Início » Aplicativos e Software » Estas serão as sete versões do Windows 10

Estas serão as sete versões do Windows 10

Windows Phone agora é Windows 10 Mobile

Paulo Higa Por

Windows 10

O Windows 10 estará disponível em sete edições, sendo duas voltadas especificamente para o consumidor final, segundo o anúncio realizado pela Microsoft nesta quarta-feira (13). O novo sistema operacional chegará nos próximos meses a 190 países e será uma atualização gratuita para os atuais usuários de Windows 7, Windows 8.1 e Windows Phone 8.1.

A edição que você provavelmente irá usar no seu computador de casa será o Windows 10 Home. Ele terá os recursos para usuários domésticos que a Microsoft anunciou recentemente, como a assistente pessoal Cortana, o navegador Microsoft Edge, o login com reconhecimento facial ou impressões digitais pelo Windows Hello e suporte a aplicativos universais.

edge-1

Windows Hello

Também haverá um Windows 10 Pro, com recursos voltados para pequenas empresas e usuários avançados, como funções para proteger informações sensíveis e gerenciar a máquina remotamente. Incluirá o Windows Update for Business, que suportará download de atualizações via P2P e a escolha de horários apropriados para a instalação dos pacotes de correções.

Outras cinco edições do Windows 10 estarão disponíveis:

  • Windows 10 Mobile. É o novo nome do Windows Phone. Terá suporte a aplicativos universais, suportará o novo Office otimizado para telas sensíveis ao toque e virá com o interessante Continuum for Phones, que fará seu smartphone se comportar como um PC.
  • Windows 10 Mobile Enterprise. Em relação ao Windows 10 Mobile, ele terá recursos de segurança e gerenciamento adicionais, voltados para grandes empresas.
  • Windows 10 Enterprise. Desenvolvido para médias e grandes empresas, não será vendido ao usuário final, apenas por licenciamento em volume. Suportará o chamado Long Term Servicing Branch: quando ativado, apenas atualizações de segurança serão aplicadas. As que adicionam novos recursos serão ignoradas, a fim de garantir a estabilidade.
  • Windows 10 Education. A Microsoft não divulgou nenhuma informação específica além do fato de que será uma versão voltada para atender às necessidades educacionais de professores, estudantes e administradores.
  • Windows 10 IoT Core. É o Windows voltado para a internet das coisas (ouça nosso Tecnocast sobre o assunto). Terá baixo consumo de recursos de hardware. O Raspberry Pi 2 roda Windows 10.

Windows 10 - Continuum

Mais uma vez, a Microsoft ressaltou que a atualização para o Windows 10 Home, Windows 10 Mobile e Windows 10 Pro será gratuita para todos os usuários de Windows 7, Windows 8.1 e Windows Phone 8.1 com dispositivos qualificados. A atualização poderá ser baixada sem custo no primeiro ano após o lançamento. Depois de instalado, o Windows 10 será gratuito para sempre, ou até que você jogue seu PC fora.

A data de lançamento do Windows 10 ainda não foi divulgada oficialmente. Segundo a Microsoft, o novo sistema operacional será lançado no verão do hemisfério norte, ou seja, entre junho e setembro.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

FSociety

Vai me desculpar os fanboys do windows 7, Xp e outras velharias ai o windows 10 é bom leve e funcional para pessoas leigas está de bom tamanho meus clientes agradecem rsrs

