Em tempos de elevação de impostos, eis uma boa notícia: o governo publicou nesta terça-feira (27) uma resolução no Diário Oficial da União que zera o imposto de importação para automóveis movidos unicamente a eletricidade ou hidrogênio. Antes da medida, que passa a valer imediatamente, a alíquota era de assustadores 35%.

Os modelos híbridos, como Ford Fusion e Toyota Prius, continuarão pagando o mesmo imposto dos veículos movidos a combustão, com alíquotas entre zero e 7%, dependendo da eficiência energética. A Câmara de Comércio Exterior (Camex) havia reduzido a tributação sobre os híbridos, que também era de 35%, em setembro de 2014, com o objetivo de incentivar o segmento e atrair investimentos nacionais.

Para se enquadrarem na isenção de imposto de importação, os carros elétricos ou movidos a hidrogênio podem chegar ao Brasil montados, desmontados ou semidesmontados. Eles devem ter autonomia de pelo menos 80 quilômetros com uma única carga, um requisito que praticamente todo veículo da categoria consegue alcançar.

BMW i3 terá isenção de imposto de importação

BMW i3 terá isenção de imposto de importação

Atualmente existem apenas 3 mil carros elétricos e híbridos no Brasil, pouquíssimo perto da nossa frota de 89,7 milhões de veículos (!). Pudera: os elétricos que circulam no país são o BMW i3, que foi lançado em 2014 por R$ 225.950; e o Nissan Leaf, usado em frotas de táxis, ainda sem preço definido no varejo. Por enquanto, não há automóveis movidos a hidrogênio no Brasil; a tecnologia ainda está engatinhando no Japão.

Com informações: Auto EsporteUOL Carros.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caleb Enyawbruce

Mesmo se a BMW repassasse todo desconto desse imposto ao consumidor, o que eu acho dificil, o carro ainda seria caro pra caramba. Espero que as montadoras comecem a produzir veiculos eletricos aqui, façam parcerias para instalacao de postos de recarga e tudo mais. Precisamos acelerar esse processo

Alex Batista Coelho
Este conto da carochinha novanente! Em 2014 o Toyota Prius recebeu 30% de isenção de impostos, mas só repassou 8% para o consumidor.
Gertrudes, a Lhama Morta

Queria ser adepto das bikes, mas na minha cidade tem tanto morro que eu morro(!) antes de conseguir sair da rua de casa.

Gertrudes, a Lhama
Queria ser adepto das bikes, mas na minha cidade tem tanto morro que eu morro(!) antes de conseguir sair da rua de casa.
Sandro Falk
Que beleza, porque o governo nao isenta o imposto sobre paineis fotovoltaicos e geradores eolicos e itens diversos que compoem o universo da energia alternativa? Fala-se tanto em crise aqui acolá e ninguem toca nesse assunto.
Luis Anderson Cerino Pires
Ainda que os governos federal, estadual e municipal zerem todos os impostos que existam ou venham a serem inventados, será a vez das montadoras então aumentarem os lucros pra estratosfera inventando todo tipo de conversa mole. Veículo elétrico no Brasil só bicicleta que tem bateria de carro na garupa e motor de liquidificador na corrente, o resto: Esquece!
Tiago Celestino
Mas tem gente que paga, ainda mais com consorcios etc...
fromRiften
Concordo 100%. Afetaria diretamente as pessoas com menos capacidade financeira. Tanto no interior, quanto nas capitais.
Arlindo Pereira
Enquanto isso, bicicletas continuam com mais de 40% de impostos.
Thiago Rabelo
Esse valor é com imposto.
Rodrigo Pereira Serêjo
com o preço da energia, o carro vai ficar parado
Eddy

Nada!
Agora que é a hora das vendas das bikes, você acha que eles vão perder mais essa boquinha?

Kafeh
Nada! Agora que é a hora das vendas das bikes, você acha que eles vão perder mais essa boquinha?
Thiago Sabaia
Se animem não que a conta de luz vai subir e todo mundo vai pagar pelo carro elétrico do vizinho rico.
Breno Ribeiro
Não necessariamente.
Exibir mais comentários