Início » Computador » Vendas de PCs caem 20% no Brasil; Dell assume liderança de mercado

Vendas de PCs caem 20% no Brasil; Dell assume liderança de mercado

Paulo Higa Por

As vendas de computadores continuam em queda forte. De acordo com a IDC, 1,964 milhão de PCs foram vendidos no país entre janeiro e março, uma baixa de 20% em relação ao mesmo período de 2014, quando foram comercializadas 2,4 milhões de máquinas. Em número de unidades, a Dell é a empresa que mais vende computadores no país.

A IDC diz que, dos quase 2 milhões de computadores vendidos nesses três meses, 804 mil eram desktops e 1,16 milhão eram notebooks — números 21% e 19% menores que no mesmo período de 2014. Não é a primeira vez que o setor encolhe: em 2012, o mercado de PCs no Brasil vendeu 2% menos; em 2013, as vendas encolheram mais 10%; e em 2014, os números despencaram 26%.

Precision M3800 Mobile Workstation

A queda foi maior que o esperado até mesmo para a IDC. Segundo a consultoria, que já esperava um declínio, a diminuição do crédito e a alta do dólar foram fatores determinantes para que as vendas fossem tão baixas. Também houve aumento significativo nos preços: as fabricantes reajustaram os valores em até 20% no Brasil. Hoje, os preços médios pagos pelos PCs são R$ 2.320 (notebooks) e R$ 1.701 (desktops).

Pela primeira vez em 15 anos de atuação, a Dell se tornou a empresa que mais vende PCs no Brasil. A IDC não divulga informações específicas, mas a própria fabricante informou em nota que vendeu 15,8% de todos os computadores comercializados no primeiro trimestre de 2015. Como dissemos anteriormente, um dos fatores para o crescimento da Dell foi o fortalecimento da presença no varejo.

Mas, embora a Dell esteja comemorando a conquista do primeiro lugar nas vendas, o mercado de PCs está, no geral, bastante pessimista. A expectativa é que as vendas de computadores diminuam mais uma vez em 2015, depois de três anos seguidos de queda.