Anônimo
Vai me desculpar os fanboys do windows 7, Xp e outras velharias ai o windows 10 é bom leve e funcional para pessoas leigas está de bom tamanho meus clientes agradecem rsrs
Lucas Mercedes Palomanes
O que você disse: "Exemplo extremo? Pergunta pra qualquer técnico de informática de esquina se ele não tem que fazer isso todo santo dia... Se não cansa de tirar vírus de computador de leigo que instalou gta5 piratão com direito a um worm com bitcoin miner de graça. Se o técnico vê isso todo santo dia voc? chama de exemplo extremo? Eu chamo isso de coisa mais natural do meu dia a dia." O que eu li: Mimimi mimimi mimimi sou tecnico mimimi mimimi mimimi sou fanboy de linux
John
Cala a Boca bebe idiota!!! kkk
Sergio Fagundes
O uso do terminal é optativo em 99,99% dos casos. Apenas EXEMPLOS EXTREMOS em que há a necessidade de uso do terminal. E são tão extremos quanto ter que usar linha de comando no windows. Portanto para de mentir, tá dizendo que usa linux apenas para criar intriga mesmo, pra bancar o entendido, mas ao dizer que linux foi feito por empresas putz... Quem usa linux sabe que 1995 ficou para trás. Agora terminal é apenas para user hardcore (aqueles que preferem fazer no braço e controlar 100% do trabalho), do mesmo jeito que hardcore users de windows
Sergio Fagundes
Para demonstrar ainda mais sua mentira: 1 - Windows sempre teve um sistema operacional voltado para servidores e empresas 2 - O Linux foi feito por usuário comum para usuários comuns, as empresas que viram vantagem em ter um sistema operacional sob o controle delas e não do fabricante do sistema operacional e assim abraçaram o sistema. 3 - Eu instalo linux do mesmo jeito que instalo windows executo o instalador, next, next, next... configuro usuário e reinicio para usar...
Rogério Júnior
Ah sim, estou inventando que utilizo o sistema só para gerar intriga hahaha não meu caro, eu digo e afirmo que utilizo linux, ta certo que ja existem muitos programas prontos para uso, mas grande parte da configuração do linux ainda necessita-se da abertura de um terminal para confirgurar, não to dizendo que é sempre, mas a vários casos disso, e não ouse falar que o linux é 100% livre de terminal, pois nós sabemos que nao é, por mais que ubuntu tenha suas instalações por meio de auxiliadores que descartam o uso do terminal, ainda existe o terminal la para configurar coisas, ja no caso do windows, o terminal (CMD) está la parar casos extremos de configuração, e tambem para verificação de discos, criação de servidores, etc... sendo que no windows tambem é possivel fazer isso tudo sem o cmd, mas os dois sistemas são ótimos, ta certo que muitos usuarios do windows falham instalando virus e essas coisas, mas se o leigo tiver o minimo de cuidado nao vai sair aceitando tudo que vem para instalar em sua maquina, isso se chama olhar alienado, no qual voce avalia os criterios e le tudo do instalador do programa, ai sim, vc nao fica puto com baidu, hao123, entre outros em seu pc, simples, se o linux fosse tão facil de instalar programas, nao existiriam links no google, de pesquisas como "como instalar programas no linux?" ou "Instalar programas ubuntu sem terminal" etc... vlw em
Sergio Fagundes
Velho e desde quando o usuário comum é obrigado a usar scripts? Aqui na empresa apenas eu uso scripts e apenas para AUTOMATIZAÇÂO de processos... 99% do tempo se passa USANDO O COMPUTADOR E PROGRAMAS JÁ PRONTOS... portanto para de inventar que usa linux pra pagar de entendido e disseminar bobagens.
Rogério Júnior
Linux é um ótimo sistema, mas, pela complexidade de suas scripts leva o usuario leigo a utilizar windows, se pelomenos as distribuidoras de linux pensassem no caso dos leigos, ela veria que poderia criar um sistema "mais facil" de manusear, instalar e configurar, isso deixaria muitas pessoas 100% felizes com a utilização do linux, mas como sempre, ele é visto como um sistema mais usado para empresas, no caso foi criado para isso, por isso é usado, na maioria das vezes nesses locais, e nao dou 10 anos para microsoft roubar esse titulo de sistema empresarial. :) Utilizo um HP 1000, com Dual Boot de Ubuntu 15.04 e Windows 10 Preview
Sergio Fagundes
