Início » Antivírus e Segurança » Google paga até US$ 38 mil para você encontrar falhas no Android

Google paga até US$ 38 mil para você encontrar falhas no Android

Paulo Higa Por

Android-5.0-Lollipop

Assim como já fazia com o Chrome e outros produtos da empresa, o Google irá recompensar os pesquisadores de segurança que encontrarem bugs no Android. A iniciativa, chamada de Android Security Rewards, foi anunciada nesta terça-feira (16) e pode render até US$ 38.000 para quem localizar e reportar falhas de segurança na plataforma móvel do Google.

As vulnerabilidades serão elegíveis para as recompensas se forem encontradas na última versão do Android, e apenas nos smartphones e tablets Nexus vendidos atualmente na Play Store, Nexus 6 e Nexus 9. Vale relatar falhas no kernel, no código do AOSP, nos drivers e até em códigos que não pertecem ao Android, se eles impactarem na segurança geral do sistema.

O simples relato de uma brecha pode render US$ 2.000 se o problema foi crítico. Se o relato for acompanhado de um teste do Compatibility Test Suite (CTS) e uma correção, a recompensa sobe para até US$ 8.000. E, caso o problema esteja relacionado ao TrustZone ou Verified Boot, há um adicional de até US$ 30.000.

O Google poderá pagar mais que os US$ 38.000 caso julgue que um bug é extremamente grave ou atípico, ou se considerar que um único relato contém vários bugs diferentes. Se o pesquisador não quiser receber sua recompensa em até 12 meses, o Google se compromete a doar o dobro do valor para uma instituição de caridade.

Com informações: VentureBeat.

Mais sobre: ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Henrique Ferreira Lima
Mas é exatamente por isso. Ela produz o Nexus, tem acesso ao programa. É por isso que não me conformo.
Vitor
Mas a Motorola não mexe no Android do Nexus 6 (sério, nem toca nele a não ser na hora de instalá-lo na fábrica). Só poderia usar o código se baixasse ele de algum lugar e usasse como base para o desenvolvimento do Android do Moto Maxx, o que não seria muito profissional (:p). Esquema de QUALQUER Nexus: uma fabricante produz o aparelho e vende e o Google cuida do resto.
Henrique Ferreira Lima
Mas mesmo assim, a Motorola tem a faca e o queijo na mão. Produz o Nexus 6 que tem o mesmo hardware do Moto Maxx (diferente na tela e câmera), e mesmo assim tem dificuldades?! Com essa filosofia de Android puro, a Motorola não deveria ter esses problemas com seus modelos. Adicionar aplicativo de ajudas não deveria causar esses problemas.
F. S.
Tamanha demora... Teria que ser um hardware alienígena. Entendo que podem ocorrer problemas e atrasar o desenvolvimento, mas o lollipop tá aí a um ano já (contando com o preview, que serve justamente pro inicio do desenvolvimento pelas fabricantes). Olhe o histórico de atualizações da Motorola... Ela se comprometeu a atualizar toda a linha RAZR 2012 pro KitKat, até hoje não sei de nenhum que foi atualizado. Ela aderiu ao mantra "garantia de updates pra todo mundo", mas parece que deixa os estagiários com uns Pentium cuidando do desenvolvimento.
Vitor
Hardware diferente = diferenças no desenvolvimento do sistema operacional. Lógico que existem diferenças. Talvez a demora ocorra por incompatibilidades dos drivers do dispositivo, ou alguma nova função do 5.1 que não estava funcionando corretamente com o hardware do Maxx. São vários os prováveis motivos da demora.
F. S.
Não entendo a Motorola com os updates, Moto Maxx é só uma versão mais parruda do Moto X, sem nenhuma função extra.
Henrique Ferreira Lima
Pena que é só para os Nexus. Se fosse geral, já indicaria a TouchWiz como um bug extremamente grave no Android
Henrique Ferreira Lima
Tá foda mesmo esperar o 5.1 pro Maxx. Até parei de pensar nisso
F. S.
A atualização pro 5.1 do Moto X original começou no Brasil em maio, mas se tu tá triste, pense nos donos do Moto Maxx.
Vitor
Ele sabe...
TiagoDJ7
'-' iPhone roda IOS.
Maxnoob
Que triste.... parece que alguns países já estão recebendo.
Daniel
Não tenho Nexus 6 nem o 9 muito menos Android atualizado, afinal, sou dono de um Moto X da primeira geração. Até os iPhones terão o Android Lollipop antes do Moto X 1.