Início » Jogos » Xbox One ficará mais caro no Brasil

Xbox One ficará mais caro no Brasil

Avatar Por

Parece que o jogo virou para a indústria de eletrônicos no Brasil: em mais um episódio de “apesar da crise”, a Microsoft divulgou a nova tabela de preços para seus consoles em solo tupiniquim. A partir de 1º de novembro, tanto Xbox One quanto Xbox 360 terão um reajuste de cerca de 25% em seus valores.

Considerando a flutuação do dólar desde a chegada do console no Brasil, o novo valor da versão de entrada (sem Kinect) do Xbox One, de R$ 2,5 mil (25% mais caro do que na época de seu lançamento), ainda fica abaixo da variação. Em 2013, quando o modelo chegou ao país, a moeda americana valia R$ 2,20, tendo valorizado aproximadamente 75% (considerando a cotação atual de R$ 3,93).

Xbox One - Joystick

O Xbox 360, produzido no Brasil, mas com componentes importados, passará de R$ 899 para R$ 1.119 com dois controles na versão de 4 GB. Já o console com HD de 500 GB poderá ser encontrado por R$ 1.499, ambos sem Kinect. A versão de entrada do Xbox One com Kinect passará a custar R$ 2.499 e o novo modelo de 1 TB, R$ 2.899.

Em comunicado, a Microsoft diz: “Os produtos em estoque irão permanecer no preço sugerido anterior até primeiro de novembro. Conforme introduzimos os novos produtos em outubro, esses consoles vão refletir nossos novos preços sugeridos. Esta não é uma decisão que tomamos facilmente, já que sabemos que gerará um impacto direto e real sobre nossos consumidores no Brasil. No entanto esta é uma necessidade para o nosso negócio, para que possamos continuar a entregar a experiência de Xbox que os fãs conhecem, amam e esperam de nós”.

A Microsoft será representada durante a Brasil Game Show, feira de videogames que se inicia na quinta-feira (8), por Phil Spencer, chefe da divisão de Xbox. Fique ligadinho por aqui, para mais informações. 🙂

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Leonardo Caldas

Oi Bruno,

Você tem razão e eu exagerei realmente no que diz respeito às duas gerações do console. Não sei onde eu estava com a cabeça quando fiz esses cálculos... ;).

Mas vamos lá: eu atualmente sou o tipo de jogador casual. Comprei, há uns 2 anos, uma GTX 680 que ainda hoje vem me atendendo bastante bem. Se, naquela época, eu tivesse feito um investimento em uma placa mãe duradoura e de boa qualidade (até fiz, mas dei o azar de ela ter dado defeito... O que a meu ver é outra vantagem do PC, já que tudo que eu precisei foi trocar a placa mãe, tendo a liberdade de escolher a que estava no meu orçamento no momento), provavelmente tudo que eu precisaria fazer hoje seria vender minha placa de vídeo e comprar uma nova, já que o resto iria se mantendo normalmente. E uma placa de vídeo é - geralmente - mais em conta que o console da geração corrente.

Placa de vídeo X memória X processador. Para mim esses sao os pontos chave da flexibilidade do PC em relação ao console. Montei minha máquina com 16 GB RAM. Vou tê-los por toda a sua vida útil... Tenho um Core i7 que está excelente para mim. Mas caso na época eu tivesse comprado um i5, nada me impediria de vendê-lo hoje e investir em um i7, já que a própria natureza customizável do PC me permite essa flexibilidade... O mesmo raciocínio vale para a placa de vídeo. Perceba que eu também não sou o tipo de pessoa para quem FPS faça assim tanta diferença (desde que não atrapalhe a boa experiência de jogo), mas você concorda comigo que em um PC eu poderia melhorar a experiência gráfica investindo um pouco mais no meu hardware, enquanto que com um console eu ficaria limitado ao que ele teve a oferecer no início de sua geração?

