Início » Computador » Apple aumenta preços de Macs no Brasil

Apple aumenta preços de Macs no Brasil

Novo iMac com tela Retina de 21,5 polegadas custa a partir de R$ 14.299.
Todos os MacBooks Pro possuem cinco dígitos no preço, inclusive o modelo antigo, com leitor de CD.

Paulo Higa Por

iMacs

Junto com o lançamento dos novos acessórios, a Apple elevou os preços dos Macs no Brasil nesta terça-feira (13). Os reajustes chegam com o novo iMac de 21,5 polegadas com tela Retina 4K, que será lançado no Brasil com preços a partir de R$ 14.299. Com a alteração nos valores, quem comprar um MacBook no Brasil terá que gastar no mínimo R$ 8.499, preço cobrado pelo MacBook Air de 11 polegadas com 4 GB de RAM.

Os MacBooks, que já eram caros no Brasil, estão ainda mais inacessíveis. A versão mais básica do MacBook Pro de 13 polegadas com tela Retina, com 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, pulou de R$ 8.499 para R$ 12.499. Quem quiser o modelo de 15 polegadas com GPU dedicada pagará R$ 23.499 — bem mais que os R$ 16.999 cobrados anteriormente.

Estes são os novos preços (entre parênteses, os preços anteriores):

MacBook Air

macbook-air

  • 11 polegadas, 4 GB de RAM, 128 GB de SSD: R$ 8.499 (R$ 5.899)
  • 11 polegadas, 4 GB de RAM, 256 GB de SSD: R$ 10.499 (R$ 6.999)
  • 13 polegadas, 4 GB de RAM, 128 GB de SSD: R$ 9.499 (R$ 6.499)
  • 13 polegadas, 4 GB de RAM, 256 GB de SSD: R$ 11.499 (R$ 7.699)

MacBook de 12 polegadas

macbook-12-inch

  • 8 GB de RAM, 256 GB de SSD: R$ 12.499 (R$ 8.499)
  • 8 GB de RAM, 512 GB de SSD: R$ 15.499 (R$ 10.499)

MacBook Pro com tela Retina

macbook-pro-retina

  • 13 polegadas 8 GB de RAM, 128 GB de SSD: R$ 12.499 (R$ 8.499)
  • 13 polegadas, 8 GB de RAM, 256 GB de SSD: R$ 14.299 (R$ 9.499)
  • 13 polegadas, 8 GB de RAM, 512 GB de SSD: R$ 16.999 (R$ 11.499)
  • 15 polegadas, 16 GB de RAM, 256 GB de SSD: R$ 18.999 (R$ 13.999)
  • 15 polegadas, 16 GB de RAM, 512 GB de SSD, Radeon R9 M370X: R$ 23.499 (R$ 16.999)

MacBook Pro de 13 polegadas (sim, aquele com leitor de CD)

macbook-pro

  • 4 GB de RAM, 500 GB de HD: R$ 10.499 (R$ 6.399)

iMac (todos os modelos são novos)

imac

  • 21,5 polegadas, dual-core, 8 GB de RAM, 1 TB de HD: R$ 10.599
  • 21,5 polegadas, quad-core, 8 GB de RAM, 1 TB de HD: R$ 12.499
  • Retina 21,5 polegadas, quad-core, 8 GB de RAM, 1 TB de HD: R$ 14.299
  • Retina 27 polegadas, quad-core, 8 GB de RAM, 1 TB de HD: R$ 16.999
  • Retina 27 polegadas, quad-core, 8 GB de RAM, 1 TB de HD híbrido: R$ 18.999
  • Retina 27 polegadas, quad-core, 8 GB de RAM, 2 TB de HD híbrido: R$ 21.999

Mac mini

mac-mini

  • 4 GB de RAM, 500 GB de HD: R$ 4.799 (R$ 3.599)
  • 8 GB de RAM, 1 TB de HD: R$ 6.799 (R$ 4.899)
  • 8 GB de RAM, 1 TB de HD híbrido: R$ 8.799 (R$ 6.899)

Mac Pro

novo-mac-pro-frontal-traseira

  • Xeon quad-core, 12 GB de RAM, 256 GB de SSD: R$ 30.999 (R$ 21.999)
  • Xeon hexa-core, 16 GB de RAM, 256 GB de SSD: R$ 36.999 (R$ 27.999)

É bizarro que a Apple ainda venda o antigo MacBook Pro de 13 polegadas, com processador desatualizado, disco rígido e GPU integrada em pleno ano de 2015 — ainda mais por um preço tão alto, de R$ 10.499. Mas o que mais me causa estranheza é o Mac mini: ele não sofre melhorias há tempos e seu preço inicial simplesmente não faz sentido; nos Estados Unidos, o computador “de entrada” custa a partir de US$ 499.

