O grafeno tem nos deixado cheios de expectativas. Já sabemos que suas propriedades são assombrosas o suficiente para revolucionar vários segmentos da indústria, mas ainda não encontramos produtos comerciais feitos com o material. Felizmente, isso está prestes a mudar: uma lâmpada de LED baseada em grafeno deve chegar ao mercado nos próximos meses.

É o que afirma a Universidade de Manchester, no Reino Unido. O dispositivo foi desenvolvido pela Graphene Lighting PLC, uma empresa com fortes laços com a instituição – um de seus diretores é o professor Colin Bailey, vice-reitor da universidade.

Mas o que a lâmpada tem de tão especial? Por fora, a novidade lembra uma lâmpada incandescente comum. Mas, dentro, há um diodo emissor de luz (o LED em si) que é todo revestido de grafeno. O material faz a lâmpada durar mais e gastar menos energia que as opções em LED disponíveis hoje.

Embora sem detalhar a “mágica”, a Graphene explica que o grafeno é muito eficiente na condução de eletricidade e calor. Essas características fazem a lâmpada consumir cerca de 10% menos energia e resistir mais tempo, embora a empresa não tenha especificado quanto.

Lâmpada de LED com grafeno

A melhor parte é que o preço não deve agredir o bolso: a Graphene afirma que o produto custará aproximadamente 15 libras, ou seja, pouco mais de US$ 20.

O grafeno nos faz suspeitar que os custos de produção serão altos, mas a companhia garante que é o contrário: a fabricação das lâmpadas de grafeno é mais barata. Por conta disso, o início da produção é esperado para breve. A empresa está na fase de acertar os detalhes finais.

O professor Bailey até já comemora: “a lâmpada mostra que os produtos de grafeno estão se tornando realidade apenas pouco mais de uma década depois que o material foi isolado pela primeira vez, um tempo muito curto em termos científicos”.

Não é mero acaso que a Universidade de Manchester esteja envolvida. O feito citado pelo professor Bailey foi realizado em 2004 por dois pesquisadores da instituição: Sir Andre Geim e Sir Kostya Novoselov, ambos agraciados com o Prêmio Nobel de Física de 2010.

Muito mais invenções devem vir por aí: a universidade esperar inaugurar um centro de pesquisa em 2017 que promete acelerar a chegada ao mercado de produtos feitos de grafeno. Entre eles devem estar baterias com mais autonomia e chips ainda mais compactos que os atuais.

Com informações: BBC

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

carioca rj
Dá-lhe BOLSONARO 2018
D' Carvalho

Você só pode ser da Zueira.

Diego Carvalho
Você só pode ser da Zueira.
Keaton
Digo-lhe o mesmo e adiciono, se tu não quer ler um comentário por completo, nem se de ao trabalho de tentar interpretar uma coisa pela metade e comentar. Assim você poupa o tempo alheio e evita o próprio constranger.
D' Carvalho

O senhor está sendo incoerente, visto que, seu comentário anterior acabou admitindo sua incoesao.

Sei que o mundo de hoje é movido a cafeína e não temos tempo para nada... Tenta dar mais atenção para seus comentários. Sério mesmo, sei que deveria estar sem tempo quando escreveu, mas se for colocar algo tão incoerente, nem faça. :)

Diego Carvalho
O senhor está sendo incoerente, visto que, seu comentário anterior acabou admitindo sua incoesao. Sei que o mundo de hoje é movido a cafeína e não temos tempo para nada... Tenta dar mais atenção para seus comentários. Sério mesmo, sei que deveria estar sem tempo quando escreveu, mas se for colocar algo tão incoerente, nem faça. :)
Keaton
Tenta dar uma olhada depois da segunda linha. Sério mesmo, sei que é um "paragrafo" relativamente maior, mas é tão dificil. É dificil tentar fazer uma pessoa interepretar uma resposta se ela só leu a primeira linha depois da citação....
D' Carvalho

E se importasse diretamente?
E se fosse pessoalmente comprar?
Vosso texto gerou diversas interpretações.
Somente agora depois de algumas semanas e diversas interações, conseguimos finalmente, compreender seu comentário.
Leis já foram alteradas, contratos invalidados, prisões decretadas, execuções arbitradas, por causa desse mal: "textos incoesos".

Diego Carvalho
E se importasse diretamente? E se fosse pessoalmente comprar? Vosso texto gerou diversas interpretações. Somente agora depois de algumas semanas e diversas interações, conseguimos finalmente, compreender seu comentário. Leis já foram alteradas, contratos invalidados, prisões decretadas, execuções arbitradas, por causa desse mal: "textos incoesos".
Guest
Malditos guests seu eu pudesse, eu matava mil.
Keaton
Exato, eu não inclui impostos, entretanto -apesar de não especificado- foi incluido o lucro abusivo praticado no brasil e importação. Se eu incluisse impostos teria de adicionar mais uns 80%. Dica: vá no Mercado Livre, veja o pessoal que vende sem nota fiscal e além disso ainda cobra absurdos. Apesar de ilegal, só para eles emitirem a nota fiscal, eles te cobram um olho e meio.
Keaton
You don't fucking say? Ps.: excluir o comentário não remove-o, apenas te transforma em guest.
D' Carvalho

Se falasse "com impostos" sua ironia teria razão. Conversão direta sem impostos é mera (cotação do dólar) * (valor do produto).

20 obamas está longe de 200 dilmas.

Diego Carvalho
Se falasse "com impostos" sua ironia teria razão. Conversão direta sem impostos é mera (cotação do dólar) * (valor do produto). 20 obamas está longe de 200 dilmas.
Guest
20 doletas não dá 200~250 dilmas.
Exibir mais comentários