Início » Celular » As marcas de smartphones, tablets e computadores mais reclamadas no Procon

As marcas de smartphones, tablets e computadores mais reclamadas no Procon

Paulo Higa Por

O Procon-SP publica a cada semestre um relatório com as empresas mais reclamadas no órgão de defesa do consumidor. As queixas se referem a vícios nos produtos, e os smartphones ocupam a primeira posição entre as categorias mais problemáticas: foram 2.709 reclamações, cerca de 30% do total.

smartphone-mao

De janeiro a junho de 2015, estas foram as fabricantes de celulares mais reclamadas no Procon-SP:

  1. Sony (865 reclamações, 69% de solução)
  2. Motorola (535 reclamações, 86% de solução)
  3. Samsung (497 reclamações, 95% de solução)
  4. Microsoft (114 reclamações, 86% de solução)
  5. LG (109 reclamações, 89% de solução)

Os dados levam em conta o número absoluto de reclamações classificadas na categoria “vício no produto” emitidas para as fabricantes. Portanto, a tendência é que as empresas que mais vendem também recebam mais queixas. As informações mais recentes do IDC dão conta de que, no Brasil, o mercado de smartphones é liderado pela Samsung, seguido por Motorola e LG.

O Procon-SP destacou que a Sony aumentou muito o número de queixas: foram 865 no primeiro semestre de 2015, contra apenas 99 no mesmo período do ano passado (um aumento de 773%). O índice de solução da fabricante japonesa também piorou bastante: foi de 94% em 2014 para 69% em 2015.

Os produtos de informática, incluindo computadores, notebooks e tablets, foram responsáveis por 13% das demandas de reclamações de produtos no Procon-SP. A lista foi liderada pela chinesa Lenovo, também responsável pela CCE, com 322 reclamações. As brasileiras Positivo e DL tiveram os piores índices de solução: 59% e 60%, respectivamente. Esta é a lista completa:

  1. Lenovo e CCE (322 reclamações, 80% de solução)
  2. Positivo (165 reclamações, 59% de solução)
  3. Dell (74 reclamações, 80% de solução)
  4. DL (48 reclamações, 60% de solução)
  5. HP (45 reclamações, 86% de solução)

O levantamento completo (que também abrange produtos da linha branca) pode ser consultado na página do Procon-SP. O órgão reforçou que os fornecedores são responsáveis por defeitos de qualidade ou quantidade de seus eletrônicos, e que os consumidores podem exigir a substituição do produto ou devolução do dinheiro caso o problema não tenha sido solucionado em 30 dias.

Mais sobre:

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Luiz Campos
Bom, o Z3/Z3+/Z4 tem report de chegar a 70 graus celsius, o que danifica a tela, solta a tampa traseira e fica muito desconfortável de segurar ou colocar no bolso. Quase todos que conheço que tem o telefone, nao sabem fazer a atualização. Basta uma procura no Google para saber mais sobre o problema.
Firmino Gomes
Tirando o vidro excessivamente frágil, o problema dos Motorola são os usuários não o aparelho.
Welington
Os dados levam em conta o número absoluto de reclamações classificadas na categoria “vício no produto”

