Depois de muita especulação, a Apple anunciou seu serviço de streaming de música, o Apple Music. Com o mesmo preço dos concorrentes e presente nas principais plataformas, incluindo Android, ele chega para roubar uma fatia de mercado do Spotify, Play Música e similares. Mas atenção: nem todas as músicas da iTunes Store estarão disponíveis para streaming no Apple Music.

Se a Apple conseguisse levar todas as músicas da iTunes Store para o Apple Music, certamente teria o melhor acervo entre os serviços de streaming. Mas não será o caso. A exceção mais notável, os Beatles, não licenciam músicas para nenhum serviço de streaming, nem mesmo para outras lojas de música online — a única forma de comprar a discografia do quarteto em formato digital é pela iTunes Store.

apple-music-ios

Em outras palavras, o Apple Music está sujeito aos mesmos problemas que afetam outros serviços de streaming, e as vendas de músicas ainda deverão representar uma boa fatia da receita da Apple. Diz o The Verge: “O acervo do Apple Music é muito diferente da iTunes Store. […] A Apple descreve [o iTunes] como ‘o coração’ de tudo, porque sem o iTunes, esse catálogo ficaria terrivelmente parecido com o do Spotify.“

Assim como o Spotify e outros serviços de streaming, a Apple informou que os usuários terão acesso ilimitado a um catálogo de 30 milhões de músicas. Sempre há pequenas diferenças entre os serviços do gênero, e ainda não sabemos exatamente o que estará ou não no Apple Music, mas já temos certeza que a Apple conseguiu fechar contrato com Taylor Swift (você sabe a história).

Descobriremos mais sobre o catálogo do Apple Music quando o serviço for ao ar, no dia 30 de junho. Ele custará US$ 9,99 (individual; mesmo preço dos concorrentes) ou US$ 14,99 (plano família com até seis pessoas). Os preços no Brasil ainda não foram divulgados, mas há o risco do Apple Music ficar bem mais caro que as alternativas, já que até hoje a Apple faz cobranças em dólares na App Store e iTunes Store.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lucas Herrera
Mas os Beatles mesmo, a gravadora que possui os direitos dos álbuns principais deles não licencia pra serviços de streaming e demorou muito tempo pra licenciar pro Itunes. 62 músicas você pode ter certeza que não são nada perto da discografia deles, nos primeiros anos eles chegaram a lançar 2 álbuns por anos. Nos últimos anos eles lançaram pelo menos um. Se for procurar pra ver mesmo eles tem centenas de músicas que foram lançadas apenas nos anos de atividade (que foram bem poucos comparado a outras bandas por aí). E essas músicas até podem aparecer eventualmente em alguns lançados depois, pode ter um ou outro álbum mas não tem os principais que eles lançaram. Se tivessem os principais álbuns eles estariam em destaque quando você entrasse no aplicativo. Quando você fosse buscar por exemplo o álbum Help! ou a A Hard Day's Night e ia aparecer a capinha deles com todas as músicas, mas isso não acontece porque eles não tem esses direitos.
Andriw
Pra ser mais exato, tem 62 músicas. Sobre o meu comentário anterior, acho que não me expressei bem. Do intervalo que você mencionou, tem o álbum completo lançado em 68 e tem uma coletânea posterior ao intervalo mencionado, porém com músicas desse período. Não sou um conhecedor aficionado dos Beatles, porém algumas músicas de álbuns que conheço estão nessa coletânea, mas não tem os seus respectivos álbuns, e ai entra o que mencionei. O Xbox elimina músicas duplicadas, exemplo: Civil War foi lançado em duas coletâneas do Gun's 'n Roses, a used or ilusion 2 e Greatest hits, porém na loja só aparece na segunda opção. O que disse foi que NÃO sei se a ausência de alguns álbuns dos Beatles é devido a presença destas coletâneas ou se é devido s dificuldades em licenciamento (coisa que acho não fazer muito sentido, pois o que importa é a música, não o álbum onde ela se encontra). De qualquer forma, com 62 músicas na loja a afirmação do blog de que os Beatles (ou melhor, quem detém os direitos) não licenciam músicas para serviços de streaming.
angui
Negativo. Usei muito o Xbox Music no Windows Phone e no Xbox One e posso dizer que o seu catálogo de músicas dos Beatles é fraquíssimo. O Xbox Music possui algumas canções perdidas, mas nada de Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band, nada de Abbey Road, nada de Revolver, nada de Rubber Soul, nada. São apenas músicas perdidas, que se parecem mais com demos do que "músicas oficiais". Digo isso porque sou um grande fã de Beatles e até hoje procuro um serviço de streaming que os tenha no catálogo. No final das contas, o catálogo de praticamente todos os serviços de streaming são iguais. O diferencial é a qualidade do serviço (interação com o usuário, velocidade de transmissão, qualidade das músicas, etc).
Lucas Herrera
É muito fácil ueh, verifique os álbuns que estão disponíveis lá. Se estivessem todos os principais lançados nessa época que eu lhe falei, aí sim tem, se não tiver não tem. Eu já usei o Xbox music por um tempo, não tem nem de perto, tem bem poucas músicas dos Beatles, nada perto do Itunes.
Andriw
Dessa época o serviço tem o álbum The Beatles, de 68. Porém há uma coletânea lançada posterior intitulada Beatles 1962-1968, com várias músicas conhecidas dessa época. O Xbox não trás duas vezes s mesma música, então mão tenho como te afirmar que as demais ausências são por esse álbum.
Lucas Herrera
Todos os serviços tem algumas músicas que estão perdidas em álbuns lançados por aí. Mas nenhum tem os principais álbuns, aqueles que foram lançados nos anos 60 e 70. Pode procurar aí, não vai ter.
Andriw
A informação sobre "os Beatles" não procede. Tenho várias músicas disponíveis no serviço de streaming do Xbox Music. Ou seja, no serviço da Microsoft as músicas foram licenciadas.
Rafael
Tem AC/DC?
Bruno Martins Santana
Paulo, Minha Duvida fica assim: Quando se diz Windows, isso Incluí o Windows Mobile Já que tamos entrando nos tais Aplicativos universais? Ou ficará limitado ao Itunes ?
Cortana ✔

Não precisamos, temos o Xbox Music, e olha que temos The Beatles, temos 100 GB para armazenar nossas próprias músicas no OneDrive, com reprodução direto no Xbox Music.

Cortana
Não precisamos, temos o Xbox Music, e olha que temos The Beatles, temos 100 GB para armazenar nossas próprias músicas no OneDrive, com reprodução direto no Xbox Music.
Leonardo Caldas
Se o Apple Music chegar com esses valores, em dólar, e ainda por cima tendo as mesmas restrições de licenciamento que outros serviços de streaming já tem (não tem Beatles, poxa!), me parece que a tal rádio Beats1 e um dashboard com novidades sobre artistas não vão ser de modo algum suficientes para tornar o serviço competitivo...
Lucas Corrêa
"Com o mesmo preço dos concorrentes e presente nas principais plataformas", não incluindo Windows Phone hahahaha