Início » Internet » Como o Google está acelerando o carregamento de páginas no Chrome 41 e 42

Como o Google está acelerando o carregamento de páginas no Chrome 41 e 42

Por
4 anos atrás

google chrome

Mesmo assustando os usuários com o alto consumo de RAM, o Chrome ainda é um dos navegadores mais rápidos do mercado. Nesta quarta-feira (18), o Google anunciou duas técnicas com foco no JavaScript que estão acelerando o carregamento das páginas no Chrome 41 e irão melhorar o consumo de bateria no Chrome 42, que será lançado nas próximas semanas.

A primeira novidade está disponível no atual Chrome 41 e foi chamada de “streaming de script”. Nas versões anteriores, funcionava assim: quando você acessava uma página da web, o Chrome baixava o arquivo JavaScript inteiro e só então o interpretava — há um pequeno desperdício de tempo aqui. Na versão atual, o script começa a ser analisado assim que o download inicia. Esta imagem ilustra o novo método:

chrome-streaming

Com a nova técnica, a interpretação do arquivo JavaScript pode ser completada apenas alguns milissegundos após o término do download — depois, o código será compilado e finalmente executado pelo navegador. O Google estima que o carregamento das páginas fica até 10% mais rápido.

Já no Chrome 42, o Google lançará o “cache de código”. O motor V8 do Chrome compila o JavaScript sempre que você acessa uma página e descarta o código compilado assim que você navega para outra página. Isso é até inteligente, porque um código compilado de JavaScript é muito dependente do momento atual da página e do computador: daqui a alguns segundos, talvez ele não sirva mais para muita coisa.

O que o cache de código do Chrome 42 faz é armazenar localmente uma cópia do código compilado usando uma “técnica avançada” que o Google não detalhou. Fazendo isso, é possível gastar 40% menos tempo compilando um código JavaScript. O resultado é a diminuição no uso de processamento, o que é muito bem-vindo, especialmente em dispositivos móveis e notebooks, onde qualquer economia de bateria é importante.

Se tudo correr como manda o cronograma, o Chrome 42 será liberado em meados de abril. Esta será a primeira versão que não terá mais suporte ao Android 4.0 Ice Cream Sandwich, lançado em 2011.

Mais sobre: , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.