apple-music

Os rumores estavam certos: a Apple apresentou nesta segunda-feira (8) seu serviço de streaming de música, que se chama Apple Music. A ideia é juntar músicas, clipes e novidades de artistas em apenas um local. Integrado ao atual aplicativo Música, ele fará sugestões de novas músicas e contará com uma estação de rádio da própria Apple, que tocará 24 horas por dia e será controlada por DJs.

apple-music-ios

A tela For You terá recomendações de playlists e álbuns que você poderá gostar. A Apple fez questão de destacar que as sugestões não serão feitas apenas com base num algoritmo que pesquisa seu histórico de execuções, mas também em recomendações da equipe de especialistas da Apple.

apple-music-for-you

Também haverá a aba Connect, no qual os artistas poderão publicar mensagens para os fãs, como fotos de bastidores, letras de músicas que estão sendo feitas e as últimas canções lançadas. O objetivo é centralizar as interações entre os famosos e o público, em vez de obrigar que o usuário acompanhe as novidades dos artistas no Facebook, por exemplo.

apple-music-connect

Dezenas de milhões de músicas disponíveis para compra no iTunes também estarão no Apple Music, bem como videoclipes em alta definição. Naturalmente, será possível compartilhar playlists e escutar as músicas offline, sem necessidade de conexão à internet, como é de praxe nos serviços de streaming.

O Apple Music custará US$ 9,99 por mês, ou US$ 14,99 no plano família para até seis pessoas. Ele será lançado em mais de 100 países, no dia 30 de junho, com um período de degustação de três meses. Você poderá escutar as músicas no iOS (a partir da versão 8.4), Android (até o final do ano), OS X e Windows.

Não há informações sobre o lançamento do Apple Music no Brasil. A página brasileira do serviço mostra que ele será lançado “em breve”.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Daniel Cunha Rêgo
O problema é que a Apple cobra em dólar, o que é absurdo! Se praticar o preço do Deezer/Spotify, seria 9,99USD, o que dá quase 30 reais! Já o Deezer/Spotify, que cobram em real, custam 14,90, um valor minimamente justo.
Daniel Cunha Rêgo
Se continuar cobrando em dólar, como faz ainda o iTunes, não vai ter sucesso...
Rodrigo
somos dois. Se o consumo da bateria do iphone já é um lixo, imagina fazendo streaming em 3/4G? Além do mais, .mp3 está aí pra isso.
Humberto Machado

Como já pago em dolares, o plano familiar pra mim seria uma maravilha... Meus metal, os gospel da mamãe, os hardcore do meu irmão... minha irmã que escuta Nicki Minaj...

Anubiros
Como já pago em dolares, o plano familiar pra mim seria uma maravilha... Meus metal, os gospel da mamãe, os hardcore do meu irmão... minha irmã que escuta Nicki Minaj...
Fabianno Niederle Cabral
Como fica a questão do iTunes Match será?
Paulo Higa
iTunes.
Bruno Martins Santana
Paulo, Quando se diz Windows, isso Incluí o Windows Mobile Já que tamos entrando nos tais Aplicativos universais? Ou ficará limitado ao Itunes?
Lucas Gonçalves Rosa
A questão é, aqui no Brasil será cobrado em dólar? Porque se for, vai acabar saindo mais caro que um Spotify. Tá certo que o serviço da Apple pode ter algumas coisinhas que fazem diferença mas eu não pagaria.
Paulo Higa
Update: https://tecnoblog.net/179409/catalogo-itunes-store-apple-music/
Renato
e Taylor Swift kkkk ou será que ela vai tirar as músicas dela do iTunes tb?
Thiago Martins
tendo a discografia completa do molejão já vale a assinatura
R0gério
Também não gostei dessa forçada que a Apple estava dando mas gravadoras. Fora isso, achei o serviço interessante e tomara que venha pro Android também, mas que seja uma concorrência justa.
Jean Samyr Sawada
Na verdade a Apple ja ta com as gravadoras a anos, so que ela oferecia para compra na iTunes Store (que parece ter um catalogo maior que do spot) agora ela deve pegar todo o catalogo a iTunes Store e oferecer no Apple Music
Jean Samyr Sawada
To achando que o Apple Music vai abocanhar o mercado do spotify, se a apple liberar toda a biblioteca da iTunes Store para você ouvir pelo serviço, vai ter muita gente trocando de streamer na hora, com tantos anos de existência e milhões de musicas disponíveis na itunes store eu acho que a apple vai oferecer todo o catalogo para os assinantes Apple Music
Exibir mais comentários