Início » Legislação » Câmara aprova projeto de lei que proíbe Uber em SP

Câmara aprova projeto de lei que proíbe Uber em SP

Por
2 anos e meio atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

uber-app

Por 43 votos a favor e três contra, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou na noite desta quarta-feira (9) o projeto de lei 349/2014, que proíbe o funcionamento do Uber na capital paulista. De autoria do vereador Adilson Amadeu (PTB), o projeto já havia sido votado em junho e precisava passar por uma segunda votação antes de seguir para a sanção do prefeito Fernando Haddad.

Apenas os vereadores José Police Neto (PSD), Mario Covas Neto (PSDB) e Toninho Vespoli (PSOL) votaram contra a proibição do Uber. A sessão foi acompanhada por taxistas, que levaram carros de som e soltaram fogos de artifício após o resultado da votação. O Uber, por sua vez, fez uma projeção na Câmara Municipal com a frase “Você tem direito de escolher como andar por São Paulo”.

Uber faz projeção durante a votação na Câmara (Foto: Tiago Silva)

Uber faz projeção durante a votação na Câmara (Foto: Tiago Silva)

Por enquanto, o Uber continua funcionando na cidade. Em nota, a empresa diz: “Infelizmente, em sua decisão de aprovar em segunda votação o Projeto de Lei 349/14, os vereadores de São Paulo cederam à pressão de uma categoria e ignoram os interesses da sociedade. O texto do projeto mudou, e agora conta com um artigo que afirma que serão conduzidos estudos para o aprimoramento da legislação do transporte individual e a compatibilização de novos serviços e tecnologias com o serviço de táxi. Acreditamos que o debate é o caminho para usar a tecnologia à serviço da cidade e garantir o direito de escolha dos cidadãos”.

O projeto de lei será enviado à Prefeitura em até 10 dias, segundo o G1. A decisão final estará nas mãos do prefeito Fernando Haddad, que terá 15 dias para sancionar ou vetar o texto.

Mais sobre: ,