Início » Computador Mobile » Tecnocast 031 – O futuro da computação pessoal

Tecnocast 031 – O futuro da computação pessoal

Por
1 ano e meio atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Estamos utilizando os dispositivos de forma diferente, e essa mudança está fazendo vítimas no mundo da tecnologia. Grandes empresas estão se reinventando e lançando novas categorias de produtos para tentar se adaptar ao mobile first.

031

No episódio de hoje vamos conversar sobre esses devices e debater o papel de cada um deles. Clica no play e vem com a gente!

Participantes

Guia Semanal

Caixa Postal

Mande a sua mensagem: tecnocast@tecnoblog.net

Tecnogrupo

Participe do grupo de discussão do TB no Facebook.

Assine o Tecnocast

Edição e Sonorização

O Tecnocast é editado por Rádiofobia Podcast e Multimídia.

Arte da Capa

Arte da capa por Paulo Moraes.

  • Kleverson Marques Bernardo

    Achei muito interessante o fato de que, pela primeira vez, quem NUNCA teve vontade de ter um Windows Phone começou a pensar no fato.

  • Tenho um notebook da Positivo comprado em 2012. Em 2013 comprei um Mac Pro e abandonei o notebook um pouco, pois sempre trabalhei de casa. Esse ano passei a precisar dele e está me atendendo normalmente em questão de desempenho no Windows 10.

    A configuração dele é um Pentium Dual Core 2.3Ghz e 4GB Ram DDR3 e na época custou R$ 899 na Ricardoeletro

    Meu irmão comprou um Lenovo para ele esse ano e custou R$ 1399 e é um Core i3 1.7Ghz(2 núcleos, sem turbo boost) com 4GB de Ram DDR3. O meu é antigo, mais rápido, mais leve e foi barato.

    Devido isso que estou mantendo o meu ao invés de comprar um novo. Pois está tudo caro com um desempenho muito baixo.

  • Rodrigo Guimarães

    HP diz que tem meio bilhão de notebooks com 4 anos ou mais?! Essas maquinas devem ser de outras marcas porque os dela estão difíceis de durar todo esse tempo.

    O meu(HP) deu problema no HD com um pouco mais de 1 ano, depois na placa mãe. De um amigo a bateria deu pau em menos de 1 ano e ele conseguiu trocar, depois a placa morreu. De um primo e de uma amiga as dobradiças quebraram e a bateria também se foi, acho que eles abriram muito mão de qualidade pelo preço, tomara que voltem a fazer maquinas excelentes.

    Meu pai tinha um Acer de uns 7 anos atrás e funciona perfeitamente, trocou apenas pra pegar um DELL que é bem mais leve e fino, mas como foi dito no programa, a tela do DELL parece ser inferior ao do Acer. Vai entender.

    • Firmino Gomes

      Vdd. os únicos HP que ainda tão funcionando da HP com mais de 3 anos são os Pavillion Pro Book. O resto com 2 anos pifa.

  • Ricardo – Vaz Lobo

    Quem aí tem a voz do Júnior Lima? É o Higa?

  • Eu tenho um VAIO que comprei em 2010 e roda bem o windows 10 mas não é uma maravilha, para navegar na internet está de bom tamanho.

  • leoleonardo85

    Eu tenho um Vaio que comprei em Abril de 2013, é um Note grande, com tela de 17polegadas, pesado, tem um Core i7 e Placa de vídeo de 1GB.

    Me atende bem pra quase tudo que faço nele, por se tratar de um 17 lentidão é algo que só vejo nele se me arrisco a editar vídeos nele, fora isso tudo funciona muito rápido.

    Trocaria ele por um Notebook com configuração mais modesta? Sim, mas junto viria um Desktop parrudo pra manter em casa.

