Início » Internet » Tecnocast 027 – Nas profundezas da web

Tecnocast 027 – Nas profundezas da web

Thiago Mobilon Por

A Deep Web é vista como um terreno obscuro e cheio de coisas do mal por muita gente. Isso porque ela só ganha mídia quando o tema são os absurdos que você encontra por lá, como drogas, pornografia infantil e assassinatos por encomenda.

027

Mas nem só de coisas podres vive a deep web. Hoje vamos conversar sobre pra que serve essa rede e debater um pouco sobre como ela é utilizada. Dá o play e vem com a gente!

Participantes

Caixa Postal

Mande a sua mensagem: [email protected]

Tecnogrupo

Participe do grupo de discussão do TB no Facebook.

Links

Assine o Tecnocast

Edição e Sonorização

O Tecnocast é editado por Rádiofobia Podcast e Multimídia.

Arte da Capa

Arte da capa por Paulo Moraes.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Flap Stone

Vc sabe o link e código que eles falaram zqktlwi4ete....... Eu não escutei o resto

Guilherme Serelepe
Bom, acho que pornografia infantil não deveria ser tão obscuro, crianças fazendo sexo, se reproduzindo, lógico que, com prevenção xD!
Darllan Marinho
Eu uso o iPhone 5C, sinceramente? Prefiro ele do que um topo de linha da concorrência, a diferença dele para um iPhone 5 ou 6 por exemplo, é basicamente o Touch ID, porque o resto é parecido, com diferenças que não são tão perceptíveis para o usuário comum. Se você pega o iPhone 6, tem a vantagem da tela um pouco maior, mas, tirando isso não tem grandes diferentes para o iPhone 5C. Eu usava o Lumia 930 e migrei para o 5C, sem arrependimentos.
bruski

Não fala isso, o programa de vocês também ficou ótimo cara!!!

Léo Bruski - Aerolitos
Não fala isso, o programa de vocês também ficou ótimo cara!!!
bruski

Fala galera!

Achei muito bom o programa, comentaram sobre as coisas trash sem se aprofundar muito, falaram como o sistema funciona para se conectar e tal sem se aprofundar muito pois fica a critério da pessoa se quer ir atrás ou não.

Eu particularmente acessei algumas vezes no TABLET android para realmente não deixar rastros nenhum, se aparecesse qualquer notificação judicial eu queimava o aparelho e falaria que alguém acessou a rede da minha casa pois o cagaço era grande, hoje já vejo que não é tão problemático assim, pelo menos aqui no brasil. Eu achava que ao acessar a DW o computador poderia ser tomado imediatamente e poderiam me prender, nesse nível de loucura. Mas fico naquela máxima, quem não deve não teme. Voltando ao acesso, vi algumas coisas perturbadoras lá, como pornografia violenta, entre outras coisas que não vou me estender aqui pois não queremos o google indexando esse lixo, mas são coisas deprimentes e tristes.

Gostei do que falaram aí dos foruns para compras, eu não sei te teria coragem de comprar coisas por lá, mas é legal saber que alternativas existem, vai que um dia a gente precisa, nunca se sabe.

Senhores, o programa ficou repetaculê, me diverti muito ouvindo, não me deu vontade de acessar novamente a DW mas foi bom pra relembrar o que rola por lá.

Valeu

Abraço!

