Início » Jogos » Quando um console gamer tenta jogar no PC

Quando um console gamer tenta jogar no PC

Avatar Por

Como deixei bem claro na última vez que abordei este assunto, sou um console gamer assumido. O motivo predominante é a conveniência, já que o console oferece uma experiência mais direta: coloque o disco na bandeja do aparelho, ligue a TV e pronto.

Entretanto, tenho um longo passado de PC gaming. Como todo moleque cujo pai trabalha com informática, fui apresentado ao meu primeiro computador bem cedo, quando tinha meus 7 ou 8 anos. E não demorou muito até conhecer os jogos de computador. Meus primos também eram fascinados por computadores – e pelos joguinhos -, e nosso interesse mútuo se retroalimentava sempre que íamos um à casa do outro jogar Prince of Persia ou Burger Time.

Por causa desse histórico, volta e meia eu dou uma chance aos jogos de computador. Tenho uma conta meio esquecida na Steam; comprei um jogo no Direct2Drive uma vez também. Aquelas coletâneas especiais com 3 ou 4 jogos antigos a preços módicos (a última que comprei incluia três títulos da série Command and Conquer) nunca me escapam. Meu netbook foi comprado primariamente com o intuito de jogar abandonwares no trabalho. Como meu gênero favorito de jogos (os de estratégia) só se desenvolve bem no PC, meu retorno esporádico ao teclado e mouse com a intenção de jogar é inevitável.

Outro dia eu estava numa loja de eletrônicos e avistei a seguinte pechincha:

Supreme Commander

Aos que desconhecem, Supreme Commander é um “sucessor espiritual” (ou seja, não é uma sequência direta mas compartilha muitos elementos) de Total Annihilation – possivelmente um dos melhores RTSs já lançados. TA é um jogo que eu comprei em 1999 e celebro até hoje; por 10 pratas seria impossível eu não levar aquele jogo pra casa.

Comprei feliz. No caminho pra casa, nostalgiei com minha noiva a respeito do fato de que quando eu era mais novo, era muito difícil ter jogos originais pois o preço deles no Brasil era abusivo; minha geração viveu com os demos das Revistas do CD-ROM. Eu mesmo só tinha uns três ou quatro jogos originais pra PC – os que vieram com minha SoundBlaster. Era outra época.

A decepção começou assim que eu abri a “caixa”. As aspas são pelo fato de que não havia uma caixa, e sim uma embalagem de cartolina ao redor de uma simples caixa de DVD. Não havia manual, nem arte na parte posterior da caixa. Era só a caixa e um folhetinho com os comandos do teclado.

Se eu tentasse argumentar que esse é o motivo pelo qual estou criticando jogos de PC, obviamente seria um exagero. E o preço reduzido que paguei pelo jogo de certa forma justifica a embalagem mais simples. Mas é decepcionante abrir a caixa de um jogo e não ver nada além do disco.

O problema real começou após instalar o jogo (o que demorou quase vinte minutos e comeu oito gigabytes do meu HD). Tentei rodar e recebi isso na cara:

Pensei “ah, deve ser algum bug estranho no drive de DVD”. Removi o disco e tentei novamente. E recebi a mesma mensagem.

Fiquei completamente sem reação. Após alguns minutos no Google, descobri que este é um problema aparentemente comum, mas ainda assim inexplicável. Entre as várias soluções propostas estava a idéia de fazer um update no jogo que talvez resolvesse o problema.

Acontece que a página de suporte do jogo estava fora do ar. Compreensível – já que o jogo é relativamente antigo -, mas deixar um consumidor sem aquilo que ele pagou é injustificável.

Volto ao Google. Chego a um fórum obscuro em que alguém sugere um patch que promete, entre outras coisas, resolver o problema do DVD. Instalo o troço e finalmente consigo rodar o jogo.

Os PC gamers hardcore devem estar rindo da minha “noobice”. “Como assim, ele desistiu de jogos de PC simplesmente porque teve que procurar um patch pro jogo?”. E é uma opinião válida. Usuários avançados vêem tais problemas de software não como uma chateação, mas um obstáculo cuja superação causa orgulho.

Entretanto, temos que ver isso pelo ponto de vista do público em geral. Não fosse eu alguém acostumado a resolver problemas de computador pesquisando soluções – e na real, o povão não é -, eu estaria com um disco inútil, 10 dólares mais pobre, e com o gosto ruim na boca de que teria sido mais sensato comprar a versão do Xbox 360 do mesmo jogo. Se eu tivesse feito isso, aqueles 40 minutos que demorou pra instalar o jogo, pesquisar o problema, baixar o patch e fazer update na instalação teriam sido gastos JOGANDO o jogo.