Quanto à questão da pirataria, seu raciocínio me parece funcionar até certo ponto. É que você concorda comigo que a proporção de games de XBOX 360 pirateados por exemplo é maior do que os originais comprados? Não vou entrar em números exatos porque não os tenho... Mas me parece que pelo menos esta proporção é ponto pacífico. E quando digo XBOX, o mesmo raciocínio vale para o PS3 também, em menor grau (vide Cobra ODE e X360key. Ambos funcionam maravilhosamente. Meu HD externo de 1TB de jogos de XBOX 360 é prova disso). Se seu raciocínio estivesse totalmente correto, não se venderia mais jogos de XBOX no país, correto? Portanto a pirataria é negativa independente da plataforma.

Concordo contigo com relação à qualidade muitas vezes ruins de jogos portados do console para o PC. Mas será que você poderia me dizer uma quantidade tão grande de ports ruins que faça uma pessoa desistir de um PC em favor de um console levando só este aspecto em consideração?

Quanto aos valores da Steam, me permita discordar. Vira e mexe vejo promoções de 40% off (e às vezes até mais vantajosas). Concordo que nesse caso há que se ter um pouco de paciência e sorte para pegar essas pechinchas. Mas não é muito diferente de ficar fuçando o Mercado Livre à cata de bons jogos usados, é?

Por último, tem um detalhe que eu comentei que acho que você não chegou a levar em consideração. Eu trabalho com PC. Desenvolvo software nele. Rodo 3 diferentes SO nele, sem contar o tanto de máquinas virtuais diferentes. É uma máquina em relação à qual o conceito de entretenimento transcende só "jogar". E muito dessas possibilidades vem justamente de eu ter feito um bom investimento nela. Eu continuo afirmando que não me seria possível fazer tudo isso em um console. Portanto o custo beneficio dela foi ótimo, a ponto de eu continuar afirmando que ele é bastante melhor que o que eu teria com qualquer console da atualidade.

Mas tranquilo. Achei interessante teu ponto de vista e concordo com ele em alguns pontos.

