Início » Empreendedorismo » 5 dicas que eu daria a empreendedores iniciantes

5 dicas que eu daria a empreendedores iniciantes

Thiago Mobilon Por

Fundei o Tecnoblog em 2005, quando tinha apenas 19 anos. Na época o meu objetivo era aprender mais sobre servidores, programação e tecnologia, mas logo percebi que o site possuía um potencial para negócios que era proporcional à audiência que eu conseguia atrair.

De lá para cá levei muitos tombos e entendi na prática o significado da expressão “amadurecer em público”. Mas com muito esforço e ajuda da minha equipe, consegui superar as dificuldades e sustentar um crescimento consistente do TB durante esses quase 10 anos de existência.

Perpetual motion with LED bulb and simple light bulbs

Hoje, se eu pudesse dar cinco dicas para pessoas que estão começando a empreender, seriam estas:

1. Persiga a vulnerabilidade

O ser humano possui um instinto natural de se proteger. Sempre que nos sentimos inseguros, vamos ao encontro de lugares, pessoas ou situações que nos confortam. Se você observa essa característica com mais intensidade em você, talvez não sirva para ser empreendedor. Isso porque a incerteza faz parte da rotina de todo empreendedor.

As minhas melhores ideias vieram em momentos de grande instabilidade e exposição. E a melhor forma de lidar com essa insegurança foi abraçando-a. A vulnerabilidade te tira da zona de conforto, e sabemos que nada de inovador acontece quando você acha que tudo está indo bem.

2. Lance primeiro, fique bom depois

Empresas grandes não tem esse luxo. Quando lançam um novo produto ou serviço, precisam se certificar de que eles oferecem um nível de qualidade que seja compatível com a marca já estabelecida. Mas isso não se aplica ao empreendedor iniciante, pois esse não tem a mesma visibilidade. Nessa fase é mais importante ser observador e extremamente ágil. Coloque a sua ideia em prática e melhore diariamente.

Se você esperar até que tudo esteja no lugar, sempre irá encontrar algo que precisa ser melhorado e assim a ideia nunca sairá do papel. E é legal que você seja capaz de identificar pontos que podem ser melhorados, apenas não deixe que isso trave o desenvolvimento da empresa. Defina os pontos que considera cruciais para implementar antes do lançamento e deixe para fazer os refinamentos depois.

3. Se nunca errar, nunca fará nada

Começar um negócio pode ser algo realmente intimidador para um garoto de 19 anos. Eu tinha muito medo de errar e me sentia pequeno quando tinha reuniões com empresas como MercadoLivre, Intel, Microsoft, Nokia e outras gigantes que acreditaram no TB no começo. Ainda assim, nessa mesma época o Tecnoblog foi um dos maiores parceiros do MercadoLivre no mundo (se não o maior), chegando a faturar 78 mil reais em um único mês apenas com o programa.

A verdade é que todo mundo comete erros e o importante aqui é a forma como você lida com esses erros. Em um mercado novo (como os blogs eram na época aqui no Brasil) todos ainda estavam experimentando o formato e tentando descobrir as melhores formas de trabalhar.

Se você vai começar um negócio em um mercado mais maduro, comece estudando os seus competidores. Mas se vai criar algo em uma área relativamente nova, não se prenda tanto a isso. Empreendedores de sucesso erram dezenas de vezes antes de acertarem. Se você não acredita, é só pesquisar a história deles e verá que são pessoas normais, porém persistentes.

4. Pessoas tímidas podem ser grandes empreendedores

Algumas pessoas pensam que, para cuidar bem de um negócio, você precisa falar mais do que a boca, ser cheio de energia e super extrovertido. De fato, o bom humor abre portas e a boa comunicação é essencial até para os tímidos. Mas os introspectivos possuem características de líder que não encontramos nos extrovertidos.

No livro Quiet, a autora Susan Cain explica que uma das vantagens dos líderes introspectivos é que eles tendem a dar mais espaço para que os funcionários desenvolvam as suas ideias e encontrem as suas próprias soluções para os problemas, enquanto que os extrovertidos podem drenar as energias do ambiente de trabalho, sendo centralizadores e convocando reuniões excessivas para todo e qualquer problema.

Os introspectivos são pessoas mais cerebrais. Pode até parecer que são quietos demais, mas a verdade é que vivem em um mundo rico dentro de suas mentes. Essa reflexividade lhes dá uma vantagem grande na hora de encontrar soluções para problemas complexos.

Se não acredita, é só lembrar que o atual homem mais rico do mundo é justamente um introspectivo: Bill Gates.

5. Busque especialização, não importa onde.

Tem muita gente que se baseia demais em diplomas e certificados antes de se arriscar. Esses reconhecimentos formais podem até ter um efeito psicológico, mas não são garantia de sucesso. Da mesma forma, não estudar nada ou não conhecer bem a sua área de atuação também são grandes erros e um dos principais motivos pelos quais novas empresas fecham antes mesmo de conseguirem recuperar o investimento inicial.

