Câmera Ulo

Câmera de segurança inteligente. Você ainda vai ter uma. Pelo menos é isso que a quantidade crescente de projetos de crowdfunding para esse tipo de produto sugere. A Ulo é o mais novo deles, mas a campanha tem um apelo que, para muita gente, é quase irresistível: a câmera possui o formato de uma graciosa coruja que usa os seus grandiosos olhos para interagir com o dono.

Dá para usar a Ulo para diversos fins, como vigiar a sua casa ou monitorar os seus filhos enquanto você estiver no escritório. Para isso, basta instalar o app da câmera em seu smartphone ou tablet. Há versões para Android e iOS. Também dá para acessar o dispositivo remotamente via navegador.

Para a transmissão funcionar, é necessário conectar a corujinha à rede Wi-Fi da sua casa, como você deve ter imaginado. A câmera te enviará vídeos (em resolução full HD) e fotos sempre que detectar algum movimento ou quando você solicitar. Também dá para armazenar os dados em um cartão SD, em serviços como Dropbox ou em contas de email.

Ulo

A câmera em si e o sensor de movimentos ficam no que a gente pode considerar o bico da corujinha. O microfone também está ali. Mas a parte mais divertida são os olhos: cada um é feito de um painel LCD de 1,22 polegada criado originalmente para equipar smartwatches.

Os olhos são o instrumento de interação. Se você passar em frente à câmera, a Ulo te acompanhará com o olhar (você pode mudar a cor ou o desenho dos olhos a partir do aplicativo). Caso você use o IFTTT, dá para integrar a coruja com outros serviços para ela reagir de modo correspondente, por exemplo: se ela tiver sido integrada à sua agenda, a Ulo mostrará um olhar de entusiasmo no dia do seu aniversário; se um app de clima mostrar que está chovendo, a corujinha fará um olhar de tédio.

Há mais funções aí. Se a bateria estiver fraca (10% ou menos de carga), a Ulo fará um olhar cansado para indicar que você deve conectá-la a uma fonte de energia o quanto antes. Para não chamar atenção, os olhos ficarão desativados quando o modo de vigilância (Alert Mode) estiver ligado.

Eu gostei. Se é para ter uma câmera de monitoramento em casa, por que não torná-la elemento de convívio? Mas, mesmo para quem acha que isso é uma grande besteira, há vantagens no formato inusitado da Ulo: ela se integra ao ambiente doméstico com muito mais sutileza que uma câmera convencional, afinal, o dispositivo lembra um brinquedo ou um objeto de decoração.

Dá para deixá-la em cima da mesa ou grudá-la na porta da geladeira, por exemplo. A câmera tem uma base giratória que facilita a sua fixação tanto na horizontal quanto na vertical.

Câmera Ulo

Por que é legal? A Ulo é uma câmera inteligente de monitoramento que, por ter um simpático formato de coruja, se adequa muito bem ao ambiente doméstico.

Por que é inovador? Câmeras de monitoramento tradicionalmente são dispositivos sem graça (e invasivos), mas a proposta de interação da Ulo faz com que a sua presença no ambiente seja mais bem aceita.

Porque é vanguarda? Câmeras inteligentes estão surgindo aos montes. Mas a Ulo oferece um nível de interação e facilidade de uso que é difícil de encontrar em equipamentos do mesmo tipo.

Vale o investimento? O preço não é dos mais atraentes (ainda mais se fizermos a conversão para reais), mas está longe de ser abusivo: no Kickstarter, uma unidade sai por 149 euros (havia uma opção de 99 euros que ficou esgotada rapidamente). Há descontos progressivos se mais unidades forem adquiridas. Para quem precisa de uma câmera inteligente, essa é mesmo uma opção a se considerar.

Tamanha “fofura” deu resultado. A Ulo precisou de poucas horas para superar a meta de 199 mil euros. Na publicação deste post, a arrecadação já havia passado de 300 mil euros. E olha que falta mais de um mês para o fim da campanha.

A parte ruim é que botar as mãos numa corujinha dessas exigirá paciência: as entregas deverão começar apenas em novembro de 2016.

A internet das coisas

Arte por Marcel @grigio Müller

Internet das coisas. Você provavelmente vem ouvindo essa expressão há algum tempo, certo? Mas qual o real significado desse conceito? Estamos falando de novos gadgets? De geladeiras que fazem compras e acessam o Facebook? Será que você precisa mesmo disso? Para compreendermos melhor o assunto, discutimos a internet das coisas no Tecnocast 009. Dê o play e confira 😉

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ralf Medeiros
onde posso comprar ? quanto custa ?
tuneman
os olhos são o de menos. o proprio formato de coruja pode chamar a atenção de crianças.
Alex Oliveira
Para não chamar atenção, os olhos ficarão desativados quando o modo de vigilância (Alert Mode) estiver ligado.
Anakin
Achei irado, mas falta muito pra eu ter um desse, ainda mais morando no BR.
Gertrudes, a Lhama
"A câmera em si e o sensor de movimentos ficam no que a gente pode considerar o bico da corujinha. "
Keaton
Preço meio proibitivo.... mas ainda sim eu quero um par dessas corujas.
Bruno Sanzio
Quero.
tuneman
eu apostaria numa versão muito mais simples e barata. exemplo: uma estátua do buda com camera embutida. coloca uma conexão USB pra fazer a configuração inicial e o usuario programa ela como quiser. eu preferia ter algo que tirasse fotos ou filmasse com a detecção de movimento. essa coruja ai é tão chamativa que o ladrão pode roubar ou as crianças podem pegar pra brincar.
Feripe Hatsune
Uma duvida, onde exatamente ficam as câmeras? São nos olhos mesmo? Junto com o LCD, ou no "nariz". Se a internet das coisas seguir esse padrão, ou mais próximo disso, é venda garantida!