Leonardo Caldas
Oi Bruno, Você tem razão e eu exagerei realmente no que diz respeito às duas gerações do console. Não sei onde eu estava com a cabeça quando fiz esses cálculos... ;). Mas vamos lá: eu atualmente sou o tipo de jogador casual. Comprei, há uns 2 anos, uma GTX 680 que ainda hoje vem me atendendo bastante bem. Se, naquela época, eu tivesse feito um investimento em uma placa mãe duradoura e de boa qualidade (até fiz, mas dei o azar de ela ter dado defeito... O que a meu ver é outra vantagem do PC, já que tudo que eu precisei foi trocar a placa mãe, tendo a liberdade de escolher a que estava no meu orçamento no momento), provavelmente tudo que eu precisaria fazer hoje seria vender minha placa de vídeo e comprar uma nova, já que o resto iria se mantendo normalmente. E uma placa de vídeo é - geralmente - mais em conta que o console da geração corrente. Placa de vídeo X memória X processador. Para mim esses sao os pontos chave da flexibilidade do PC em relação ao console. Montei minha máquina com 16 GB RAM. Vou tê-los por toda a sua vida útil... Tenho um Core i7 que está excelente para mim. Mas caso na época eu tivesse comprado um i5, nada me impediria de vendê-lo hoje e investir em um i7, já que a própria natureza customizável do PC me permite essa flexibilidade... O mesmo raciocínio vale para a placa de vídeo. Perceba que eu também não sou o tipo de pessoa para quem FPS faça assim tanta diferença (desde que não atrapalhe a boa experiência de jogo), mas você concorda comigo que em um PC eu poderia melhorar a experiência gráfica investindo um pouco mais no meu hardware, enquanto que com um console eu ficaria limitado ao que ele teve a oferecer no início de sua geração? Quanto à questão da pirataria, seu raciocínio me parece funcionar até certo ponto. É que você concorda comigo que a proporção de games de XBOX 360 pirateados por exemplo é maior do que os originais comprados? Não vou entrar em números exatos porque não os tenho... Mas me parece que pelo menos esta proporção é ponto pacífico. E quando digo XBOX, o mesmo raciocínio vale para o PS3 também, em menor grau (vide Cobra ODE e X360key. Ambos funcionam maravilhosamente. Meu HD externo de 1TB de jogos de XBOX 360 é prova disso). Se seu raciocínio estivesse totalmente correto, não se venderia mais jogos de XBOX no país, correto? Portanto a pirataria é negativa independente da plataforma. Concordo contigo com relação à qualidade muitas vezes ruins de jogos portados do console para o PC. Mas será que você poderia me dizer uma quantidade tão grande de ports ruins que faça uma pessoa desistir de um PC em favor de um console levando só este aspecto em consideração? Quanto aos valores da Steam, me permita discordar. Vira e mexe vejo promoções de 40% off (e às vezes até mais vantajosas). Concordo que nesse caso há que se ter um pouco de paciência e sorte para pegar essas pechinchas. Mas não é muito diferente de ficar fuçando o Mercado Livre à cata de bons jogos usados, é? Por último, tem um detalhe que eu comentei que acho que você não chegou a levar em consideração. Eu trabalho com PC. Desenvolvo software nele. Rodo 3 diferentes SO nele, sem contar o tanto de máquinas virtuais diferentes. É uma máquina em relação à qual o conceito de entretenimento transcende só "jogar". E muito dessas possibilidades vem justamente de eu ter feito um bom investimento nela. Eu continuo afirmando que não me seria possível fazer tudo isso em um console. Portanto o custo beneficio dela foi ótimo, a ponto de eu continuar afirmando que ele é bastante melhor que o que eu teria com qualquer console da atualidade. Mas tranquilo. Achei interessante teu ponto de vista e concordo com ele em alguns pontos.
Daniel Lucena
Peguei a 1.199 o Bundle FIFA 16 + 1 TB de HD + 1 Ano de EA Access! Esses valores são só preço base mesmo, na real, ninguém(dos que visitam o TB pelo menos) paga 2,5k em um XBOX ONE!
Bruno Cavalcanti
Eu joguei o Tomb Raider gratuito no PS3 pela plus e paguei 7 dolares na versão PS4 numa promoção da PSN. The Witcher 3 e Batman foram lançados a 199 na Steam. (E o port do batman ainda teve q interromper as vendas, como todos sabem). Os preços estão se estabilizando em todas as plataformas, incluindo PC. Agora, sua máquina de 1200 reais comprada a 6 anos foi um achado viu.. Se ela rodou o Tomb Raider de 2013, vai rodar esse de 2015 também. São a mesma engine. Assim que for portado do Xone pra PC, vc já vai poder jogá-lo. Grava um vídeo pra eu ver o jogo rodando nela por favor. =) Mas quem não tem essa máquina sua de 6 anos atrás por esse preço, vai precisar gastar uma grana hoje.. E 1200 mal vai comprar a placa de vídeo. Faça as contas aí.. Em 7 anos, um PC gamer gasta MUITO, mas MUITO mais com hardware que um cara que comprou 1 ou 2 consoles.. Umas 10 vezes mais pelo menos. Talvez por isso eles tentem compensar isso com jogos e windows piratas. Mas se você compra o SO e os jogos (mesmo sendo da Steam), essa conta pode ficar absurda em comparação ao console gamer. Agora uma aposta. Salva esse link aqui pra me cobrar no futuro. Você falou que não da mais do que uns 2 anos pra essa geração. Vou te dar um crédito e subir pra 3 anos (50% a mais de tempo.). Se o PS5 ou X720 (o nome não importa) forem lançados antes de novembro de 2018 (matando a geração em 5 anos ou menos), eu te dou meu notebook comprado em 2012. (Estaremos em 2018, e você consegue utilizar bem máquinas com 6 anos de uso). Aposto em 2020 ou 2021 para a troca de gerações. 2019 se forem muito mercenários e realmente anteciparem. Agora 2017 cara, é tão otimista quanto o colega lá que vai usar um PC de 4k por duas gerações de consoles. .kkkkk E falando nele, o PC de 4 mil reais desse cara, lá em 2020 ou 2021, vai pra tia dele pesquisar doenças no google ou vai ser vendido por peso em alguma sucata.
Blahster

Muito bom post!
É isso, sem mais....

