Início » Brasil » O FIES não pode acabar

O FIES não pode acabar

Por
5 anos atrás

Quem estudou a vida inteira em escola pública nem sempre consegue conquistar uma vaga nas concorridas universidades públicas. Mas como uma família de baixa renda conseguiria pagar uma faculdade particular? É aí que entra o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), programa do governo que financia a graduação dos estudantes de ensino superior a juros baixos. É por isso que não podemos deixar o FIES acabar.

FIES-logo

No final de dezembro, o governo fez mudanças no FIES que restringirão a quantidade de estudantes beneficiados. Para 2015, o governo instituiu que o estudante concluinte do ensino médio a partir do ano letivo de 2010 deverá ter média mínima de 450 no Enem e não ter zerado na redação. Não será mais possível usar simultaneamente o FIES em uma instituição de ensino superior e o ProUni em outra.

Além disso, o site do FIES ficou praticamente o mês de janeiro inteiro fora do ar para se adequar às novas regras. A página voltou na última semana, mas o governo não abriu o sistema para novos contratos de financiamento. O Ministério da Educação não deu nenhum prazo para que isso volte a acontecer, o que faz estudantes de baixa renda desistirem de estudar numa faculdade.

Grupos de ensino superior com menos de 20 mil alunos serão mais prejudicados. Hoje, o governo repassa o crédito do FIES em duas partes: uma atrelada ao pagamento de impostos e outra que vai para o caixa das empresas. Com a nova regra, essa segunda parte, que em algumas instituições é a maior parcela da receita, será paga com até 5 meses de atraso.

Caso o FIES acabe, mais de 1,6 milhão de universitários ficarão sem estudar. No Facebook, você pode participar da página do Movimento em defesa do FIES, que já reúne mais de 30 mil estudantes comprometidos na luta em defesa do programa de financiamento.

Mais sobre:
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários.