Início » Computador » As 10 maiores fabricantes de notebooks no Brasil

As 10 maiores fabricantes de notebooks no Brasil

Paulo Higa Por

As consultorias de mercado publicam periodicamente relatórios de vendas de determinados segmentos da indústria, mas os dados completos quase sempre ficam restritos às fabricantes, especialmente no Brasil, por questões contratuais — é por isso que a IDC, por exemplo, divulga a porcentagem de vendas de Androids no país, mas nunca de iOS e Windows Phone.

Isso também acontece com o mercado de notebooks. Nós sabemos que a Lenovo é a maior fabricante de PCs do mundo. Mas e no Brasil? Segundo a consultoria ITData, a empresa que mais vendeu portáteis no último trimestre de 2014, no mercado brasileiro, foi a Positivo, com mais de 300 mil máquinas, quase um quinto do total de notebooks comercializados no período.

asus-notebook-vendas-brasil

A Asus realizou um evento para a imprensa no último domingo (19) com o objetivo de apresentar sua nova linha de notebooks com Windows 10 e acabou divulgando os dados — por sinal, bem interessantes. Esta é a lista das maiores fabricantes de notebooks no Brasil, de acordo com o número de vendas entre outubro e dezembro de 2014:

  1. Positivo: 304.240 unidades (18,7%)
  2. Dell: 281.680 unidades (17,3%)
  3. Lenovo: 238.229 unidades (14,7%)
  4. Acer: 233.025 unidades (14,3%)
  5. Samsung: 170.718 unidades (10,5%)
  6. Asus: 155.750 unidades (9,6%)
  7. HP: 153.650 unidades (9,5%)
  8. Semp Toshiba: 32.448 unidades (2,0%)
  9. LG: 10.175 unidades (0,6%)
  10. Apple: 8.980 unidades (0,6%)

Juntas, as fabricantes menores venderam 35.219 notebooks, o equivalente a 2,2% do mercado. Nesses 90 dias, foram comercializados 1,6 milhão de computadores, segundo a consultoria.

No mundo, segundo a IDC, estas foram as cinco maiores fabricantes de PCs (incluindo desktops e notebooks) no quarto trimestre de 2014:

  1. Lenovo: 16,049 milhões de unidades (19,9%)
  2. HP: 15,88 milhões de unidades (19,7%)
  3. Dell: 10,879 milhões de unidades (13,5%)
  4. Acer: 6,22 milhões de unidades (7,7%)
  5. Apple: 5,75 milhões de unidades (7,1%)
    O resto: 25,994 milhões de unidades (32,2%)

O mercado brasileiro

A Dell foi uma das empresas que mais cresceu, devido a uma mudança de estratégia: a fabricante investiu em notebooks intermediários com preços mais agressivos e fortaleceu a presença no varejo. Do terceiro para o quarto trimestre, a fatia das vendas no varejo pulou de 40% para 66%, enquanto as vendas diretas ao público (na loja online da marca, por exemplo) diminuíram de 45% para 25% dentro da Dell.

Em relação ao mesmo período de 2013, as vendas da líder Positivo aumentaram 11%. A fabricante brasileira conseguiu elevar sua fatia de mercado por causa do espaço deixado pela Lenovo (que também é dona da CCE) no segmento de notebooks de baixíssimo custo.

Também é curioso ver o posicionamento de cada empresa. A Dell é claramente uma fabricante focada em segmentos mais altos: em dezembro de 2014, o preço médio dos notebooks vendidos pela empresa foi de R$ 2.057, bem acima das concorrentes — a segunda é a HP, com média de R$ 1.670. Na outra ponta da tabela estão Positivo e CCE, com valores médios abaixo dos mil reais.

Este é o gráfico dos preços médios dos notebooks entre novembro de 2013 e dezembro de 2014 (a Apple não está no gráfico, provavelmente para não quebrá-lo):

asus-precos-notebooks

As previsões para o crescimento de PCs são bastante negativas; as estimativas dão conta de que os desktops terão queda de 21% em 2015, enquanto os notebooks venderão 16% menos em relação ao ano passado. Mas, segundo Jorge Moncau, gerente de produto da Asus, ainda há bastante espaço no mercado de PCs — a penetração de computadores no Brasil é de apenas 49,5%, contra 86% dos celulares e 97% das TVs.

