Início » Aplicativos e Software » É o fim do Skype com interface touch no Windows: Microsoft vai unificar aplicativos

É o fim do Skype com interface touch no Windows: Microsoft vai unificar aplicativos

Por
4 anos atrás

Nos últimos anos, os usuários do Skype tinham duas opções principais para bater-papo pelo Windows: a primeira, usando o aplicativo com interface moderna, que está disponível na Windows Store e vem embutido no Windows 8.1; a segunda, baixando a versão para desktop. A partir de 7 de julho, a confusão acaba: a Microsoft anunciou nesta quinta-feira (11) que vai unificar os softwares.

A morte do aplicativo do Skype com interface otimizada para telas sensíveis ao toque é um preparativo para a estreia do Windows 10, em 29 de julho. Diz a empresa: “Com o lançamento do Windows 10 para PCs, faz sentido usar o aplicativo do Skype otimizado para mouse e teclado, também capaz de suportar comandos de toque, em vez de dois aplicativos separados que executam a mesma função“.

skype-modern

Quem tentar usar o Skype com interface moderna a partir de 7 de julho será automaticamente direcionado para a página de download da versão para desktop. Como o Skype armazena seu histórico de conversas na nuvem, as mensagens dos últimos 30 dias também estarão no novo aplicativo. A mudança, claro, não se aplica aos tablets com Windows RT, que não rodam o Skype para desktop.

Para antecipar a migração, você pode baixar a versão do Skype para desktop nesta página.

Mas o The Verge levanta um ponto importante: a Microsoft vai unificar o Skype para Windows, mas o aplicativo não será universal, ou seja, rodará apenas na área de trabalho; nada de compatibilidade com Windows 10 Mobile. Por quê? Talvez porque muitos usuários ainda usam Windows 7 em seus computadores — e eles não conseguiriam rodar um aplicativo universal do Skype.

Os aplicativos universais são uma das grandes apostas para fortalecer o ecossistema do Windows nos smartphones, que ainda recebe novidades depois das outras plataformas. Mas essa decisão da Microsoft, que pode muito bem ser seguida por outros desenvolvedores, não é um sinal muito bom para o futuro do Windows Mobile.

Mais sobre:
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.