Léo Bruski - Aerolitos
Fala galera! Achei muito bom o programa, comentaram sobre as coisas trash sem se aprofundar muito, falaram como o sistema funciona para se conectar e tal sem se aprofundar muito pois fica a critério da pessoa se quer ir atrás ou não. Eu particularmente acessei algumas vezes no TABLET android para realmente não deixar rastros nenhum, se aparecesse qualquer notificação judicial eu queimava o aparelho e falaria que alguém acessou a rede da minha casa pois o cagaço era grande, hoje já vejo que não é tão problemático assim, pelo menos aqui no brasil. Eu achava que ao acessar a DW o computador poderia ser tomado imediatamente e poderiam me prender, nesse nível de loucura. Mas fico naquela máxima, quem não deve não teme. Voltando ao acesso, vi algumas coisas perturbadoras lá, como pornografia violenta, entre outras coisas que não vou me estender aqui pois não queremos o google indexando esse lixo, mas são coisas deprimentes e tristes. Gostei do que falaram aí dos foruns para compras, eu não sei te teria coragem de comprar coisas por lá, mas é legal saber que alternativas existem, vai que um dia a gente precisa, nunca se sabe. Senhores, o programa ficou repetaculê, me diverti muito ouvindo, não me deu vontade de acessar novamente a DW mas foi bom pra relembrar o que rola por lá. Valeu Abraço!
corvolino
Acabei de montar uma apresentação sobre, vou da uma escutada para ter mais coisas para falar :)
Luis Cláudio
Parabens pelo tecnocast. Ficou um material de estrema importancia. Agora a respeito do assunto, tendo coisas boas ou ruim só teria coragem de entrar na dep web atravéz de uma maquina virtual.
DrunkCharmander
Especificamente sobre a questão do material acadêmico: Cada instituição tem suas políticas sobre a disponibilização das pesquisas realizadas dentro de sua instituição. No Brasil por exemplo, as universidades públicas, inclua ai as que mais produzem esse conteúdo como a USP e as Federais, que eu saiba é aberto, na minha especificamente uma Federal que tem ênfase na pesquisa científica todo conteúdo produzido é aberto, o que faz sentido por serem instituições públicas. Sobre as universidades dos EUA, têm de levar em conta que as mais importantes são privadas e com pesquisas financiadas ao menos parcialmente por empresas interessadas nas mesmas, então seu conteúdo é sim restrito, mas tem alguns pontos importantes que deixaram passar: -De dentro da rede de uma universidade voltada a pesquisa, geralmente você tem acesso a este material, pois a universidade têm convênio com estas instituições, então se for aluno, você pode consumir este material legalmente. -Por mais que possamos questionar a questão do conhecimento científico ser restrito nestas universidades, temos de ver que não financiamos a pesquisa que lhe deu origem e sem esse financiamento ela nem existiria. Quando lemos um artigo científico não nos damos conta que para aquilo ser gerado foram necessários anos de pesquisa, coleta e processamento de dados e claro, bastante dinheiro. Não é injusto que cobrem por esse trabalho. Por mais que o governo americano invista sim dinheiro público em suas pesquisas, é uma questão da universidade liberar ou não acesso a sua base de conhecimento. -É discutível pegar artigos científicos e espalhar na deep web como universalização do mesmo, digo isso porque é muito difícil mesmo para pesquisadores de determinada área as vezes consumir esse material, imagina para pessoas que não têm conhecimento na área. Vemos por exemplo diariamente jornalistas que volta e meia leem algo relacionado a um artigo e tiram conclusões absolutamente fantasiosas, não entendem nem o resumo. Imagina o grande público que tem dificuldades de interpretar texto, e não estou falando só do Brasil, estou falando de Estados Unidos sim, regiões da Europa, etc. -Escutei mais ou menos isso "Qualquer um hoje tem acesso a se tornar expert, todo mundo tem um celular e pode pesquisar..." SE essas pessoas utilizassem este conteúdo que falaram, talvez vivêssemos num mundo bem melhor. Mas a realidade é que os que hoje se acham "iluminados" e "esclarecidos" seguem cegamente gurus que pregam tautologias diversas que não tem absolutamente nada de científico. A internet deveria disseminar conhecimento. Não funcionou, gente que se acha inteligente dissemina pseudociência de gurus e espelha ódio como se não houvesse amanhã (Só para não existir possibilidade de interpretação ambígua, isso não é uma crítica ao seu cast, claro).
Andrei Fernandes
Finalmente, vamos escutar sobre a DW com gente que entende de verdade...
Louis
=)