Uma versão do Windows 10 Technical Preview “vazada” no último sábado (14) revelou uma funcionalidade que, se realmente implementada no sistema operacional, deve agradar a muitos usuários: uma opção que baixa as atualizações do Windows Update via protocolo P2P.

Sim, a novidade lembra o BitTorrent, mas sem os arquivos de torrents, obviamente. A ideia é que você possa fazer download das atualizações do sistema, especialmente as mais volumosas, a partir de várias fontes, diminuindo a dependência de um servidor central.

A imagem liberada pelo The Verge, veículo que encontrou o recurso, mostra que o usuário pode escolher entre duas configurações que funcionam de modo complementar aos servidores do Windows Update: uma baixa as atualizações a partir de outros PCs que fazem parte da rede local; a outra, além desses, inclui máquinas na internet.

Como o usuário obtém as atualizações a partir de várias fontes próximas simultaneamente e também ajuda outras pessoas a fazerem o mesmo, esse modo deve agilizar substancialmente as atualizações.

Windows Update com P2P

O lado negativo fica para uma improvável, mas possível brecha de segurança. Como a Microsoft não tem controle sobre os PCs que contribuem com os updates, o risco de os arquivos baixados dessas fontes serem alterados é maior. É de esperar, no entanto, que a empresa adote mecanismos de verificação – algo que lembre o md5sum, por exemplo.

Não há, até o momento, nenhuma confirmação sobre o recurso. De qualquer modo, já se sabe que não é de hoje que a companhia vem cogitando trabalhar com P2P: em 2013, a Microsoft comprou uma empresa chamada Pando Networks cujo principal produto é justamente um protocolo baseado no BitTorrent. Alguma utilidade essa aquisição tem que ter.

Convém considerar também que a Microsoft já possui produtos que remetem à proposta das atualizações via P2P, ainda que vagamente, como o BranchCache.

A expectativa é a de que o novo recurso apareça já na próxima build do Windows 10 Technical Preview.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vitor Mikaelson
Na verdade, Skype trocou há algum tempo Como funciona. Agora estão utilizados os antigos servers do MSN. Tiveram que fazer isso para sincronizar corretamente entre dispositivos.
Guto Revoredo
O IPFire, firewall destinado à pequenas e médias empresas baseado em Linux, possui um recurso semelhante. Se chama Update Accelerator. http://wiki.ipfire.org/en/configuration/network/update-booster
Anderson Antonio Santos Costa
Agora quem tem windows piratão vai se beneficiar demais....
Cobalto

Não foi o The Verge que descobriu, eles só noticiaram a notícia sem a fonte.
http://www.neowin.net/news/...

Daniel Cobalto
Não foi o The Verge que descobriu, eles só noticiaram a notícia sem a fonte. http://www.neowin.net/news/windows-10-future-updates-can-be-delivered-via-p2p
PinPortal ✔️

Na verdade o próprio Skype utiliza tecnologia P2P para transferir mensagens de texto entre os usuários, deixando as chamadas de voz e vídeo para os servidores da Microsoft. Além de aumentar a velocidade do download para os usuários (em alguns casos), o objetivo de transformar em P2P as atualizações do Windows Update pode sinalizar uma grande diminuição de custos para a própria Microsoft em fornecer toda a infraestrutura necessária para liberar updates para todas as máquinas.

Jamis Casusa
Isso é perfeito para grandes empresas
pinportal
Na verdade o próprio Skype utiliza tecnologia P2P para transferir mensagens de texto entre os usuários, deixando as chamadas de voz e vídeo para os servidores da Microsoft. Além de aumentar a velocidade do download para os usuários (em alguns casos), o objetivo de transformar em P2P as atualizações do Windows Update pode sinalizar uma grande diminuição de custos para a própria Microsoft em fornecer toda a infraestrutura necessária para liberar updates para todas as máquinas.
Leonardo Stringary
hehehe é noix voa bruxaum. hehehe
Jairo ☠️

E facilita em muito a vida para os usuários de windows pirata.

jairo
E facilita em muito a vida para os usuários de windows pirata.
Junior Riedi
esta atualização P2P em rede local para uma empresa com muitos computadores é perfeito. Não detona com a banda de internet e agiliza o processo. Gostei.