Eu tenho a impressão que o gamer atual, vindo do contexto de downloads de um clique e updates automáticos da PSN/Xbox Live/AppStore, se tornou mal acostumado. Esse tipo de experiência ruim como a que eu tive, quando existem alternativas em que você pode evita-la completamente, poderá se tornar um forte motivo pra que muitos tentem jogar no computador apenas uma vez.

A experiência mais user-friendly dos consoles teria o potencial de matar o PC gaming?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

uzumaki matheus
porraaaaaaaaaaaaa mano você parou de jogar no pc por causa de 40 minutos tentando resolver um erro de um jogo? puta merda mano certo que antigamente era bem mais dificil arrumar um erro hj mas mesmo assim antes tinha bem mais fóruns ativos e msm assim 40 min perdidos mais o resto de tempo mais bem aproveitado...
Danilo
Yuri desculpe mas seu argumento quanto o STEAM " O bom da steam é que vira praticamente um “Console” é baixar o jogo não precisa instalar e sem frescuras de usar disco." Está equivocado pois de fato a instalação a diferença é que o game fica diretamente agregado ao software da STEAM pra proteção contra fraude eu imagino.
sdairponts
'Enfim, eu jogo Black Ops no PS3 numa boa. No teclado e mouse mesmo, pois o PS3 tem USB. Se o problema for jogar no controle, não entendo o argumento de que FPS é melhor no PC.' vc me deu o argumento que faltava pra eu mudar pra console! agora só falta a grana para comprar um!
Bruno Cavalcanti
Prefiro os consoles. Concordo com os argumentos supracitados de que um PC Gamer pra rodar Full sai muito mais caro que um PS3 com 5 Games originais. Ano que vem o PS3 vai continuar rodando os jogos novos, com gráficos mais maduros até. O PC não... precisa de upgrade. Enfim, eu jogo Black Ops no PS3 numa boa. No teclado e mouse mesmo, pois o PS3 tem USB. Se o problema for jogar no controle, não entendo o argumento de que FPS é melhor no PC. Uso note pra trabalho. Se a placa dele rodar um Mythology pra mim já tá ótimo.
@onilira
Esse é o espírito cara! Bioshock por $5 no Steam está fazendo a minha alegria. Mas como todo mundo falou, FPS + RTS = PC.
Maap_rj
Instala jogo; roda patch, fix etc... Depois dizem que o linux que é complicado :s
@tampa_trick
É comlicado falar que o pc é pior ou melhor que o console e vice versa... eu era um viciadao do meu mega-drive DESTRAVADO (lembra? era soh serrar as abinhas onde o cartucho era introduzido) e quando peguei os jogos do PS1 com movimentos em 3D achei uma coisa mega-comlpicada, sem contar na porrada de botoes e tal... desse tempo pra ca nao jogava muito mais no console devido ao preco e tal parei no mega-drive mesmo, porem apareceram os pcs com aqueles CD-roms com 10001 jogos (lembra disso? acho que era PC-Expert ou qualquer coisa assim) por R$15,00 obviamente eram demos ou jogos bem simples e nessa epoca qualquer pc rodava os joguinhos e o classico simcity... e fiquei meio parado desde entao, sempre no pc. Ae veio o primeiro jogo 3D que comecei a curtir, Nascar racing 1 (aquele que todo mundo ADORAVA virar o carro e ir na contra mao pra causar um acidente tentando involver todos os carros), NFS e tal... mas agora continuo jogando no PC os jogos mais modernos como Call of Duty MWF, assasins creed, burnout paradise... que tambem estao disponiveis no console, mas a principal diferenca para mim nos jogos no pc é a possibilidade de se ter mods. o que faz com que voce realmente aumente a jogabilidade e vida util do game, visto que voce pode mudar/criar novas alternativas. Tem um mod para o GTA S.A. que chama MTA, é um mod que voce joga corridas online (local(lan) ou na net) e é show de bola. Belo artigo Izzy [ ]'s Patrick
Eugenio Hertz
