huck-suzuki-comercial-tim

Horário nobre da televisão brasileira num domingo. A TIM apostou grande ao apresentar ontem (22) o “primeiro comercial transmitido via 4G”. O filme publicitário de um minuto foi veiculado no intervalo do Fantástico, um dos momentos mais custosos para se anunciar no país – por volta de R$ 760 mil no preço de tabela. Na sequência, as redes sociais foram inundadas com comentários do tipo “queria que minha internet funcionasse como no comercial”.

Ao Tecnoblog, a operadora respondeu em que condições a transmissão foi feita.

Primeiro de tudo, é preciso afastar o mito de que o primeiro comercial 4G foi transmitido ao vivo. Muito pelo contrário: a TIM explicou que o apresentador Luciano Huck e a atriz Daniele Suzuki utilizaram um iPhone 6 Plus numa espécie de streaming ao vivo (como Hangout do Google) para a central da Globo, minutos antes de ir ao ar, por meio da rede de quarta geração. O material foi gravado e só depois exibido em rede nacional.

Como bem notou o blog Geek Publicitário, em nenhum momento os participantes do comercial citaram o horário da transmissão, um recurso comum na mídia para comprovar que está ao vivo.

Questionada se a rede da operadora recebeu algum reforço, como possivelmente uma antena extra móvel, para dar conta da responsabilidade de fazer um comercial por 4G, a TIM disse que não foi necessário. A companhia afirma possuir o maior número de antenas de quarta geração na cidade de São Paulo. O comercial foi gravado em um estúdio na Barra Funda, Zona Oeste da capital paulista.

A resposta aos descrentes de que foi mesmo gerado numa rede 4G virá ainda nesta tarde. A TIM prometeu lançar um filme com o making of da gravação, num exercício de transparência que – temos de admitir – a companhia leva como bandeira há mais de um ano, quando lançou um portal para dar explicações aos seus clientes.

Making of

Na terça-feira (24/03), a TIM publicou um vídeo mostrando os bastidores do comercial. Dá para ver que o apresentador Luciano Huck utilizou o iPhone, além de outros apetrechos, como um microfone mais potente e um outro device para ler o texto da campanha publicitária. Assista abaixo.

