Início » Negócios » Conte segredos em outro lugar: o Secret chegou ao fim

Conte segredos em outro lugar: o Secret chegou ao fim

Emerson Alecrim Por

Se você quiser contar anonimamente seus segredos na internet, não vai mais poder recorrer ao Secret. O polêmico app fez grande sucesso no ano passado, mas logo caiu no esquecimento. A situação fez o CEO e co-fundador David Byttow tomar a difícil decisão de acabar com o serviço.

Não é segredo que o Secret ficou especialmente popular no Brasil. Mais do que contar relatos próprios, muita gente se inspirou no suposto anonimato oferecido pelo serviço para criticar, ofender ou provocar outras pessoas.

Secret

Esse comportamento não foi exclusividade do Brasil, mas se manifestou com tamanha intensidade por aqui - rolou até uma liminar proibindo o serviço no país – que, para evitar estragos maiores, os responsáveis pelo Secret aplicaram algumas modificações no aplicativo, como bloqueio de postagens que mencionam nomes próprios e proibição de envio de fotos guardadas no smartphone.

O problema é que o Secret perdeu a graça rapidamente. No final de 2014, os fundadores do serviço tentaram transformá-lo em uma mistura de rede social com chat na tentativa de salvá-lo. Como se vê, não deu certo. Na verdade, a ideia pode ter piorado as coisas: o Secret perdeu parte da simplicidade que tinha.

A tentativa de salvar o Secret

A tentativa de salvar o Secret

A consequência não poderia ser diferente. Byttow comunicou o fim do serviço no Medium: "esta é a decisão mais difícil da minha vida e isso me entristece profundamente. Infelizmente, o Secret não representa mais a visão que tive quando iniciei a empresa, então acredito que é a decisão certa para mim, nossos investidores e nossa equipe", escreveu.

"Esta é a decisão mais difícil da minha vida e isso me entristece profundamente"

Byttow disse ainda que passará as próximas semanas ajudando os funcionários que ainda não arranjaram outro emprego - é o caso da minoria. Outra tarefa é a devolução aos investidores do dinheiro que sobrou. Estima-se que a empresa recebeu mais de US$ 35 milhões em aportes.

Mais à frente, Byttow pretende contar os erros, acertos e desafios que vivenciou durante os 16 meses de vida do Secret. É uma forma de compartilhar suas experiências como empreendedor: "a inovação exige fracasso e acredito que fracassar rápido é uma forma de seguir em frente a fim de cometer apenas novos e diferentes erros", completou.

O aplicativo já foi retirado do Google Play e da App Store.

Com informações: The Verge

Mais sobre:

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gabriel Reynard
Conten seus segredos no "elaele": www.elaele.com.br

Também é anônimo :D
Gabriel R.
Conten seus segredos no "elaele": www.elaele.com.brTambém é anônimo :D
Tiago Celestino
50% - até porque, o Secret não tinha um modelo de negócio realmente lucrativo.
Tiago Celestino
Daqui um tempo é o dubmash, que ñ tem um modelo de negócio instável e que apenas foi uma febre entre as "celebridades" brasileiras.
Renan William
Algumas coisas tem tão pouca utilidade que já nascem com prazo de validade!
Keaton
Ah... e para que servia isso mesmo?
Theo Queiroz
Um app inútil que só fez sucesso por causa do barulho na mídia. Óbvio que cairia no esquecimento depois que "a poeira baixasse".
Ademar Abiko Jr.
O quanto disso é culpa dos brasileiros?
opstranscarioca
Amanha aparece outro.
Jairo ☠️
Acabou o App da zoeira
jairo
Acabou o App da zoeira