A Asus lançou nesta quinta-feira (1º) dois smartphones para competir no concorrido segmento de intermediários: Zenfone Go, um aparelho para substituir o antigo Zenfone 5; e Asus Live, com TV de alta definição. Eles custam R$ 799 e R$ 849, respectivamente, com processadores MediaTek, 2 GB de RAM e Android 5.1 Lollipop.

As especificações de hardware do Zenfone Go são bastante familiares para quem conhece o Zenfone 5: 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento interno (com entrada para microSD de até 64 GB) e tela IPS LCD de 5 polegadas com resolução de 1280×720 pixels. As resoluções das câmeras são de 8 megapixels (traseira) e 2 megapixels (frontal).

zenfone-go-4zenfone-go-1zenfone-go-3

O chip Intel Atom saiu para dar lugar a um MediaTek MT6580, com quatro núcleos Cortex-A7 de 1,3 GHz — é um processador mais simples, com arquitetura ARM de 32 bits e desempenho comparável ao Snapdragon 400. Acredito que essa mudança reflita na melhoria da duração da bateria (que não aumentou de capacidade: são 2.070 mAh), um dos pontos fracos do Zenfone 5.

Aliás, o próprio Marcel Campos, diretor de marketing e produto da Asus, diz: “Se compararmos o Zenfone Go ao Zenfone 5, modelo lançado em 2014, temos o dobro de autonomia de bateria por conta de maior eficiência energética”. Outra melhoria está no design: apesar de manter a tela de 5 polegadas, as bordas ao redor do display estão mais compactas (yay!) e a espessura diminuiu.

Asus Live

asus-live-1

Já o Asus Live é um smartphone feito exclusivamente para o mercado brasileiro (e nem carrega a nomenclatura Zenfone). Apesar disso, o hardware é basicamente o mesmo do Zenfone Go, com a adição da TV digital de alta definição. Essa é uma característica que começou a se popularizar apenas recentemente (no Moto G de 3ª geração e alguns aparelhos da Samsung) e faz muita diferença em relação ao 1-Seg de 320×240 pixels.

O aplicativo de TV é um dos mais completos e intuitivos que já vi, apesar de ter engasgado algumas vezes. É possível consultar a grade de programação de todos os canais, trocar a faixa de áudio e gravar o que está sendo exibido no momento. Naturalmente, se não houver recepção de TV digital em alta definição, você pode assistir aos canais 1-Seg.

É um aparelho bastante compacto e, logo de cara, é possível notar uma grande diferença em relação a qualquer Zenfone: os botões são virtuais, exibidos diretamente na tela, o que também ajuda a economizar espaço. Além disso, ao retirar a tampa (que sai bem mais facilmente que no Zenfone 5), temos acesso a uma bateria removível de 2.070 mAh.

asus-live-2asus-live-3asus-live-4

Segundo a Asus, a partir de agora, todos os aparelhos da marca terão no mínimo 16 GB de espaço interno. Mas ainda não chegou a hora do 4G: os smartphones acessíveis da Asus continuarão acessando apenas redes 3G, com suporte a dois chips.

Quando chega?

O Zenfone Go estará disponível a partir das 20h desta quinta-feira (1º) na loja online da Asus e nos varejistas, enquanto o Asus Live chega até o final de outubro.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Wede

Estamos praticamente no final de 2016, e cadê o 4G no Brasil? então do que adianta pagar mais caro por um aparelho que tem 4G se não encontramos o sinal 4G em todas as regiões e de boa qualidade? sem falar que hoje em dia a maioria usa mais o Wi Fi do que 3G e 4G.

Michael Giusepe Marchi
Zenfone Live é 'capado', não comprem!
Paulo Rocha
É uma boa opção para quem está meio sem grana e gosta de smartphone de tela grande.
dan_jacques
Na vdd roms customizadas já existem, e bem estáveis (uso a Resurrection Remix no meu ZF2 4GB). O Atom é potente pra caramba!
dan_jacques
MT6580? Po, se é pra usar um Mediatek quad, pega pelo menos um MT6732, que usa o Cortex A53. Até porque ele é mais eficiente (já que esse é o "foco" dessa nova linha da Asus), suporta instruções ARMv8 64 bits (que poderiam ser usadas num eventual sistema 64, já que eles têm 2GB de RAM) e suportariam, em tese, 4G. Po, tem o Quantum Go disponível que dá uma surra de jeba mole no ZF Go no mercado brazuca.
Luis Foda
Podem me responder se o Zenfone Go é bom em jogos e músicas?Vem com fones de ouvido?
Emanuel Schott
A cobertura 4G ainda é escassa no Brasil. Tá demorando mais pra interiorizar do que o 3G demorou, acho que por isso ainda valha a pena vender aparelhos sem essa tecnologia.
Jedielson Almeida
Selfie custa 1299, nem de perto é concorrente.
?Michael
2015, quase 2016 e empresas insistem em apenas 3G. Gostei bastante desse Asus Live mas este pequeno detalhe incomoda muito.
Bruce Killer
Sem sombra de dúvidas isso é um fato. O negócio da Xiaomi é mais entusiasmo do que mercado, fizeram um exercito de fanboys antes mesmo de chegarem ao Brasil...
Mario Junior
Essas bordas... Esse processador...
Uberdam Andrade
Como não detenho conhecimento sobre expansão de mercado, não posso tecer um comentário técnico, mas vejo que a Asus (lembrando que a empresa opera no Brasil há mais tempo), abriu um leque maior do que a Xiaomi entre as novas marcas em expansão no Brasil. Seria interessante ver a Xiaomi lançar mais um aparelho no mercado.
Paulo Higa
São ótimos, mas tem má fama por causa do consumo energético (e pelo pessoal que gosta de instalar ROMs customizadas). Zenfone 5 tem Atom, bateria de 2.050-2.110 mAh e autonomia ruim. Zenfone 2 tem Atom, bateria de 3.000 mAh e autonomia ok, bem abaixo do que se espera de uma bateria tão grande.
Anakin
Porque a birra toda com processadores da Intel? Eles são tão ruins assim?
Barbara Oliveira
Tudo Muito lindo... Mas sobre a bateria só acredito vendo! A do Zenfone 5 é patética, se realmente melhoraram este qusesito os aparelhos valem muito a pena, tem boa configuração e a TV é um chamativo.
Exibir mais comentários