motorola-lenovo-logo

O ano de 2014 foi marcado por uma mudança de posições entre as maiores fabricantes de smartphones no Brasil. A Motorola, que dobrou sua participação de mercado, tornou-se a segunda empresa que mais vende smartphones no país. O grande responsável pelo crescimento foi o Moto G, apontado como o smartphone mais vendido no mercado nacional.

As informações foram publicadas pelo Wall Street Journal, com base nos dados da IDC, em uma reportagem sobre um vendedor de cachorro-quente da favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio de Janeiro, que usou um smartphone para aumentar seus lucros: André Martins passou a aceitar pedidos online e as vendas cresceram 70%.

Segundo a IDC, a Motorola dobrou sua participação de mercado em 2014, para 18%, ultrapassando a LG, antiga segunda colocada. A líder absoluta continua sendo a Samsung, mas a sul-coreana não tem tantos motivos para comemorar: antes, a maioria (51%) dos smartphones vendidos no Brasil era da Samsung; em 2014, essa porcentagem caiu para 43% — ainda assim, um número bastante respeitável.

Procurada pelo Tecnoblog, a IDC informou que não divulga dados mais específicos sobre o mercado brasileiro de smartphones por questões contratuais.

Comparando os números do mercado nacional com o global, fica claro como Samsung, Motorola e LG são excepcionalmente fortes no Brasil. No último trimestre de 2014, a Samsung foi responsável por apenas 19,9% das vendas de smartphones no mundo, pouco à frente da Apple, com 19,7%. Já a Motorola, com 18% das vendas no Brasil, tem somente 6,5% no mundo, quando incluídos os números da proprietária Lenovo. A LG não aparece entre as cinco maiores fabricantes mundiais.

No terceiro trimestre de 2014, segundo a IDC, o valor médio dos smartphones comprados no Brasil foi de R$ 590. Os aparelhos intermediários, com preços entre R$ 450 e R$ 900, representaram metade das vendas. 91% dos smartphones rodavam Android, enquanto Windows Phone e iOS ficaram tecnicamente empatados — a porcentagem exata dessas duas plataformas não é divulgada no Brasil.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gustavo Hofer
agora só falta a motorola lançar a linha nexus com um câmera realmente boa pq o software sozinho não faz nenhum milagre
Daniel
Putzzz!!!
PinPortal ✔️

Sim, mas se o Moto E 2015 veio por esse preço, imagina o Moto G 2015?
Espero que a Xiaomi (e outras chinesas como Meizu) cheguem ao Brasil para fazer concorrência com essas empresas, a cada nova geração eles aumentam uns R$ 100,00 a R$ 150,00 no aparelho '-'

pinportal
Sim, mas se o Moto E 2015 veio por esse preço, imagina o Moto G 2015? Espero que a Xiaomi (e outras chinesas como Meizu) cheguem ao Brasil para fazer concorrência com essas empresas, a cada nova geração eles aumentam uns R$ 100,00 a R$ 150,00 no aparelho '-'
Romário Assunção Santos
Meu moto X 2 com lollipop 5.1 <3
Leozeradf
Acho que não demora. Um amigo que possui o Moto X de 1ª geração foi convidado pela Motorola para testar o Lollipop faz algumas semanas.
Thiago Sabaia
Legal Motorola, parabéns. Agora atualiza meu Moto G¹ 4G
McFake
Se isso acontecer, certamente deve ser bem fácil de colocar a rom original do google da mesma forma que foi feito com o Galaxy X/Galaxy Nexus. Espero que vc esteja certo!
h1ghland3r
Baixa o OTA e instala manualmente. Procura no Morro X Fórum Brasil.
Henrique Ferreira Lima
Verdade, é uma categoria que não me atento muito, mas a concorrência já coloca flash no aparelho e até mesmo a tal câmera panorâmica. Eu como prezo mais a fluidez do sistema como ponto principal, o Moto E ainda assim seria a minha escolha na categoria. Quanto ao preço, o Moto E logo aparece com até mais do que R$ 100,00 de desconto.
Everson E Priscila Alcantara
Me parece que a Motorola vai trazer pro Brasil o Moto X Pro, que é a mesma coisa do Nexus 6 só que sem a marca google.
Douglas Drumond
Como?
Raul Amoretti de Souza
É so instalar a soak!!!
Erick Ernani
Concordo, Henrique Ferreira Lima. 16gb de memória e 4g, além de Active Display e Ativação de Câmera por gestos num aparelho de entrada são grandes diferenciais mesmo. Não posso esquecer ainda da bateria de 2390mah que é maior que a do Moto X e o Snapdragon 410 junto com 1gb de RAM, que garantem boa performance e autonomia no aparelho. Chego até a entender o aumento do preço do Moto E nessa 2° geração, embora ache que a Motorola poderia muito bem abaixar uns 100,00 o valor de cada versão pra deixar o custo-beneficio muito bom. Mas a falta do flash na câmera traseira e a resolução VGA na dianteira, xihhhhh, não dá pra defender....
Roberto
UHUUUL! Parabéns Motorola! Rumo ao 1 lugar! Moto G melhor smartphone custo-beneficio que já tive!
Exibir mais comentários