Início » Software » Não haverá Windows Media Center para Windows 10

Não haverá Windows Media Center para Windows 10

Por
4 anos atrás

A Microsoft vem revelando aos poucos as funções que o Windows 10 terá. Mas também há recursos que não terão espaço na nova versão da plataforma. É o caso do Windows Media Center: em uma reunião com desenvolvedores durante a conferência Build, a companhia afirmou que a central de mídia será aposentada.

Windows XP Media Center Edition

Windows XP Media Center Edition

Até que o Windows Media Center teve um longo tempo de vida. O software fez sua primeira aparição em 2002 como uma edição especial do Windows XP – Windows XP Media Center Edition, precisamente.

Com o lançamento do Windows Vista, o Windows Media Center passou a fazer parte das versões Home Premium e Ultimate da plataforma. Mais tarde, o software foi lançado para as edições Home Premium, Professional e Ultimate do Windows 7.

Em todos os casos, a ideia era uma só: permitir o uso do Windows Media Center para reprodução de DVDs ou arquivos de vídeo, gravação de programas de TV, sintonização de rádios, visualização de fotos e por aí vai. Havia até controles remotos específicos para o Windows Media Center.

Windows Media Center - controle remoto

No Windows 8 / 8.1, a situação se complicou. Por causa dos custos atrelados ao licenciamento de codecs, a Microsoft passou a oferecer o Windows Media Center como um recurso adicional pago: para tê-lo no Brasil, por exemplo, é necessário desembolsar R$ 340 ou, no caso do Windows 8.1 Pro, R$ 32.

A Microsoft nunca revelou números, mas a adesão ao modelo pago não deve ter sido alta. Nos últimos anos, consoles de games, dispositivos como Chromecast e até mesmo smart TVs passaram a ser a central de mídia de muitos lares. É de se presumir, consequentemente, que o Windows Media Center faria pouco sucesso no Windows 8 mesmo se fosse gratuito.

É bastante provável que o Windows Media Center tenha um grupo fiel de usuários, ainda que pequeno. Por causa disso, havia expectativas sobre a disponibilização do software no Windows 10 como uma extensão paga, tal como no Windows 8. Mas, segundo a Microsoft, isso não vai acontecer.

No Windows 8.x, pouca coisa mudou

No Windows 8, pouca coisa mudou

O início do fim se deu em 2009. Algum tempo depois do lançamento do Windows 7, a Microsoft desmanchou a equipe responsável pelo Windows Media Center. Desde então, o software recebeu apenas esparsas atualizações.

Para os “órfãos” do programa, o jeito será usar uma versão anterior do Windows ou recorrer a uma opção em hardware: Xbox, Chromecast, Apple TV, entre outros. Para quem faz questão de um software para central de mídia, há alternativas como MedialPortal e Kodi.

Com informações: ZDNet