Início » Web » Facebook planeja hospedar conteúdos de sites de notícias na própria rede social

Facebook planeja hospedar conteúdos de sites de notícias na própria rede social

Por
3 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Em breve, talvez você nem precise sair do Facebook para ler uma notícia. A rede social está negociando com empresas de mídia para que elas publiquem o conteúdo no próprio Facebook, de acordo com o The New York Times. Além do próprio jornal, o BuzzFeed e a National Geographic estariam entre os primeiros parceiros do novo formato, que deverá ser lançado nos próximos meses.

É uma grande mudança na forma como os portais de notícias funcionam atualmente. Jornais costumam manter seus leitores navegando nos próprios sites para gerar receita com anúncios publicitários ou até mesmo assinaturas, caso a publicação seja adepta do paywall, como é o caso de Folha, Estadão e O Globo, por exemplo, que (teoricamente) liberam apenas um determinado de matérias por mês para usuários não pagantes.

facebook_logo

Segundo o The New York Times, fontes anônimas informam que o Facebook está conversando com as empresas de mídia para encontrar uma forma de gerar dinheiro com o conteúdo, tornando o formato mais atraente para as publicações. No meio de uma notícia hospedada no Facebook haveria alguma publicidade; a receita dos anúncios seria dividida entre a rede social e o jornal.

Nem todo mundo está feliz: o britânico The Guardian, por exemplo, estaria comentando nos bastidores, com colegas de outros jornais, que as empresas de mídia deveriam manter o controle de sua própria publicidade. Além disso, o The New York Times cita outro problema: com a parceria, os jornais poderiam perder o acesso aos dados pessoais dos usuários, coletados sempre que você acessa uma página. Em vez disso, essas informações valiosas acabariam indo para o Facebook.

Mas por que o Facebook quer fazer isso? No fundo, todos nós sabemos o motivo, mas o argumento da rede social é que isso melhoraria a experiência de uso. Hoje, o Facebook lista as notícias dos seus jornais preferidos com um link para levá-lo ao site da publicação. Isso gasta tempo: uma página leva em média oito segundos para carregar. O Facebook quer agilizar isso, pensando especialmente nas conexões móveis, em que uma economia de tempo seria bem-vinda.

Então tá.

  • LekyChan

    ele quer a dominação mundial muahahahahaha

  • Hugo Pereira

    se eles fizerem algo parecido com o feedly, vai ficar muito bom.