Mais sobre: , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Luis Henrique Torres
Complicado encontrar dados específicos de PC gamer, principalmente pq a maioria são montados e terminam não entrando na estatística. Mas encontrei duas notícias que dizem o seguinte: "O mercado de games no Brasil cresce em média 26% ao ano." e "Brasil é o 2º que mais cresce na Steam, de 2012 pra 2013 cresceu 75%". Juntando essas duas notícias ainda não dá pra afirmar mas a probabilidade é que a venda de PC gamers tenha crescido. Links abaixo: http://jogos.uol.com.br/ultimas-noticias/2014/10/08/bgs-mercado-de-games-no-brasil-cresce-em-media-26-ao-ano-diz-estudo.htm http://olhardigital.uol.com.br/noticia/brasil-e-o-2-que-mais-cresce-no-steam/39790
Halysson Abreu
Garante? Cadê as fontes de dados comprovando?
Halysson Abreu
São muito poucos pra ter alguma relevância. Até pq os galera costumam montar suas maquinas através do mercado cinza
Halysson Abreu
Só ligo meu pc pra jogar (cada vez menos) e usar o pop corn time. Mais nada.
Luis Henrique Torres
Sim, console vende bem mais, mas eu não falei disso.
GabbrieL
Consoles vendem mais que PC Gamer! No caso de consoles, some as vendas das 3, nintendo, sony e microsoft. basta pegar um jogo AAA em especifico e ver o numero de vendas dele! o ps4 ja vendeu ate agora 22,3 milhoes e nem tem 2 anos ainda!! PS: Quando digo PC gamer nao me refiro a um core i3 com 1 gb gpu mas sim um core i7 com 8 gb ram e 4 gb de gpu!!! ou seja, um PC de 7 mil reais ou mais!!!
Keaton
Desisti do MeioBit tem alguns meses, acho que anos. (Aquilo virou uma piscina de trolls e idiotas, não todos mas uma boa parte incluindo alguns editores [plural]. - Vide Gizmodo.)
Willian Tetsuo Shiratori
Por mim, a positivo tinha que passar por um novo nome, e ter muito marketing por volta da nova marca. Qualquer dispositivo, até os bons, recebem muita crítica por serem Positivo. E parar de fazer mid-end meia-boca.
Eduardo Borges de Souza
Você participava do Meiobit.com também cara? Concordo com seus fatores.
edw
Tenho tudo, mas gosto mesmo do meu PC e o que menos uso é o notebook. Deve ser velhice...
Marcio Gomes
A real é que quem realmente usa computador ainda é que tem necessita mesmo para uma tarefa específica de trabalho, como estudantes com o office, arquitetos e engenheiros com o CAD e outros profissonais com photoshop illustrator e afins. De resto um smart ou tablet atende bem a maior parte da população para responder emails e outras tarefas simples.
Josias Pessanha
essa avaliaçao pelo idc se basea em que tipo de vendas? comprei sabado um note dell hd 1 tera processador i3 3 gb memoria por R$1,499,90 em 10 vezes no pnto frio a media de preço la ra de R$999,99 positivo e lnv e lenovo em media de 1099,90 a 2599,00 acer de 1,899,00 a 2,899,00
Felipe Lima
E os gamers
Luis Henrique Torres
PC gamer é PC mas PC não é PC gamer. Só pq a venda de PCs está caindo não quer dizer que a de PC gamer tbm esteja.
Joaomanoel
PC gamer é PC, então tá na mesma categoria. E pelo preço, deve ser estratosfericamente menor as vendas em comparação com os PCs standard.
Keaton
3 fatores: 1. Dolar: disparou, sim. eu li no texto. 2. Tablet/smartphone: Faz "praticamente a mesma coisa". Acessa a internet. 3. Durabilidade: A grande maioria das pessoas não vai comprar um PC novo todo o ano. Quando quebra alguma coisa, manda arrumar. Tá lento? Atualiza. Mesma coisa com carro, não?
ochateador
Foi contado também as peças vendidas a parte? Eu posso simplesmente fazer um upgrade com uma placa de vídeo, outra pessoa pode fazer um upgrade com um SSD e por aí vai... Em muitos casos eu vejo mais benefícios comprar peça-a-peça do que comprar tudo pronto. Já vi máquina pronta sendo vendida por R$ 5.000,00 e por esse preço eu conseguiria montar uma configuração melhor e ainda sobraria dinheiro.
Luis Henrique Torres
Enquanto isso o número de vendas de PCs gamer garanto que está crescendo.
João Silverado
É fato, só precisam de PC e notebook novo quem precisa de algum trabalho mais "parrudo" e específico ou quem quer jogar jogos atuais e de ponta. Se não for estes casos, a necessidade de comprar uma máquina nova é menor.
Kawê A.
Tendência é continuar assim mesmo, futuramente mercado de PCs/Notebooks vai ser cada vez mais focado no público profissional, gamer e estudante.
jairo
Quem segura este mercado de PCs ainda é o mercado corporativo e estudantes .
Edmilson_Junior
Só espero que se mantenha vivo e com demanda o suficiente para ajudar nos custos de quando eu for montar um pc no próximo ano.
Guilherme G
Além disso, os computadores não evoluem no mesmo ritmo de antes. Tenho um notebook de 2009 que até hoje funciona muito bem para acessar a web e fazer trabalhos. Por que vou querer comprar um novo?
Ivan Quirino
Em termos de consumidor final realmente tende a diminuir por causa de outros dispositivos. Mas o setor profissional e gamer ainda vai exercer bastante demanda.
Marcos
As empresas de PC que não começarem a investir forte em smartphones e marketing dos mesmos, logo logo vão quebrar. Vide ASUS, entrou forte no mercado de smartphone com um marketing excelente! Já a Positivo lançou aparelhos legais até, mas sem nenhuma propaganda, ninguém sabe que são relativamente bons e baratos nem que existem. Podemos ver também a Lenovo, que comprando a Motorola entra forte no mercado de smartphones.
Diogo Edwiges
Faltou mencionar o desinteresse dos usuários. Acredito que cresce a cada dia o número de pessoas que não se preocupam em ter um PC novo ou sequer usam PC em casa, por terem suas necessidades de uso supridas por outros dispositivos.
Ricardo - Vaz Lobo
É possível botar na discussão que muita gente prefere usar um smartphone pra acessar web (whatsapps da vida) em detrimento de pc/notebook?