Vidro traseiro quebrado não é considerado um vício ( problema na linha de montagem do produto )
FaloNaCara ¯ _ (?) _ / ¯
O Moto G de mais umas cinco pessoas que eu conheço está rodando liso.
Luciano Augusto Barbosa de Lim
Engraçado que a foto da matéria é de um homem com um HTC que nem vende no Brasil.
abraaocaldas
O mais improvável é achar que todos estão mentindo e só você está falando a verdade.
FaloNaCara ¯ _ (?) _ / ¯
As vezes até duvido desses "Moto G lentos iguais aos Samsungs" porque eu acho bem improvável que eu seja a única pessoa que tem um Moto G 2014 com Lollipop que funciona perfeitamente.
Jefferson Silva
Minhas entranhas anti smartphone Samsung estranham ela estar em terceiro.
Gabriel Santana
o ZQ é muito bom, tenho ele a quase 1 ano e já caiu de uns 2 metro de altura, nunca tive problema com o ZQ.
Geneses Oliveira
o ZQ é muito bom, tenho ele a quase 1 ano e já caiu de uns 2 metro de altura, nunca tive problema com o ZQ.
X-Tudãoᴳᴼᵀ
Também depende do volume de vendas, se eu vendo em um volume maior tenho mais chances de receber mais reclamações.
Supersonic
Também depende do volume de vendas, se eu vendo em um volume maior tenho mais chances de receber mais reclamações.
Piero Lourenço
FAltou Azus.... Vários erros nos Zenbooks... erros de projeto!! PLACA!
Maxnoob
Ela tá assim por causa dos aparelhos com traseira de vidro. Tem gente que acha que um celular de alumínio e vidro vai aguentar cair de 1m num chão de concreto.
A Sony se recusou a trocar muitos aparelhos danificados assim. Um amigo meu que quebrou o seu Z2 ficou com medo de ter a assistencia recusada aí ele trocou o vidro antes de levar na AT, lá ele disse que o aparelho estava com o vidro solto.
Eles mandaram um Z3 pra ele.
Quando derrubei meu S ele parou de funcionar, levei lá e eles me deram um ZQ.
Já o ZQ nunca estragou e tá inteirão aqui desde 8/2013
Louis
Foi assim pelo menos comigo em relação a Motorola.

Primeiro tinha um fone Sol Republic, que veio com o Moto G. O fone parou de funcionar, entrei em contato e fui informado que mesmo estando na garantia só poderia enviar o fone ao conserto junto com o Moto G. Não podia ficar sem smartphone, então, não enviei.


Depois, meu Moto G queimou no final do ano passado, 1 semana depois da garantia acabar.


Por tudo isso, a única coisa que quero da Motorola é distância.
Bruno Pinho
Comparar números absolutos é complicado. Os números só fariam sentido mesmo se soubéssemos a quantidade vendida no período para comparar os números relativos. Por exemplo, o fato de a Microsoft estar atrás da Samsung pode dar uma falsa (?) impressão de superioridade, quando na verdade, a Samsung deve ter vendido muito mais que Microsoft. Enfim, é difícil chegar a uma conclusão de comparação entre marcas, no máximo da mesma marca de um ano pro outro.
Bruno Pinho
Comparar números absolutos é complicado. Os números só fariam sentido mesmo se soubéssemos a quantidade vendida no período para comparar os números relativos. Por exemplo, o fato de a Microsoft estar atrás da Samsung pode dar uma falsa (?) impressão de superioridade, quando na verdade, a Samsung deve ter vendido muito mais que Microsoft. Enfim, é difícil chegar a uma conclusão de comparação entre marcas, no máximo da mesma marca de um ano pro outro.
Vagner Aniceto
Também fiquei sem entender essa da sony, até porque consumo pouco da marca. O único Smartphone Sony que eu tive durou por um bom tempo, até.
Breno Ribeiro
Ou então porque não sabem usar o Windows Phone "como manda arquivo bluetooth aqui?"
Abraão Caldas
Mesma coisa, vou dar downgrade para o kitkat, infelizmente.
Marcos
E ainda assim, se TODOS aparelhos tivessem problema, nem venderia mais, portanto generalizar da forma que foi feita está muito errado.
Marcos
Já tentou resetar o aparelho pros padrões de fábrica depois de atualizar pro Android 5.0, como orientado pela Motorola?
Abraão Caldas
Não é porque você nunca teve problema que as outras pessoas não tem problemas também. Temos aqui três Moto G 2º Geração e dois deles tem problemas excessivos de lentidão.
Marcos
Qual o embasamento da afirmação "Motorola também é comprar e ter raiva"?


Nunca tive problemas com meu Razr xt910, Moto X xt1058 (meu e da minha esposa), Moto X xt1097 (meu e da minha esposa) e Moto G (do meu pai).


Todos aparelhos excelentes e de ótimo custo X benefício.
Luiz
nao entendi porque da Sony em primeiro... os aparelhos sao tao ruins assim?

a motorola era bem obvio estar na frente nao pela qualidade de serviço e / ou do aparelho mas porque o Moto G vendeu que nem AGUA
João Silverado
Devem estar reclamando de super aquecimento.
Arlys Souza
Dessas 144 reclamações da microsoft, certeza que pelo menos umas 100 são de donos de Lumia 930.
Louis
Sony não é nenhuma novidade. Motorola também é comprar e ter raiva.