Essa histórinha de abrir a "caixa" e ver so o dvd, e achar isso decepcionante de alguma maneira, apenas reflete tua mentalidade meio "passadinha" né Izzy. Vamo combinar né... Tenho 34 anos, e certamente como vc tb sou da primeirissima geracao de jogadores, e sei como era comprar um cartucho e tê-lo na mão, ou uma fita do MSX ou cd-rom. Depois vieram booklets, e o inferno de coisinhas pra guardarmos com todo orgulho na escrivaninha, que no fim so servia pra levar poeira, se perder na bagunça e um dia ser jogado fora pela empregada, de tão velho e mofado. Hoje em dia a geracao atual ta cada vez mais se desligando desses conceitos, e a distribuicao digital ta ae pra acimentar cada vez mais isso. E disso tudo o q tiro de mais importante é o lado ecologico da coisa, onde nao temos mais a necessidade de dvd + papel + plastico. Consequentemente nao temos mais caminhoes transportando todo esse material ao redor do mundo, e todos os insumos usados na logistica desses infames dvds, cartuchos e embalagens mil. O que eu digo é... Quer uma lembrança? OTIMO! Compra uma camisa, poster, bonequinho (o melhor de todos). Assim nao somente voce tem uma boa lembrança, bem como a veste, enfeita espaços, ou mesmo volta a infancia e brinca com os bonequinhos. BEEEEEEEEEM melhor que aquela DROGA de caixinha q fica no canto da estante, so para ir ao lixo meses depois. Izzy, clica no UPDATE BUTTON o mais rapido possivel!
Lucas
Gosto tanto de PC como console. Cada um tem seu lugar no paraíso. Parabéns, Izzy.
ChaosWarrior
Esse problema com DVD/CD ocorreu muito com outros jogos! É o q da prensar midia na b%#[email protected] da China! Aconteceu com o Call Of Duty 4: Modern Warefare!!!! Sabe o q é comprar a bagaça Retail, jogo novo e dar essa bosta! Lógico q baixei um no-CD gastando nem 5min de procura e download! Mas ainda assim q bosta! Agora comprei e ainda compro jogos pra PC e a maioria vai suave! Os problemas q tive no passado são diminutos no WinXP, tirando lógico jogos bem antigos, aí posso rodar no Win98SE q tanto amo e odeio no PC dinosauro q tenho aqui! Mas tenho HL2:Orange Box + outras coisas da Valve compradas em loja(nos EUA) e digo que ñ tive 1 problema! Tive algum problema com uns jogos meio antigos da Lucas Atrs no Win7 RC1, mas no XP é lindo!!! kkk Só primatas pouco ecoluídos ñ sobrevivem a experiência gamer no PC! E outra, console tmb pode ter problemas sérios com a media!
rodrigo roque
Caro amigo acho que a sua ideia sobre pc games esta correta mas como ja vimos consoles podem dar problema (maldito erro do PS3 que tirou meus trofeus)e como os PCs os player games atuais passam por problemas parecidos pois em resumo os consoles atuais não passam de pcs voltados para games (claro que eles fazem outras coisas. Quando aconteceu o problema com a rede do PS3 tive que correr atras do prejuizo nos forums e na internet e depois tive que descobrir como recuperar o que tinha perdido, sem contar que as atualizações constatantes dos consoles podem trazer erros (como a tela azul do windows afff), então os problemas acontecem do 2 lados se voce for um real game player hoje voce tem que saber mexer em sua maquina seja ela um pc ou um console.
Darox
Nada nunca matará o pc gaming.
lemurius
Estou voltando a jogar no PC agora, porque os jogos de console nem sempre são baratos, e tenho um PC razoavelmente decente pra jogar jogos numa boa configuração. Comecei o retorno ao PC Gaming com Mass Effect, que comprei por insanos 5 dólares no Steam. Infelizmente, nada é perfeito, e o jogo deu milhares de bugs, desde a voz dos personagens sumirem no meio da frase até o jogo fechar sozinho toda vez que a tela de loading aparecia. Precisei recuperar minha sagacidade das épocas de jogos como Half-Life e os point&clicks clássicos para achar soluções, e felizmente consegui. Mas me estressei pra cacete. Esperava que com o tempo esses problemas diminuriam, mas pelo visto estão é aumentando :/
Rhob
Nossa, sem palavras. Thumbs up einh Champz!!
Rhob
Poiseh, estranho neh... Mas o fato é q, consoles tem controles, pcs tem teclado+mouse. Tem jogos que é impossível jogar bem com controle (fps e rts), assim como tem jogos q é melhor jogar com controle (dizem q Devil May Cry 3 fica melhor com controle, mas eu me adaptei bem ao teclado...) Cada qual tem suas vantagens e seus defeitos. Ah, e oq falar dos jogos de console que percisam de patchs? Vide GTA4, olha a quantidade de patches que já saiu, até mesmo pra versão do PS3...
Exibir mais comentários