  • Emanuel Schott

    Hoje tenho como computador principal um Asus T100. Ele mata toda a conversa de que hibrido precisa custar o olho da cara. Paguei R$1000 nele a 6 meses atrás e me atende muito bem. Não comprei muito por ter tela destacável (apesar de hoje utilizar muito isso pra assistir filmes), mas sim por ser leve, pequeno e com ótima duração de bateria (chega a durar 10hs mesmo com o teclado acoplado), tudo isso com desempenho aceitável, coisa que os netbooks deveriam ser e falharam.

    Mas como disseram, também sou um dos que usam mais o smartphone do que o PC.

  • Só lembrando que o Surface Pro 4 tem versão com até 16gb RAM e 1tb de ssd. O mesmo processador utilizado nele, é o mesmo do Surface Book. Não sei se acho isso bom ou ruim. Queria o Surface Book com processador um pouco mais potente, mas ele é bem fino (sem contar o teclado), então dá para entender. Apenas 7.4mm ou 7.6mm se não em engano.
    E levando em conta que o SP4 tem uma resolução inferior ao Book, não duvido que o SP4 seja mais potente graficamente (sem contar a versão com GPU dedicada).
    E, SP4 tem ventoinha, assim como Surface Book, mas segundo andei lendo, a ventoinha fica *desligada* o tempo todo praticamente. Só liga quando vai jogar ou algo mais pesado. Acho que o Skylake está bem eficiente energeticamente.
    Eu sinceramente, queria um SP4. Usaria ele para praticamente tudo, mas em alguns momentos iria colocar ele na dock, e monitor. Não estou vendo muita necessidade para um “desktop”, a não ser que seja para algo BEM potente.

    E quanto ao Continuum (funciona sem o dock, wireless), a maioria das decisões atuais do Windows 10 foi do Ballmer ainda.

  • http://www.celular007.com.br

    Como rastrear um celular – http://www.celular007.com.br

  • Ricardo Berlim Fonseca

    Bom, eu já me sinto velha guarda, pois ainda prefiro o bom e velho micro de mesa. Trabalho com redes, e pra manter meu esquema de monitoração de redes funcional tenho uma workstation Dell com 2 monitores de 20. Gosto tanto do teclado tamanho normal e do mouse que inclusive a primeira coisa que faço ao chegar é sincronizar o whatsapp web, só pra não precisar responder maldito teclado touch do celular 😀
    Ainda tenho um segundo desktop rodando windows em um PC montado (veja só) para fazer algumas coisas sem precisar de dual-boot e claro, um eventual joguinho de horário de almoço (está equipado com uma Radeon 6870)

  • Leandro Alves Calegalim

    Igual a ideia do Ricardo, não troco meu desktop por um Smart. Acho péssima a ideia de fazer transição, ou sequer pensar de tirar os desktops de mercado. O PC de mesa sempre fez mais tarefas que um Smart. Sempre gostei de trocar placas, fazer upgrade, e isso tem resultados no uso do computador. Não posso fazer gravações de analógico para digital em um Smart, jogos pesados, a liberdade de usar o bom teclado e mouse. Touch é para quando está fora de casa, ver whatsapp, bater foto, aquela função inovadora de “telefonar” á outros. Espero que o mercado no geral não faça a besteira de não investir em computadores de mesa, pois são mais robustos, coisa que smarts já não são.

  • Leandro Alves Calegalim

    Quem não teve um Pentium II 200 Mhz de processador não sabe nada do que é um PC desktop lento….então pensa bem antes de dizer que qualquer pc atual é lento ou tachar desktop como ruim

    • Firmino Gomes

      Lembra dos fornos elétricos chamado AMD-K6-2? Eram até razoáveis em desempenho, mas aquele maldito chip exposto 🙁

  • Antonio Francisco de Souza

    Comprei um Itautec há 6 anos atrás e até hoje não deu problema. Ventoinha e bateria original de fábrica. Digo porque são parte que dão problema primeiro.
    Quando comprei disseram: nossa, logo você comprou essa porcaria?
    Os Dell, HP e Sony Vaio deles da época já deram um monte de problemas.
    Meu Itautec? perfeito.
    Por isso que acho uma absurdo alguém ficar dizendo. Tem que comprar um Surface Book pois o resto é lixo.
    Depende. Vai do uso da pessoa. E a “grande maioria absoluta” não precisa disso tudo.

