Início » Ciência » As páginas deste livro podem ser arrancadas para se transformarem em filtros de água suja

As páginas deste livro podem ser arrancadas para se transformarem em filtros de água suja

Paulo Higa Por

drinkable-book

Mais uma daquelas tecnologias baratas que resolvem grandes problemas foi testada com sucesso: o Drinkable Book, um livro cujas páginas podem ser arrancadas e transformadas em filtros de água suja. O objetivo é produzir água para ser consumida em regiões carentes, que não possuem água potável à disposição.

page-drinking

No Drinkable Book estão impressas algumas instruções de como filtrar a água e por que isso é importante. As folhas são fabricadas em papel com nanopartículas de prata, que são absorvidas pelas bactérias que passam. Basicamente, você só precisa pegar uma folha, colocá-la em um suporte, despejar a água do rio mais próximo e esperar até que saiam água limpa e bactérias (mortas) do outro lado.

Os cientistas colheram 25 fontes de água contaminadas na África do Sul, Gana e Bangladesh. Resultado? 99% das bactérias foram eliminadas. Isso significa que, ao filtrar a água dos países africanos, é possível chegar a uma água com índice de contaminação parecido com o que sai das torneiras dos Estados Unidos. Nada mal, considerando que normalmente é seguro beber a água da torneira dos americanos.

Como cada página consegue filtrar até 100 litros de água, o Drinkable Book pode fornecer água limpa para uma pessoa por até quatro anos.

Mas ainda há alguns problemas. Primeiro, os testes com protozoários e vírus ainda não foram concluídos, portanto, não está claro se o papel é tão eficiente contra esses microrganismos quanto é com as bactérias. Segundo, a produção é artesanal: os cientistas demoram dias para produzir páginas suficientes para um livro. A próxima etapa, agora, é encontrar formas de fabricar os livros em massa. Veremos.

Com informações: BBC.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rafael Rocha
E aquela máquina que transformava dejetos em água? Lembro-me do Gates provando um gole... a quantas será que anda tal projeto?
Jedielson Almeida
Ótima ideia, só espero que seja viável economicamente, pois não adianta ser eficiente em tudo, e não poder ser comprado pelas pessoas que precisam.
Raphael Ribeiro Silva
Sustentabilidade é tudo! Até hoje conheço gente que usa revistas e jornais como papel higiênico. ______ e o medo de sair "cinquenta tons de café"
Igor Costa
É o tipo de coisa que pode mudar o mundo.