O achismo é, na verdade, a arrogância disfarçada de intuição. Não é porque uma faculdade não lhe garante o futuro que você não precisa estudar. Por mais saudável que esteja o caixa de uma empresa, ela estará sempre a um acontecimento de seguir o caminho da falência. Ainda mais no mundo da tecnologia.

Não seja negligente! Estabeleça metas anuais de leitura de livros, encontre fontes de notícias confiáveis, assista documentários, ouça podcasts, e faça de tudo para se manter em um estado constante de aprendizagem. Ah, não deixe de ampliar também a sua carga cultural! Isso fomenta a criatividade, que se usada em conjunto com o conhecimento técnico, pode dar origem a negócios realmente inovadores.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jonatas Barbosa
Parabéns !! Valeu pelas dicas !!
Rafael Salgado Ribeiro
Se o capital inicial que tu precisa não for tão alto e tu for de SP, existe o Banco do Povo. Os juros são de 0,35% ao mês, é super fácil de conseguir.
Fernanda Wenzel
Para quem é empreendedor do setor de franquias, também é possível obter algumas dicas de como ter sucesso no seu negócio: http://www.franquiaeducacional.com/melhores-franquias-segredos-de-um-franqueado/
lordtux
Não na hora que eu postei http://www.forbes.com.br/negocios/2015/10/durou-pouco-bill-gates-retoma-o-lugar-de-mais-rico-do-mundo-em-horas/
Victor
Negativo. É o primeiro. http://www.forbes.com/forbes-400/list/
Paulo
Eu esperava dicas melhores, como por exemplo, como descobrir necessidades do mercado. O texto está escrito de forma romantizada no trecho de ganhar 78 mil reais, como se fosse só contratar servidores, juntar uma equipe, publicar textos, colocar os banners, otimizar SEO e ver o dinheiro na conta. Enfim, seria ótimo haver informações objetivas.
la_gomes
Esse conselho 5 lido direto, pois lido com mestres e doutores que acham que são a última garrafa de água do deserto
Bruno
logo eu me redimi.
lordtux
Muito bom e so corrigindo, Bill Gates agora é o segundo. kkkkkk
Alpha Delta Victor
Ué! Mas o que esse texto tem a ver com o tema tecnologia? Pelo que eu li em uma mensagem do Mobilon em outro post, entendo que o Tecnoblog existe, atualmente, para informar - um pouco - e sobretudo fomentar reflexões e discussões acerca da influência da tecnologia na nossa vida, a questão comportamental. Este site não é um espaço de educação empreendedora! Eu gostei do texto, mas ele está deslocado. Inclusive eu recomendo que leiam o texto: "Sobre acertos e improvisos" que está no site pessoal do Mobilon. Aí eu pergunto: o que esses dois textos têm de diferente que um está no site pessoal do autor e outro está no Tecnoblog? Acredito que o Mobilon deve ter começado a trabalhar e constatou que na sexta-feira só haveria dois posts. Então, para não ficar feio, ele decidiu escrever alguma coisa e postar no Tecnoblog. PS: Bruno, você também foi contrário ao texto do Jean e agora está criticando quem não gostou. Não entendi nada! ... O que mais achei proveitoso desse texto do Mobilon nem foram as dicas e, sim, a introdução. Sempre gosto de pensar no empreendedorismo por oportunidade e não por necessidade. Muita gente tenta empreender porque quer ficar rico ou porque está na moda dizer que é empreendedor. Aprecio premissas do Steve Jobs: "seguir o nosso coração e intuição" e do Flávio Augusto da Silva: "fazer algo que lhe dê satisfação e senso de significado". Eu sempre trabalhei na área que, como costumo dizer, é o que eu respiro 24 horas por dia desde sempre: proteção, investigação e segurança privada. Trabalhando em organizações eu sempre fui intraempreendedor e mais recentemente empreendedor como consultor autônomo realizando alguns projetos de gestão de risco. Mas mesmo muito satisfeito com os resultados que tenho alcançado, eu vou seguir uma carreira que sempre almejei: Policial Civil e eventualmente realizando algumas consultorias também.
Alpha Delta Victor
Alisson Silva, e você vai deixar que terceiros limitem e detonem sua vida? No momento em que você está parado pensando nisso, há milhões de pessoas saindo do nada e construindo impérios sem se importar com o que os outros vão pensar.
Caleb Enyawbruce

Texto incrivel!! E muito util!!

Ramon Gonzalez
Texto incrivel!! E muito util!!
Theus
3. Se nunca errar, nunca fará nada Isso realmente é verdade. E não vale apenas para o empreendedorismo e sim para a vida. A ideia nunca vai sair da cabeça ou do papel se você não correr riscos. Seja ela qual for.
Hilder Santos
Sensacional, Mobilon. Acompanho o Tecnoblog desde quando o layout tinha aquelas letras azuis com bevel (hahahahaha), e fico honestamente muito feliz de ver o quanto tudo cresceu (opa!) e no que o blog se tornou. Suas dicas foram muito valiosas, vou salvar aqui pra ler sempre que eu me ver desmotivado, inseguro, ou perfeccionista demais. Muito obrigado por compartilhar um pouco da sua experiência conosco, grande abraço, e sucesso sempre, meu caro!
Exibir mais comentários