    • Antonio Francisco de Souza

      Gente. São 5 anos. Comprei em 16 de agosto de 2010. Então já fez 5 anos.

  • Antonio Francisco de Souza

    Um celular que faz tudo e o que será do notebooks?

  • Antonio Francisco de Souza

    O Ubuntu Linux touch mobile pode ser celular e desktop numa boa. E já tem essa ideia há 2 anos.

  • Antonio Francisco de Souza

    Estou aqui pensando qual será o próximo “boom”.
    Em algum momento dentro dos próximos 5 anos empresas loucas sem saber o que fazer para balancear vendas de notebook e celulares que viram desktop e até notebooks.

  • Taichou12

    Tenho um notebook da samsung de 4 anos, 8G de memória, um i5 de segunda geração e 500G de HD. Ainda me atende muito bem, ainda mais agora com o windows 10 ta voando baixo.

  • Firmino Gomes

    Tenho um CCE comprado no carrefour i3 1a. geração de Novembro de 2011 , e custou 899 com uma mochila. Só a bateria que morreu, o resto tá funcionando. PS: teclado se fudeu também, mas a máquina em sí tá OK. E afirmo com toda certeza. CCE é melhor que Toshiba.

  • Astrobaldo Jr

    Acho que isso pode complementar esse podcast ou quem sabe até servir de reflexão para o próximo sobre nuvem. Abraços.

    http://www.androidcentral.com/examining-possibilities-android-only-strategy-across-phones-tablets-laptops-and-desktops

  • Pedro Zanini Pretto

    Tecnocast ótimo, mais uma vez. Parabéns! Tenho um Acer de 15″ comprado ao final de 2010, com um i5 de primeira geração, 4Gb de RAM e uma ótima e útil saída HDMI . Um note imtermediario para a época, com preço de intermediário. Tive de trocar o HD dele a cerca de 2 anos (culpa minha, ja que dei um soco no note, bem em cima do HD, em um momento combinado de pressa enorme em mim e do note com preguiça de trabalhar) e a bateria infelizmente já não segura mais carga a um bom tempo. A 1 ano e meio tive de abrir toda a carcaça dele e passar pasta térmica no processador, já que o bichinho parecia uma torradeira, e o desempenho saltou consideravelmente. Hoje ele voltou a esquentar demais, ficando bem lento quando está superaquecido, então acho que vou precisar passar pasta térmica novamente (acho que a que coloquei anteriormente é de má qualidade, pois foi muito baratinha. Alguma recomendacão, por acaso?). Fora o caso de superaquecimento costumeiro, que devo resolver com nova aplicação de pasta térmica, o velho Acer ainda me atende muito bem. Pouco uso ele ultimamente, já que passo o dia todo trabalhando em cima de um e a noite o que mais quero é distância do computador. Pro meu uso atual e condições financeiras, ainda me atende plenamente. Penso em trocar o HD por um SSD, caso compatível, e em dar um upgrade na RAM daqui a um tempo. Não vejo nenhuma necessidade em comprar um note novo, já que um com valor abaixo de 3k não apresentaria grandes novidades.

  • ThiagoDMG

    O pessoal do Blog Fstoopers fizeram uma comparação bem bacana e completa entre o SurfaceBook e o MacBookPro. Muito bacana e interessante. Analisando o design, funcionalidade, conforto e também posteriormente colocando as duas maquinas pra rodar programas mais parrudos como softwares de edição de imagem e vídeo (photoshop e premiere pro). Vale a pena ler/assistir: https://fstoppers.com/gear/surface-book-vs-macbook-pro-15-macbook-twice-fast-93596

  • Também vi umas novidades legais aqui:

    https://www.youtube.com/watch?v=EvOfpa6wJyY

    Pelo menos foi traduzido