador Vivaldi

Muitos usuários do Opera não gostaram desta perda de “personalidade”. É este público, a princípio, que a Vivaldi Technologies quer atrair. Tanto que, além do navegador, a empresa aposta em uma comunidade que lembra o finado My Opera, a Vivaldi.net. O serviço oferece blog, chat, compartilhamento de fotos, grupos de discussão, entre outros.

Apesar de tentar resgatar o espírito de inovação que outrora circundou o Opera Browser, o Vivaldi não é totalmente novo: a sua base é o projeto Chromium (com motor Blink). A interface, por sua vez, foge do convencional, sendo construída quase totalmente com tecnologias web, como HTML5, Node.js e React.

Esta característica permite à interface assumir a cor predominante no site que está sendo visitado. Se você acessar o Tecnoblog, por exemplo, a barra superior ficará azul. A principal vantagem, no entanto, está no fato de os recursos web facilitarem a disponibilização do Vivaldi como um navegador multiplataforma: há versões para Windows, OS X e Linux.

O browser está em estágio “Technical Preview”. Apesar disso, já oferece um conjunto razoável de recursos: pré-visualização das páginas na barra de guias, empilhamento de abas (útil para sites relacionados ao mesmo assunto), botão na parte inferior que esconde imagens, função para inserção de notas, bookmarks com capturas de tela, Speed Dial para acesso rápido aos sites nos favoritos, customização de interface, entre outros.

Como dá para notar, muitas das ideias são claramente inspiradas no Opera.

Navegador Vivaldi - favoritos

A Vivaldi planeja oferecer também cliente de email, serviço de chat (provavelmente, via API WebRTC), suporte a extensões, melhor desempenho (de vez em quando, o “preview” dá umas travadinhas), sincronização e, claro, versões para dispositivos móveis.

Se o Vivaldi conseguirá obter alguma participação significativa no mercado, é difícil dizer – o próprio Opera nunca se destacou pela quantidade de usuários. Mas Jon von Tetzchner e equipe esperam atrair uma comunidade disposta a ajudar no projeto fornecendo feedback e ideias. Este nível de envolvimento talvez torne o Vivaldi mais relevante.

A versão Technical Preview do navegador pode ser baixada aqui.

Com informações: GigaOM

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Mateus Mendes
legal
SneepS
Podem lançar quantos navegadores quiser, nunca vai dar certo. A maioria dos usuários sempre vão usar netscape navigator, Cello e Arena, uma vez líder no mercado, sempre líder é questão de quem chega primeiro entende
Ricardo Lins
Eu gostei muito do Vivaldi. Ninguém deve se intimidar com esses "grandes" navegadores. Tem espaço para o novo sempre. O Firefox tá uma consumindo uma RAM absurda na minha máquina. O Vivaldi tá rodando muito bem. Adicionando uma extensões do Chrome, dá pra substituir o Firefox a contento.
raphael_silva

Muitos estão falando do Chromium mas estão esqeucendo de uma coisa, a compatibilidade com Extensões, fazer um navegador do 0, igual ao Edge pra demorarem 2 anos para fazerem novas coisas? Tem hoje muitas coisas no meu Chrome que não consigo viver junto por facilitarem meu trabalho e assim meu tempo.

Testando o navegador desde ontem, mexi em várias coisas no settings pra deixar do meu gosto e estou gostando.

Sobre o consumo de RAM... é aquilo (10 abas) http://i.imgur.com/ByPgd5l.png

Raphael Silva
Muitos estão falando do Chromium mas estão esqeucendo de uma coisa, a compatibilidade com Extensões, fazer um navegador do 0, igual ao Edge pra demorarem 2 anos para fazerem novas coisas? Tem hoje muitas coisas no meu Chrome que não consigo viver junto por facilitarem meu trabalho e assim meu tempo. Testando o navegador desde ontem, mexi em várias coisas no settings pra deixar do meu gosto e estou gostando. Sobre o consumo de RAM... é aquilo (10 abas) http://i.imgur.com/ByPgd5l.png
Estive Jobs
Yandex beta… Eu tive uma sensação de ter saltado uma era inteira ao abrir aquele aplicativo, que não sentia há muitos anos quando eu migrei do finado iexplorer para o Opera, aquilo era fascinante pois tinha muitos recursos legais que nenhum outro tinha, e até hoje não tem; quando migrei para o Mac, e quando a Apple renovou a interface do OSX, o Safari ficou impecável. Mas mesmo assim, tinha um problema, justamente o que você abordou, a Apple não costuma dar ouvidos aos seus usuários quando atualiza seus aplicativos (e produtos), o Safari não tem essa super compatibilidade com a web que aparenta ter ("seu navegador não é compatível com o site, todos os outros são, menos o Safari") , pois a filosofia dela é que o mercado seguirá à suas regras (olá Estado), como foi o caso do favicon (ícone dos sites nas guias), ela inventou um "formato vetorial" dela, como resultado eu só posso ver os ícones do bing e YouTube, o resto eu vejo ícones genéricos do Safari, vocês que não usam o navegador sabem como é incrível ver os ícones alertando que tem mensagem nova, ou só pela beleza mesmo. Isso me irrita demais. Tentei migrar do Safari para o Firefox, funcional como sempre mas continua feio mesmo depois da "repaginada", migrei do Opera até ele ser repaginado e ter ficado todo cagado, Rockmelt até ele perder sua integração com o facebook, daí eu testei Splipnir, Maxthon, o navegador chinês do Baidu, e tive que me contentar com o Safari+Firefox+Helium Browser. Achei excelente sua referência ao Yandex, que era mais do mesmo, esses russos resolveram inovar lindamente e criou uma delícia de visual, sendo os primeiros a introduzir a coloração de acordo com o site, a interface se adaptou no OSX de uma forma deliciosa, posso até personalizar algumas coisas, inclusive mover a barra de guias. O problema é que não consigo nem mover as guias, nem todos os poucos recursos que tem funcionam em outros SO além do windows. Quando eu vi um comentário mencionando Vivaldi, meu amigo… Ele conseguiu ser ainda mais mítico que o Yandex (pra não dizer foda). Mesmo estando em beta ele já tem muitos recursos incríveis, herdados do Opera, inspirados no Yandex, no Edge, e claro, o bom e velho motor Chromium (e outras coisinhas), ou seja, ele é cheio de referências de todas as coisas boas que os navegadores, desde um netscape, até um Edge, isso é muito amor no coração para uma pessoa suportar. Moral da história: O Opera não morreu, apenas renasceu das cinzas, assim como Mighty no.9 renasceu do Sonic, e talvez renasça novamente, o importante é que a essência dele permanece viva em nossos corações. Linspector, Estive
Estive Jobs
Achei excelente sua referência ao Yandex, que era mais do mesmo, esses russos resolveram inovar lindamente e criou uma delícia de visual, sendo os primeiros a introduzir a coloração de acordo com o site, a interface se adaptou no OSX de uma forma deliciosa, posso até personalizar algumas coisas, inclusive mover a barra de guias. O problema é que não consigo nem mover as guias, nem todos os poucos recursos que tem funcionam em outros SO além do windows. O Vivaldi conseguiu ser ainda mais mítico (pra não dizer foda),
Demian Carvalho
Estou usando, achando show de bola!!!!
Mauro Gomes
Nossa, sinto a mesma coisa. Mas pro Chrome eu não volto mesmo, descobri um browser da psafe e vou ficar com ele.
Danillo Nunes
O original é o Konqueror. E, acredite, você não vai preferir usá-lo.
Keaton
Ironicamente esse site não abre no Opera 12.15... [Sim, AINDA uso esse. LOL]
PinPortal ✔️

