Início » Internet » Descanse em paz: Rdio entra com pedido de falência e será desativado

Descanse em paz: Rdio entra com pedido de falência e será desativado

O que sobrar do Rdio será comprado pelo Pandora por US$ 75 milhões

Paulo Higa Por

O Rdio foi um dos primeiros serviços estrangeiros de streaming de música a chegar ao Brasil, em 2011, sob o nome Oi Rdio. Ele também foi o primeiro serviço do gênero que assinei, numa época em que o Spotify ainda não operava no país e praticamente não existiam alternativas para ouvir música legalmente sem gastar o salário inteiro comprando álbuns em MP3.

Com o tempo, mesmo sendo pioneiro, o Rdio teve dificuldade de competir com os outros serviços de música, como Spotify e Deezer, que se expandiram mais rapidamente e captaram mais assinantes, inclusive no Brasil. O resultado não poderia ser outro: nesta segunda-feira (16), o Rdio anunciou que entrou com pedido de falência e vai descontinuar seus serviços nas próximas semanas.

rdio

As cinzas do Rdio, como as tecnologias e propriedades intelectuais, serão adquiridas pelo Pandora, outro grande serviço de streaming de música, por US$ 75 milhões. Parece até bastante dinheiro, mas o Rdio não lucrava e sobrevivia com grana de investidores, que já injetaram pelo menos US$ 125 milhões na companhia, segundo o TechCrunch. Nos bons tempos, ele chegou a ser avaliado em US$ 500 milhões — pouco perto dos atuais US$ 8 bilhões do Spotify, mas ainda assim bastante.

Os assinantes do Rdio não serão “transferidos” para os novos donos: o Pandora comprou a tecnologia, não o negócio. Mas a aquisição das propriedades intelectuais pode ser uma boa estratégia de expansão: aos investidores, o Pandora afirmou que deseja passar a oferecer não apenas seu serviço de rádio online, mas também streaming de música sob demanda e venda de ingressos para shows.

Esta também pode ser uma boa experiência internacional para o Pandora: atualmente, o serviço de rádio online funciona apenas nos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia, enquanto o Rdio está presente em mais de 80 países.

Mas é válido lembrar que nem o Pandora está bem das pernas: no último trimestre, o serviço teve prejuízo de nada menos que US$ 86 milhões (sim, mais do que eles pagaram pelo Rdio). Essas perdas são constantes entre os serviços do gênero: o Spotify sangra dinheiro até hoje e continua tendo prejuízos a cada trimestre, também sobrevivendo com dinheiro de investidores. E o Deezer "adiou" por tempo indeterminado seus planos de abrir o capital na bolsa, devido a "condições do mercado".

Espero que o Spotify, Deezer ou Pandora não sejam os próximos a fechar as portas.

E obrigado pelos peixes, Rdio!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ítalo

Sim e grande parte dos que usam gratuitamente têm condições de manter assinatura (que é baixa, por sinal) de um serviço de streamings. São sempre as mesmas desculpas: "Pra que pagar, se eu posso ter de graça?" O problema é que o pessoal não raciocina, não enxerga que, sem dinheiro, negócio algum se mantém e aí todos nós teremos que voltar aos tempos da pirataria, se isso prosseguir.

Filipe

Rdio era a melhor opção. Mas a ditadura da demanda popular é um saco.

Filipe Carvalho
Rdio era a melhor opção. Mas a ditadura da demanda popular é um saco.
Thalles
Poucas vezes tive problemas com o Rdio, e o spotify não é diferente, tem varios bugs, principalmente quando se ouve a musica em um lugar e controla pelo celular a troca das musicas. O Rdio pra mim era bem melhor, uma verdadeira rede social de musicas, podia até comentar sobre o artista, o sistema de shuffle era bem melhor, no spotify repete varias musicas, o modo de sugestão de artistas parecidos era bem melhor... enfim... uma pena que isso aconteceu com esse app. Spotify só tem nome....até o sistema de letras eles tiraram...
Bruno Marques
Streaming de música tem nome e se chama Google Play Music! Qualidade do áudio bem melhor que a do modinha Spotify (constatei isso com um bom fone de ouvido da Senheiser) e tem o melhor app: bela, limpa e organizada (mais uma vantagem sobre o Spotify) interface no estilo Material Design do Android, toca músicas via comando de voz "Ok Google", tem playlists, tem plano família, sugere músicas com base no que você costuma ouvir, na previsão do tempo, no período do dia (manhã, tarde, noite...), na localização (casa, trabalho...). É incrível! Sem mais.
Lisandro Do Amaral
vdd, desanimei.
Douglas Oliveira
O Deezer é modesto, mas fica atrás até do player que meu jurassico nokia X3 tinha. Não da pra alterar a ordem das faixas, não existe "reproduzir próxima" e sinceramente a única vantagem clara é de que não consome minha franquia já que é conveniado a TIM, que inclusive foi este o motivo de migrar do Spotify Premium para o Deezer.
Márcio
Negao a nova versao deixou ainda melhor o Radio, ta pagina princiapl. Da uma olhada.
SamueX
hahahahaha Concordo!
Domingos Teruel
Uma pena mesmo! Até hoje o Rdio é o meu serviço de streaming de música principal! Vou ficar usando até o final hehe. Depois vou voltar para o Apple Music. Spotify não me agrada muito pela falta de um acervo mais completo de música eletrônica e house, principalmente as de Djs internacionais, coisa que o Rdio faz com muito bom gosto.
Jambeiro

Já achei aqui, valeu.

Jambeiro

No Rdio tinha isso, você escolhia entre tocar só as músicas daquele artista, ou uma opção intermediária, ou o modo "aventura", que viajava legal.

Duzinfa
Já achei aqui, valeu.
Duzinfa
No Rdio tinha isso, você escolhia entre tocar só as músicas daquele artista, ou uma opção intermediária, ou o modo "aventura", que viajava legal.
Márcio
Cara o spotify tem esse msm serviço. Vc pode criar rádio de artistas, álbuns, playlist ou uma música. Pra isso é só clicar no menu (os "...") e clicar" criar rádio ". Ou vc acessa a sessão" Rádio" la vc pode criar as suas além de ter recomendações.
Exibir mais comentários