Luis Felipe Morcillo
Muito bom post! É isso, sem mais....
Louis
Alguém sabe se a Microsoft vai trazer o Xbox One Elite para o Brasil? Queria comprá-lo, mas a Microsoft não fala nada.
Thalita Oliveira
Será que eu espero a Black Friday ou compro o Xbox One nesse momento??
Porto Velho

Sei lá.. com R$2300você já monta uma bela maquina pra rodar games por uns dois ou três anos ou até mais. Talvez precise trocar uma placa aqui ou colocar mais RAM ali, mas tudo isso você tira no preço dos jogos. Comprei Tomb Raider completo esses dias por R$27 na Steam (e zerei num Athlon II x2, 2GB de RAM e 9400GT que paguei R$1200 a 6 anos atrás :v ). No console ele está custando R$100, mesmo preço dos lançamentos do PC.

E lembrando que a vida util de 6 anos do console começa no seu lançamento. Já se passaram dois desde que PS4 e Xbox One foram lançados (a preços muito maiores do que os atuais). Tanto Microsoft quanto Sony já deram declarações de que essa geração não vai durar a mesma coisa que a passada, ou seja, dou mais uns dois anos pros dois. Um computador de R$2300 aguenta dois anos tranquilamente.

Sobre a comparação feita com o Windows 2000, nessa época a lei de Moore valia. As coisas evoluiam muito rapidamente. Mas desde os ultimos momentos do Vista, tudo se estabilizou, tanto que esses mesmos PCs rodam o Windows 10, quatro versões posteriores, numa boa.

Emanuel Schott
Sei lá.. com R$2000 você já monta uma bela maquina pra rodar games por uns dois ou três anos ou até mais. Talvez precise trocar uma placa aqui ou colocar mais RAM ali, mas tudo isso você tira no preço dos jogos. Comprei Tomb Raider completo esses dias por R$27 na Steam (e zerei num Athlon II x2, 2GB de RAM e 9400GT que paguei R$1200 a 6 anos atrás :v ). No console ele está custando R$100, mesmo preço dos lançamentos do PC.
Bruno Cavalcanti
Olá Theo. Eu entendi o que ele quis dizer, apesar dos exageros. Mas continuo discordando. Vamos analisar com uma geração apenas então que tenha durado 7 anos. Ao término da geração passada, eu tenho um PS3 e comprei um PS4. Ao término dos 7 anos, você tem um PC ou notebook gamer ativo ainda? Reitero: Se você não fizer upgrades a cada 2 anos, você não consegue rodar os jogos lançamentos. Mas meu ponto nem é esse. Meu ponto principal é o custo disso pra se ter quase o mesmo. O Skyrim, que é um puta jogo, cheio de Mods lindos pra PC e etc, pode ser rodado tranquilamente num PS3 (e o jogador terá toda a experiência do jogo, num equipamento de quase 10 anos atrás e que custa hoje 99 dolares. Pega um PC de 2005 e tenta rodar SKyrim. Se brincar ele nem roda no Windows XP. Poder fazer outras coisas não é vantagem pra mim. O PC acaba por não ser especialista em nada. Não foi feito pra games, mas roda games. (Com muito custo, financeiramente falando). Eu prefiro a especialidade. Um console com SO, hardware, memória e GPU focadas para a experiência gamer. E uso um Mac para trabalho, produtividade. Essa CPU de 4 mil reais do colega aí, não vai dar conta de acompanhar um PS4 até o fim da geração (com certeza absoluta) e custou 3 vezes mais. Agora imagina os colegas que gastam 10 ou 15 mil reais num PC gamer (vício do FPS)?. Voltando ao raciocínio, no final da geração do PS3, eu tive que comprar um PS4 por 1500 reais. (hoje ta um pouco mais, mas enfim..) E quanto o colega vai ter que gastar pra ter um PC que se equipare ao PS4, partindo de uma máquina de 2007? (lançamento do PS3)? Alguns detalhes extras.. em 7 anos você provavelmente, caso não seja um adepto da pirataria, terá comprado 3 ou 4 sistemas operacionais novos. Esse é outro custo que um console não tem. Além disso, enquanto o sistema do console é aperfeiçoado ao máximo para games e experiência da comunidade online, o Sistema operacional do PC é atualizado apenas pra tentar se manter estável, com menos travamentos. Resumindo, PS4 e Xone vão fazer 2 anos de vida e estão em início de geração. Muita gente que tem PC gamer de 2013 já está procurando novas peças. Ou mesmo que ainda não estejam, terão que fazer isso em breve. A pergunta que te faço é: Quantas pessoas você conhece que jogam hoje num PS3 ou X360? (hardwares de 9 anos atrás recebendo lançamentos como Metal Gear Solid 5 por exemplo). E quantas pessoas você conhece hoje que possuem um PC ou Notebook de 9 anos atrás, mesmo que ele ja tenha gastado 20 mil reais em tunning nesses 9 anos? Pois é.. Não acho que valha a pena, nem pra quem tem dinheiro sobrando. abs.
Theo Queiroz
Bem, duas gerações é exagero mesmo, mas dá pra montar um PC de 4 mil reais que dure o mesmo que uma geração de console, sim. A diferença ao meu ver (e que acho que foi o que o amigo aí em cima quis ressaltar) é que, ao término dessa "geração", o dono do console terá que comprar um novo e o dono do PC talvez só precise trocar um componente ou outro. Outro fator importante é o que também já foi citado anteriormente: o PC gamer não serve só para jogar, serve também para fazer tudo que um desktop convencional faz. Coisa que o console não serve para o mesmo.
Blahster