Um detalhe só para constar. Utilizo linux desde o bom e velho conectrava 4. Usei kurumin e outros. O termo principal é USEI... Trabalhar com linux tem apenas 2 anos, portanto durante uns bons 5 ou 6 anos posso me considerar um técnico de informática usando linux como desktop.
Sergio Fagundes
Pelo jeito não é pra usuário que diz que adora linux tambêm... 50 funcionários na empresa que eu trabalho como técnico de TI trabalham com linux... o tempo que eles levaram para aprender a usar linux aqui foi de 2 semanas. Aqui de 60 máquina apenas 1 apresentou problemas com linux e foi por culpa minha... quiz colocar um ubuntu moderno num duron 900 que servia de firewall e esqueci de desabilitar o modo gráfico. Nas 60 máquinas precisei de apenas 1 script: o que instala automaticamente os programas de produtividade, o google chrome, o java e configura a rede automaticamente (preguiça minha, admito). Nenhuma delas compilei driver, nenhuma delas precisei buscar solução... E nenhuma foi comprada em lote, todas foram compradas conforme necessidade, de modo que nosso parque de máquinas é 100% diversificado. E quanto a instalação do ubuntu e do lubuntu (temos algumas máquinas bem modestas que ganharam maior vida útil) não precisei mais do que mandar instalar do zero apagando a partição windows piratão e configurar o nome de usuário. Portanto tirando casos EXTREMOS que eu não encontrei até agora linux pode sim ser instalado e usado por leigos. Edit: dos 10 que sobram eles não trabalham com linux, são caixas de mercado, o linux só serve para rodar o programa de frente de caixa, não precisa ser físico teórico pra isso.
Sergio Fagundes
Exemplo extremo? Pergunta pra qualquer técnico de informática de esquina se ele não tem que fazer isso todo santo dia... Se não cansa de tirar vírus de computador de leigo que instalou gta5 piratão com direito a um worm com bitcoin miner de graça. Se o técnico vê isso todo santo dia voc? chama de exemplo extremo? Eu chamo isso de coisa mais natural do meu dia a dia.
Sergio Fagundes
Levei apenas umas 2 semanas pra fazer um script para tirar backup do banco de dados da empresa, outro pra compactar os arquivos da rede e copiar para o disco externo, da mesma forma que fazia no windows usando um arquivo batch... Portanto não é nenhuma ciência de foguetes fazer scripts. E porque uso exemplos extremos, porque você usa exemplos que ou são inexistentes ou que já estão no passado. Edit: tá mais duvidoso ainda você usar linux dizendo que uma coisa que canso de ver no windows (drivers bugados, programinhas faz tudo malwares acoplado, jogos piratas com bitcoin miner acoplado, obsolescência de dispositivos...) é exemplo extremo. Quando a M$ fazer com que isso desaparece dai sim vou chamar de exemplos extremos. Até lá vou chamar de dia a dia de qualquer técnico de informática. (ou seja, se técnico já se ferra com isso imagina o leigo...)
Alessandro Johnny
O que tem em 1995? Não tem internet, nem blogs pra ficar falando sobre sistemas operacionais... Um detalhe que você não comentou, e que eu adoro no Linux é pelo fato de ter tantos sabores, eu posso usar ele pra qualquer coisa. Ser um servidor de qualquer coisa, ou uma box de jogos, ou um player de mídia, etc... Pra isso sim, o Linux é imbatível quando comparado com o Windows. Mas isso não é pra usuário leigo.
Alessandro Johnny
Exemplos extremos novamente... E ok, você usou um exemplo pra mostrar que a retro-compatibilidade do Windows tem validade (e isso é culpa dos fabricantes, a Microsoft sofre um bocado pra manter legado de drivers pra dispositivos, aliás). Ter o código fonte do driver e poder modificá-lo do jeito que quiser é muito bonito e bacana, mas no fim das contas, o resultado nem sempre sai equivalente ao que é no Windows. O Windows tem problemas com hardware antigo, Linux costuma ter problema com hardware novo. A questão de jogos é completamente subjetivo, então nem vale a pena falar sobre. Eu só espero que a Valve faça o que ninguém nunca conseguiu fazer que é colocar o Linux como uma plataforma viável de jogos com as boxes que eles querem lançar. Mas deixar de jogar uns, mas poder jogar outros nativamente não é poder jogar qualquer jogo que a pessoa quiser. E quanto ao bigulim, e se for uma menina querendo jogar?
Exibir mais comentários