Além do conteúdo original (Olá, House of Cards e Demolidor), a ausência de anúncios publicitários em filmes e séries deve ser um dos principais motivos para assinar a Netflix. Isso poderá mudar em breve, no entanto. A empresa de streaming de conteúdo está testando a exibição de propaganda que aparece antes e depois daquele programa que você quer tanto assistir.

A própria empresa confirmou a informação ao site Motherboard. Eles disseram que fazem testes constantes, assim como outras companhias que mexem diretamente com tecnologia. Por enquanto, os assinantes do serviço puderam ver anúncios exclusivamente de séries produzidas pela própria Netflix. Nada de comercial de terceiros, portanto.

Mas antes, uma mensagem de nossos patrocinadores (imagem: divulgação)

Mas antes, uma mensagem de nossos patrocinadores (imagem: divulgação)

O caso relatado inicialmente pelo Cord Cutter News fala em anúncios exibidos no aplicativo para Xbox One. Depois, os ads também apareceram nos apps para Roku e Tivo, dois dispositivos bastante populares nos Estados Unidos que fazem a função de smart TV (explicando a grosso modo).

“Como em qualquer teste de produto, pode ser que a novidade nunca seja implementada para todos os nossos membros”, afirmou a empresa em nota. O fato é que as séries originais da Netflix se baseiam vivamente num sistema de análise de comportamento que permite à empresa saber exatamente o que agrada em cada tipo de consumidor. Da mesma forma, eles poderiam no futuro usar os dados de nossas preferências – tipo de coisa que eles associam quando a gente diz que gostou de um filme ou pula uma série – para exibir os anúncios que tenham mais a ver com nosso perfil.

É o mundo ideal para os publicitários: aproximar a mensagem da realidade do espectador. Não cabe a mim fazer juízo de valor em relação a isso.

Só preciso lembrar que a Netflix já é um serviço pago. Já ganha dinheiro e tem lucro sem “contaminar” a experiência de simplesmente ver TV com anúncios. Além disso, o diretor de produtos Neil Hunt disse no ano passado que a TV pela internet se divorciou da necessidade de anúncios porque ela pode estabelecer relacionamentos diretos com o consumidor. “Os publicitários precisam encontrar um lugar diferente para anunciar”, completou. Quem imaginaria que este lugar seria a própria Netflix?

Nos fóruns online, já tem gente falando num possível plano premium da Netflix para não ver anúncios.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcelo Roder Ferreira
Que propaganda é essa da mulher dizendo que é estranho o cara tocar a axila porque é estranho?
Stainer Silva
A vida e uma grande industria, pense todos reclamamos do catalogo da Netiflix pelo atraso ou pela demora em series não originais e sair os epsodios. Pois os canais de TV ao redor do mundo lucram assim e liberar o conteúdo antes na no serviço online seria uma queda na receita perdendo sentido pois não compensa o pequeno valor repassado pela Netiflix por cada epsodio assistido ( lincença de uso) pagas aos produtores e autores de direito. Agora imaginamos um mundo onde a Netflix libere anuncio para terceiros usando este recurso para as produtoras liberarem mais conteúdo e epsodios de nossas series favoritas de imediato oferecendo este espaço de anuncio, a Netflix lucra com os assinantes os nos lucramos com catalogo melhor e as produtoras de conteúdo lucra diretamente com estes anuncios.
WALTER CARNEIRO
Sou de opinião que o grande problema da NETFLIX é o fato de que DIFICILMENTE ela exibe lista de filmes mais novos. Fica só na mesmice mesmo com filmes com datas intermediárias entre 1970 até 2011 na sua maioria. De vez em quando pinta alguma coisa nova, mas que eu já havia alugado alguns meses antes. Eu tenho vontade de assistir filmes antigos entre 1950-1969 e não sei como fazer a NETFLIX saber disso. Por exemplo, eu só consegui assistir um filme chamado "TAMMY - A Flôr do Pântano" pirateado via YouTube com péssima imagem. Acontece que existem zilhões de filmes antigos muito bons, sem excesso de efeitos especiais mas com estórias excelentes que é o que interessa para mim. Portanto, eu não me importaria de pagar bem mais do que R$17,90/mês, desde que a NETFLIX oferece mais filme atualizados e filmes bem antigos de boa orígem.
Earthly Bird
1. Eu não espero se eu não quiser, porque é possível pular desde o começo, ao contrário do que normalmente acontece com propagandas patrocinadas porque o cara que está investindo quer alguma garantia de que o público vai assistir, e o serviço de streaming acata essa condição. 2. Esses trailers são necessariamente após a experiência de uso, e não antes — se eu quiser ver um episódio ou filme apenas, vou fechar o app/browser e sair antes do trailer aparecer. 3. Se quem paga tem seu anúncio exibido, o Netflix perde a autonomia para decidir o que pode ser relevante para cada usuário de acordo com preferências de gosto, histórico etc. Vira um leilão do tempo do consumidor pagante.
Rafael Roberto
#Partiu Popcorn Time...
Pedro Augusto
eu tenho netglix pq assisto quando quiser..
Pedro Augusto
uai...eu tbm não sou a favor...mas se colocarem propagandas e colocarem filmes recém lançados valeria a pena...agora continuar do jeito que tá e com propagandas é foda!! um absurdo...
Raul Craveiro
Acabaram de twittar que isso não é verdade. https://twitter.com/NetflixBrasil/status/605794504633810947
betacaroteno

A conta oficial da Netflix Brasil anunciou no Twitter que não pretende testar nem que passa pelos planos incluir propaganda no serviço.

Marcel FF
A conta oficial da Netflix Brasil anunciou no Twitter que não pretende testar nem que passa pelos planos incluir propaganda no serviço.
Lucas C.
Verdade, o Popcorn Time não é um serviço, é melhor do que isso. É uma ferramenta, e como tal não impõe restrições ao usuário. Cabe a ele tirar o máximo proveito do que a ferramenta pode oferecer, e não a um intermediário (Netflix, Youtube etc) decidir o que você terá a disposição.
Lucas C.
Eu produzo. Sou desenvolvedor Android, tenho mais de 70 apps publicadas. Coloco testes para bloqueadores de anúncios em todas as minhas apps, e se o usuário usar algum, bloqueio o acesso na hora. Cabe a mim criar apps que sejam tão úteis para o usuário que ele fique disposto a desabilitar os bloqueadores, ou a comprar minhas apps pagas. Se um usuário sabe como driblar minhas proteções, bom trabalho pra ele. O conhecimento é livre, assim como ele pode usar o conhecimento dele pra driblar meus bloqueios, eu sou livre para usar o meu conhecimento e decidir se quero ou não pagar ou ver anúncios. Liberdade é o ponto.
Daniel Luiz
Cara, eu só torço pra que um dia você produza qualquer tipo de conteúdo que possa ser pirateado pra vc conseguir enxergar os dois lados da moeda e perceber que Popcorn Time está longe de ser um serviço.
Julio Cesar Gonçalves
Comunidade netflix no face, venham participar ! https://www.facebook.com/groups/851248148295062/
Luiz

Eu até poderia aceitar um trailer de poucos segundos APÓS acabar um filme/episódio, visto que hoje em dia já há um tempo padrão de 15 segundos entre o fim e início de um novo episódio, entre as séries. Claro, desde que eu tenha a opção de pular este trailer.
Mas de modo algum vou continuar sendo assinante Netflix caso existam trailers no início ou meio de um programa, sendo este trailer da Netflix ou não.

Exibir mais comentários