Com exceção dos novos iMacs, todos os computadores da Apple já podem ser comprados na página brasileira da Apple. Ou não.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

thiago Oliveira
Como sempre os preços são exorbitantes pra nois do Brasil! :-/
Giovanni Candido da Silva
Também dei sorte de pagar 3200 no macbook pro de 2011, fiz upgrade de memória para 8GB e coloquei SSD de 256GB. A única coisa que me dá nos nervos é esse cabo flat vagabundo que dá problema todo ano, os preços de hoje são surreais, gostaria de saber quem compra um negócio desse? Se não for uma empresa que precisa de um OSX para algo específico, meu amigo tem que ter muito dinheiro sobrando.
Ibrahim Cássio
Minha nossa, não tinha percebido o erro! Obrigado :)
Renan™
USUHAUSHAUSHAUS Não exagera :P
Renan™
Aumento de preços não é considerado prática abusiva de forma alguma, afinal não interfere na vida do usuário (já que ele nem mesmo comprou... como reclamar então?). Não há desequilíbrio financeiro na aquisição, exatamente porque vc já sabe o preço antes de comprar.
Renan™
Sacrifício de Abraão*** #LOL
Renan™
Eu queria... mas o fogo é que não há um leitor de epub decente com marcadores de texto e notas pop-up.
Renan™
Estou esperando lançarem o Iphone 365 pra ver se consigo comprar o Iphone de 1ª geração,
Renan™
Champs, Valorização do dólar não entra na equação não?
Eduardo Borges de Souza

A Apple está quase como o nosso governo, nos cobrando caro por tudo. A diferença é a ausência da obrigatoriedade na aquisição de seus produtos.

Eduardo Borges de Souza
A Apple está quase como o nosso governo, nos cobrando caro por tudo. A diferença é a ausência da obrigatoriedade na aquisição de seus produtos.
Bruno Cavalcanti
Tenho um MBA Mid 2011 com 4 GB de Ram. Paguei R$ 3.649,00 na época. Nunca formatei, nunca deu problema, nunca travou e os OS agora são todos gratuitos. Os componentes são de primeiríssima qualidade e não consigo usar nenhum note de outra marca. Mesmo os Dell de 5 mil reais são ruins pra mim. O Trackpad dos Macs é surreal. Faz o mouse ficar obsoleto. Mas.... R$ 9499 (preço desse mesmo Mac a partir de agora) não da.. Por melhores que sejam, não da pra comprar Apple no Brasil mais. Mesmo com o dolar a 4 Dilmas, prefiro pagar 900 dolares lá fora a vista e trazer. Mas isso é pra quando eu for trocar né, porque o meu MBA 2011 ta tinindo.. e com sobras pro meu uso. abs.
Tiago Coimbra de Araújo
kkkkkkkkkkkkkkkk, to nem ai... Não sou manipulado pelo marketing APPLE, posso comprar tecnologias superiores nos concorrentes pelo mesmo preço. :D
Felipe

Entendam uma coisa: A Apple pouco se importa com países de terceiro mundo, ainda mais com o governo lixo que deixa eles pintarem e bordarem. Pior que isso são os otários que vão lá e compram simplesmente por ser da marca da maçã. Sempre fui fã do iPhone, já tive dois, hoje uso android. É uma pena que coisas como estas me fazem ficar cada vez mais longe da Apple.

Felipe Goulart Athayde
Entendam uma coisa: A Apple pouco se importa com países de terceiro mundo, ainda mais com o governo lixo que deixa eles pintarem e bordarem. Pior que isso são os otários que vão lá e compram simplesmente por ser da marca da maçã. Sempre fui fã do iPhone, já tive dois, hoje uso android. É uma pena que coisas como estas me fazem ficar cada vez mais longe da Apple.
Exibir mais comentários