Simulador RSV-3

Simulador RSV-3

Os mais abastados podem até ter um destes em casa para “brincar” de piloto de corrida, mas o simulador da foto é destinado aos futuros motoristas. Na segunda-feira (20), o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determinou a obrigatoriedade do equipamento nas autoescolas de todo o Brasil.

Já vimos esse filme. A exigência de uso de simuladores para quem tenta obter CNH de categoria B foi determinada em 2013. As autoescolas tinham que disponibilizar o equipamento a partir de 1º de janeiro de 2014, mas o prazo foi sendo adiado até que, em junho do mesmo ano, o Contran decidiu tornar o equipamento opcional.

Com a nova resolução, as autoescolas têm até 31 de dezembro para se adequar à exigência. Será que agora é pra valer? Nunca dá para garantir, mas as chances são grandes. Alguns estados, como o Rio Grande do Sul, mantiveram a obrigatoriedade e os resultados foram convincentes, segundo Alberto Angerami, presidente do Contran.

A intenção é diminuir o risco de acidentes com quem está tendo os primeiros contatos com a direção de um veículo. Além dos instrumentos do carro, o simulador recria várias situações do dia a dia do motorista, como rodovia com chuva, presença de animais na via e ultrapassagens.

Simulador veicular

Fica assim, então: o candidato a motorista deve passar no exame teórico e na avaliação médica. Depois, deve fazer treinamento no simulador por no mínimo cinco horas/aula. Somente após essa fase é que a pessoa inicia as aulas em um carro de verdade (mínimo de 20 horas/aula).

É claro que o assunto ainda vai gerar muita discussão. Há quem defenda os simuladores, sobretudo para diminuir a insegurança de quem nunca assumiu o volante de um veículo. Mas a maioria parece ser contra a obrigatoriedade, principalmente donos de autoescola.

Primeiro pelo fator custo: um simulador pode custar mais de R$ 40 mil. Os gastos adicionais são repassados a quem busca sua CNH, ou seja, a obtenção do documento fica ainda mais cara. Segundo pela dúvida quanto à eficácia: para muita gente, os simuladores não dão as noções iniciais necessárias, por mais realistas que sejam.

Na visão de especialistas em trânsito, a má formação de motoristas no Brasil se deve principalmente à falta de aulas práticas — 20 horas/aula (25 com o simulador) não são suficientes. O simulador pode até amenizar, mas não resolve o problema.

Por enquanto, a resolução vale apenas para a categoria B — carros de passeio. Mas o plano do Contran é estender o uso de simuladores para obtenção de habilitação para caminhões, ônibus e até motos.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

luiz bersi
40 MIl eu porque desse preço?o "game"nem graficos tem um pc com no maximo um 960 roda isso com as 3 telas e ainda sobra,eu em casa rodo o GSC que com um g27 em um core i3 sem placa de vide,fora que quem já uso esses simuladores da auto escola e depois usou oque tenho em casa no GSC falou que o GSC era melhor que o da auto escola apesar de ser um simulador de corridas
Dinho53
O valor do Simulador é R$30 mil reais, sem contar na atualização anual do software No Brasil temos 1200 autoescolas. Daí pode se ter uma ideia do lucro em cima dos candidatos à CNH.
cristofer
Especialista falando sobre a má formação de condutores!! Gostaria de ver uma estatistica mostrando a porcentagem de acidentes qdo é por impericia do motorista ou por imprudencia do motorista que fica relacionado a Altas Velocidades, Ultrapassagens em lugares proibidos e Alcolizados...Será que esses especialistas tem idéia???
Jedielson Almeida
Ao inves do simulador, incitem mais as aulas práticas! a noção de espaço de um simulador para um carro de verdade é muito diferente, sem falar nas mais adversas situações que não podem ser simuladas.
Johnny Walker

Assim como levou com o kit de primeiros socorros, sempre tem um que leva.

Johnny Walker Junior
Assim como levou com o kit de primeiros socorros, sempre tem um que leva.
Thiago nepomuceno dos santos
E que tal da uma pesquisada e saber qual empresa esta por tras desses simuladores , pra min isso é lavagem de dinheiro imagina essa que vai fazer esses simuladores a grana q não vai pegar , que tal investigar e saber se tem algum parentesco com politico .. sei não muito estranho isso!!!
Keaton
Caraca... agora até parece barato. o.x
Fabio Lima

Bem, em alguns casos essas porcarias de simuladores causam náuseas em algumas pessoas.
Se decidam... Ou o treinamento real ou o treinamento virtual.

Se o simulador siMULA os perigos reais, de que serve as aulas praticas. Sendo que as aulas no simulador já são o bastante.

Baita sacanagem mas uma forma de tirar dos pobres trabalhadores.

Fabio Vieira Lima
Bem, em alguns casos essas porcarias de simuladores causam náuseas em algumas pessoas. Se decidam... Ou o treinamento real ou o treinamento virtual. Se o simulador siMULA os perigos reais, de que serve as aulas praticas. Sendo que as aulas no simulador já são o bastante. Baita sacanagem mas uma forma de tirar dos pobres trabalhadores.
Vagner "Ligeiro" Abreu
O software, que tem suporte total da empresa (e uma penca de patentes), mais o hardware, que não é só as GeForce (imagino que são duas ou três placas) e 4 telas (3 periféricas + painel) . Tem todo o sistema de simulação de condição (o Force Feedback), e é um servidor de alta capacidade, com 32 GB de RAM (falando do Simumak, existem outros). Conta também toda a estrutura do equipamento. Em comparação, tem que se imaginar quanto custa um arcade como o Ferrari F355 DX 2, que lembra um pouco os simuladores de direção.
Vagner "Ligeiro" Abreu
Venda de CNH acontece porque tem gente que compra. Tem gente que paga o quebra. Ou se muda a lei, ou se fiscaliza mais. A situação que tem hoje para se habilitar existe pois se pensa que com maior dificuldade para obter a CNH, regula-se a quantidade de condutores nas ruas. Vira o velho ditado de "cria-se dificuldades para vender facilidades". E as pessoas não param para pensar que ter um carro é um meio de se locomover e isso requer segurança e respeito ao próximo.
Vagner "Ligeiro" Abreu
Acho que o uso do simulador deveria ser opcional ou avaliado por um psicólogo. Hoje, é necessário uma avaliação psicológica antes de iniciar o processo de obtenção da CNH. Se o psicólogo definir que o condutor precisa ganhar confiança ou ter noção de condução, fica recomendado o uso de um simulador. Nos demais casos, ficaria opcional de quem quisesse se habilitar. Vejo o simulador mais para conhecer como é dirigir e fazer apenas a orientação de como usar os comandos de um veículo, do que para direção propriamente dita. O problema dos simuladores é o custo. Pelo que já vi em auto-escolas, o problema é que se paga os 40 mil do aparelho (ou 2 mil de aluguel) + as aulas individuais. Toda aula no simulador é monitorada e resguardada em uma "parceira do Denatran" (Salvo engano, a empresa Pró-Condutor). Não vi ideias de simuladores open-source para rebaixar o custo ou das aulas não terem custo para as auto-escolas.
Carlos Eduardo
Também penso nisso
Carlos Eduardo
É só um jeito de tirar grana a mais do povo mesmo, como se fosse barato tirar CNH hoje em dia. Vou começar a fazer poupança para meus filhos, quem sabe no futuro eles vão conseguir tirar CNH se continuar nesse ritmo
Exibir mais comentários