Eu não usei muitas vezes o Opera Desktop (para Windows) durante a minha vida para opinar e consequentemente concordar ou discordar da sua opinião. Tenho certeza que você tem uma opinião muito mais apurada em relação ao browser Opera e a própria empresa do que eu.

Mas talvez (Quem sabe :P ) o Opera browser desktop não tenha tanta atenção da Opera, porque tem menos de 1% de market share do mercado. Eles já ganham dinheiro com o Opera Mini e o Opera for Android, talvez continuem o projeto Desktop só para não desativar e prejudicar a imagem da empresa em relação aos seus usuários. Acho que a mudança do Presto para o Blink (do Google Chrome) foi acertada, eu testei e também pude perceber que esse novo Opera parece mais versão Beta do que estável, mas se o que eu suponho for mesmo verdade, não vale a pena para a Opera ter um time específico para o desenvolvimento do Presto, se esse não for o foco deles. O mercado de browsers para desktop ainda dá dinheiro? Óbvio que sim, mas é extremamente concorrido, com Chrome, Firefox, IE e até mesmo o Safari na frente do Opera, talvez seja mais interessante para eles focarem no mobile.

Quanto a esse Vivaldi, fico feliz por não fazer parte da empresa Opera e realmente espero que dê certo e que o projeto não seja vendido! (Como aconteceu com o Rockmelt que foi comprado pelo Yahoo, um browser extremamente interessante 100% focado em integração com redes sociais e que no final foi descontinuado após a compra).

Enfim, sucesso ao Vivaldi!

pinportal
Eu não usei muitas vezes o Opera Desktop (para Windows) durante a minha vida para opinar e consequentemente concordar ou discordar da sua opinião. Tenho certeza que você tem uma opinião muito mais apurada em relação ao browser Opera e a própria empresa do que eu. Mas talvez (Quem sabe :P ) o Opera browser desktop não tenha tanta atenção da Opera, porque tem menos de 1% de market share do mercado. Eles já ganham dinheiro com o Opera Mini e o Opera for Android, talvez continuem o projeto Desktop só para não desativar e prejudicar a imagem da empresa em relação aos seus usuários. Acho que a mudança do Presto para o Blink (do Google Chrome) foi acertada, eu testei e também pude perceber que esse novo Opera parece mais versão Beta do que estável, mas se o que eu suponho for mesmo verdade, não vale a pena para a Opera ter um time específico para o desenvolvimento do Presto, se esse não for o foco deles. O mercado de browsers para desktop ainda dá dinheiro? Óbvio que sim, mas é extremamente concorrido, com Chrome, Firefox, IE e até mesmo o Safari na frente do Opera, talvez seja mais interessante para eles focarem no mobile. Quanto a esse Vivaldi, fico feliz por não fazer parte da empresa Opera e realmente espero que dê certo e que o projeto não seja vendido! (Como aconteceu com o Rockmelt que foi comprado pelo Yahoo, um browser extremamente interessante 100% focado em integração com redes sociais e que no final foi descontinuado após a compra). Enfim, sucesso ao Vivaldi!
senna_4ever
Antonio, pode ser ate baseado no Chromium, mas o diferencial são as funcionalidades que o atual Opera está há tempos enrolando pra implementar, sendo q muitas nao irão voltar e que diferente do staff do Opera, o pessoal do Vivalde VAI OUVIR os que os users querem e não impor como o Opera está fazendo agora.
senna_4ever
o rockmelt nao iria voltar?
Exibir mais comentários