Cara, me desculpa, mas pra ter o grande diferencial em gráficos, resolução e FPS tão alardeados por PC gamers em relação aos consoles você precisará gastar muito mais do que R$ 4000,00 ou R$ 4500,00. E 2 gerações de consoles!? Fala sério... Daqui a 15~20 anos você não vai con

Luis Felipe Morcillo
Cara, me desculpa, mas pra ter o grande diferencial em gráficos, resolução e FPS tão alardeados por PC gamers em relação aos consoles você precisará gastar muito mais do que R$ 4000,00 ou R$ 4500,00. E 2 gerações de consoles!? Fala sério... Daqui a 15~20 anos você não vai conseguir nem rodar o sistema operacional em voga com um PC desses.
Bruno Cavalcanti
Cara.. uma geração de consoles dura em torno de 7 a 10 anos. Vamos pegar por baixo. Você está me dizendo que esse seu PC de 4000 reais vai aguentar pelo menos 14 anos? (ou mais?) Você sabe que 14 anos atrás foi o lançamento do Windows 2000 né? Uma máquina de 4 mil reais comprada no ano 2000 roda o que hoje colega? Na velocidade que as coisas evoluem, com sorte seu PC aguenta 2 anos sem necessitar de um upgrade. Você e eu sabemos que R$ 4.000 mil reais hoje (ainda mais com o dolar a 4 reais), não compra uma máquina tão robusta assim não. Respeito sua opinião. Mas considero o custo benefício de um PC gamer muito ruim. Paga-se muito caro pra se ter alguns FPS a mais. O custo por FPS é bizarro em alguns casos. Vejo gente com PC gamer de 15 mil reais nas assinaturas dos fóruns e se gabando que joga tudo a 60 FPS. Provavelmente foi dinheiro do pai porque se o cara fizer a conta, vai ver que o custo de cada FPS a mais que ele consegue é muito alto. Além do que, apesar de Steam estar ajudando a enfrentar isso, PCs não são muito interessantes pras produtoras devido a pirataria. Estou certo de que se consoles não existissem, jogos como GTA5 jamais existiriam também. (Quem vai gastar 500 milhões de dolares num jogo para PC que será 99% pirateado?). Este mesmo motivo é que faz também com que os jogos sejam desenvolvidos para console e portados para PC, na maioria dos casos. Alguns ports são bem feitos. Outros, desastrosos. Por último, os preços da Steam pra lançamentos não estão também tão atrativos mais. Se não me engano, do The Witcher 3 pra ca, vi muitos jogos sendo vendidos a 199 reais. Enfim, o que vale é a experiência de cada um. Mas eu particularmente, acho o PC Gamer um péssimo custo benefício. abs
Exibir mais comentários