Atualizado em 25/03/2015 às 10h30.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Balista
Interessante é que no Tom's Hardware, Guru3D, Techspot, Wccftech, PCGamer, Kitguru, Tweaktown entre outros que compõe os principais sites internacionais em review de hardware a conclusão é basicamente a mesma menos no adrenaline né?
Balista
"Ryzen 7 1700 delivers an incredibly potent CPU for non-gaming purposes, especially if you want to overclock it. But the gaming story is disappointing" blockquote>
Balista
"Foasdr gaming as a whole you're still better off with asdasasadCore i7-7700K, dr even a Coasdre i5-7600K. Right now, the least expensive Ryzen part, dasthe 1700, is effectively the same price adasd-7700K, asdnot even the CPU wedas the best gaming solution, particularlydasdas in terms of bang dasfor the buck. Core i5-7600K is washin a hair of the 7700K adasnd costs asd$239, nearly $100 less than the 1700. It will also overclock to 4.9/5.0GHz, and until we see a lot more gamdases bendasefit beyond 4-cordase,das it'sas."
Balista
O Hardware da AMD é de fato realmente ótimo, potente e barato mas em games não adianta pois a partir de 4 núcleos pela limitação de software é o IPC que manda e nisso a Intel ainda está no topo e como 96% de todos os PC's que segundo a Steam tem apenas entre 1 e 4 núcleos, é difícil ver um futuro próximo que os desenvolvedores foquem seu pessoal, tempo e dinheiro otimizando os games para esses 4% que esbanjam núcleos em detrimento dos 96% que tem até 4, sendo que 46% tem apenas 2... Em relação aos R3 e R5 sinceramente em termos de performance não acredito em grandes incrementos pelos motivos: IPC é idêntico, clock é o mesmo, litografia é a mesma, arquitetura é igual. Todos os grandes fatores que fazem a diferença de performance sem o aumento de núcleos... O que vai realmente pesar neles é o valor, eles realmente serão muito baratos, de certa forma, como os FX foram e não que seja ruim pois há um enorme público do CxB, mas bater I7 e I5 da Intel em games, acredito ainda não ser para essa geração.
xXShakeXx
Interessante é que no Tom's Hardware, Guru3D, Techspot, Wccftech, PCGamer, Kitguru, Tweaktown entre outros que compõe os principais sites internacionais em review de hardware a conclusão é basicamente a mesma menos no adrenaline né? "Ryzen 7 1700 delivers an incredibly potent CPU for non-gaming purposes, especially if you want to overclock it. But the gaming story is disappointing" "For gaming as a whole you're still better off with a Core i7-7700K, or even a Core i5-7600K. Right now, the least expensive Ryzen part, the 1700, is effectively the same price as the i7-7700K, and that's not even the CPU we recommend as the best gaming solution, particularly in terms of bang for the buck. Core i5-7600K is within a hair of the 7700K and costs $240, nearly $100 less than the 1700. It will also overclock to 4.9/5.0GHz, and until we see a lot more games benefit beyond 4-core, it's the best option." A recomendação para jogos acabou ficando mesmo com os i5 e i7 7600k/7700k nesses sites com exceção claro para o pessoal dos comentários do adrena, aqui parece que os resultados são diferentes. O Hardware da AMD é de fato realmente ótimo, potente e barato mas em games não adianta pois a partir de 4 núcleos pela limitação de software é o IPC que manda e nisso a Intel ainda está no topo e como 96% de todos os PC's que segundo a Steam tem apenas entre 1 e 4 núcleos, é difícil ver um futuro próximo que os desenvolvedores foquem seu pessoal, tempo e dinheiro otimizando os games para esses 4% que esbanjam núcleos em detrimento dos 96% que tem até 4, sendo que 46% tem apenas 2... Em relação aos R3 e R5 sinceramente em termos de performance não acredito em grandes incrementos pelos motivos: IPC é idêntico, clock é o mesmo, litografia é a mesma, arquitetura é igual. Todos os grandes fatores que fazem a diferença de performance sem o aumento de núcleos... O que vai realmente pesar neles é o valor, eles realmente serão muito baratos, de certa forma, como os FX foram e não que seja ruim pois há um enorme público do CxB, mas bater I7 e I5 da Intel em games, acredito ainda não ser para essa geração.
Balista
Interessante é que no Tom's Hardware, Guru3D, Techspot, Wccftech, PCGamer, Kitguru, Tweaktown entre outros que compõe os principais sites internacionais em review de hardware a conclusão é basicamente a mesma menos no adrenaline né? A recomendação para jogos acabou ficando mesmo com os i5 e i7 7600k/7700k nesses sites com exceção claro para o pessoal dos comentários do adrena, aqui parece que os resultados são diferentes. O Hardware da AMD é de fato realmente ótimo, potente e barato mas em games não adianta pois a partir de 4 núcleos pela limitação de software é o IPC que manda e nisso a Intel ainda está no topo e como 96% de todos os PC's que segundo a Steam tem apenas entre 1 e 4 núcleos, é difícil ver um futuro próximo que os desenvolvedores foquem seu pessoal, tempo e dinheiro otimizando os games para esses 4% que esbanjam núcleos em detrimento dos 96% que tem até 4, sendo que 46% tem apenas 2... Em relação aos R3 e R5 sinceramente em termos de performance não acredito em grandes incrementos pelos motivos: IPC é idêntico, clock é o mesmo, litografia é a mesma, arquitetura é igual. Todos os grandes fatores que fazem a diferença de performance sem o aumento de núcleos... O que vai realmente pesar neles é o valor, eles realmente serão muito baratos, de certa forma, como os FX foram e não que seja ruim pois há um enorme público do CxB, mas bater I7 e I5 da Intel em games, acredito ainda não ser para essa geração.
Balista
Eu pessoalmente não colocaria esperanças nisso, disseram que vai depender de cada desenvolvedora e até nos modelos da Intel há muitos games que desativando o HT, você consegue um melhor desempenho a exemplo do Rainbow Six Siege e até mesmo no "3Dmark", se rodar o teste 2 vezes e observar a pontuação final, terá a maior com o HT ativado, mas somente por conta do teste específico de CPU que se beneficia dele, o 3DScore que seria o representante de um game, verá que é superior assim como os Frames máximos e mínimos do teste.
Balista
mas somente por conta do teste específico de CPU que se beneficia dele, o 3DScore que seria o representante de um game, estará superior, assim como os Frames máximos e mínimos do teste.
Balista
Eu pessoalmente não colocaria esperanças nisso, disseram que vai depender de cada desenvolvedora e até nos modelos da Intel há muitos games que desativando o HT, você consegue um melhor desempenho a exemplo do Rainbow Six Siege e até mesmo do 3Dmark, se rodar o teste 2 vezes e observar a pontuação final, terá a maior com o HT ativado
Mauricio Antunes
Eu quero saber quando teremos voz sobre 4G. Nos EUA eles já usam LTE que seria o avanço do 4G.
Jean Felix
Vai dizer que os portugueses e as loiras são burros cientificamente comprovados.
Eliezer
O que é 4G mesmo??.... na minha cidade mal tem um 3G... piada todas as operadoras do Brasil...
Rojedo
Só o que salva nesse comercial é a Daniele Suzuki...
Fausto Santos De Souza
Elas não diminuem a velocidade apos acabar a franquia. Elas cortam a conexão. Cara, sua região está saturada. Ou tem algum problema na cobertura. Quanto mais pessoas entram na rede LTE mais lenta ela fica. Normal quando não se tem investimentos progressivos.
Vitor Mikaelson
Exatamente.
Exibir mais comentários