Paulo Higa viajou no Splendour of the Seas a convite da Asus.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Anthony Luiz
Muito legal.. Uma vez comprei o Vostro 5470 da Dell porem fiquei decepcionado o mesmo veio com Defeito no monitor, mas o notebook(ultrafino) é fantástico, troquei e o defeito continuava, porem estava nos 7 dias de compra e a unica solução foi cancelar. Vou ficar de olha nesse modelo!!!
Franklin Tinoco
Comprei um Dell em uma promoção no submarino, cujo preço estava bem mais baixo que no site da Dell. Pesquisar sempre faz bem.
Raul Craveiro
Comprei no Submarino, fica de olho lá. As vezes sobe pra 3.000, mas depois volta pra 2.000 hahah
Delta Force
Realmente, muito barato mesmo, dá até pra desconfiar! rsrs Se eu achasse esse também compraria!
Delta Force
Certamente, só em promoções bem especiais.
Eder Luis
Realmente, eu também gosto da positivo. E ela tem um ótimo custo beneficio!
Raphael Costa Leme
Todos os notebooks que tive foram dell, a qualidade e acabamento deles são algo que algumas fabricantes deveriam copiar, meu primeiro note foi um inspiron 1525, um core 2 duo, e meu atual é um vostro 3550, esse com parte da carcaça em alumínio.
Braz L. Riva
Eu acredito que quem comprou notebooks da positivo, é pq não conhece, eu trabalho com assistência técnica de notebooks, e eu nunca ví um notebook tão problemático quanto esse, se der problema no software da bios, agente não consegue no site, somente com a assistência deles, ou comprando alguma placa ou retirando o software de um outro notebook da positivo, eu não aconselharia a comprar essa marca, melhor pagar um pouco mais caro por uma outra marca, tipo Samsung, Dell, Acer ou HP.
Leonardo Ribeiro

Nunca curti muito a Asus para notebook "normais" por acha-los desconfortáveis, feios e não ter um configuração tão boa.

Mas minha tia comprou um vivobook s200e e ele está me surpreendendo em quase tudo.

O design é muito bonito, o acabamento é ótimo, o teclado e o touchpad são confortáveis demais, não esquenta tanto, a bateria dura bem.
O problema dele é a configuração que não é muito boa, mas pelo porte e preço do aparelho mesmo, tem um i3 de baixo desempenho para ultrabook e notebooks mais finos, Sandy bridge ainda e 2gb de ram, se tivesse 4gb de ram seria bem melhor.
No inicio o desempenho dele era desastroso, mas depois da restauração do sistema e instalar todas as atualizações, ele ficou muito bom, claro que o desempenho não é

Leonardo da Silva Ribeiro
Nunca curti muito a Asus para notebook "normais" por acha-los desconfortáveis, feios e não ter um configuração tão boa. Mas minha tia comprou um vivobook s200e e ele está me surpreendendo em quase tudo. O design é muito bonito, o acabamento é ótimo, o teclado e o touchpad são confortáveis demais, não esquenta tanto, a bateria dura bem. O problema dele é a configuração que não é muito boa, mas pelo porte e preço do aparelho mesmo, tem um i3 de baixo desempenho para ultrabook e notebooks mais finos, Sandy bridge ainda e 2gb de ram, se tivesse 4gb de ram seria bem melhor. No inicio o desempenho dele era desastroso, mas depois da restauração do sistema e instalar todas as atualizações, ele ficou muito bom, claro que o desempenho não é uma maravilha 100¨% do tempo, mas é satisfatório para tarefas normais para a maioria dos usuários. Enfim, tenho um dell inspiron 14z, gosto bastante dele, mas o que me desagrada na dell é o teclado e touchpad que não são confortáveis para mim e que esquentam muito. Estive pensando em trocar o meu por um dell futuramente (tendo base no inspiron 14 5000), mas quando eu for trocar vou estudar muito os notebooks da dell e os da asus.
Leonardo Ribeiro

O único problema da Positivo é ela existir.

Leonardo da Silva Ribeiro
O único problema da Positivo é ela existir.
Thiago Motta
Tem preços menores do que os do site no varejo também, e até com características melhores, o meu foi comprado assim.
Raul Craveiro
Comprei um ultrabook Asus S46CB com 8gb de ram, processador i7, 1tb de HD e placa de vídeo dedicada por 1900. Achei baratíssimo. Não consegui achar nenhum ultrabook com configuração parecida por esse mesmo preço. É só pesquisar bastaaaaaaaante que você acha um preço bom :P
Geraldo Lopes
. Positivo marca boa? Um colega de trabalho comprou um notebook da Positivo e num período de seis meses já foi duas vezes para assistência, sendo que cada vez levou um mês para voltar. Tenho um Dell comprado em outubro de 2011 e nunca precisou de assistência técnica... e olha que abuso do bichinho. O seu único ponto negativo é o seu peso. Ele não deixa dúvidas de sua presença quando esta na minha mochila. Eu nunca compraria um aparelho da Positivo com o meu dinheiro... jamais! .
Exibir mais comentários