Início » Celular » Como é usar o Project Fi, a operadora de telefonia celular do Google

Como é usar o Project Fi, a operadora de telefonia celular do Google

Uma experiência com o Project Fi, serviço de celular do Google que usa duas operadoras para melhorar o sinal

Avatar Por

Talvez alguns não saibam, mas esse sapo que vos escreve mora nos Estados Unidos há alguns anos. Dentro desse período, acabei testando quase todas as grandes operadoras de telefonia celular que cobrem o país.

Primeiro a T-Mobile, por permitir a abertura de contas pré-pagas apresentando apenas o passaporte como documento e, posteriormente, AT&T, Sprint e Verizon. Mas há alguns meses ninguém menos que o Google entrou nessa brincadeira de prover serviços de telefonia móvel, através do Project Fi.

Eu gosto do serviço da Verizon, tanto a parte técnica quanto o atendimento ao cliente. Só que os preços estão ficando cada vez mais salgados, o que me levou à aceitar o convite do Google (#OrkutFeelings), portar meu próprio número do Google Voice e testar o Fi.

Abaixo você confere meu unboxing do Nexus 6P e um teste inicial de velocidade (com um pequeno erro: o Project Fi usa as redes da Sprint e da T-Mobile, não da Verizon; ignorem essa parte):

Em geral, quase todos os planos por aqui incluem chamadas e mensagens de texto ilimitadas, para qualquer número, de qualquer operadora e em qualquer estado. O que varia bastante, como pudemos ver no vídeo, é a qualidade do 4G, velocidade de upload e download, além da cobertura da rede.

Meu consumo médio mensal está em torno de 5 GB, mas para meus testes eu optei pelo plano de 2 GB de dados, que custa US$ 20, mais o pacote de voz, mensagens e atendimento 24 horas, que custam mais US$ 20. Com o valor da parcela do aparelho, noves fora, cai um dentro, somem as taxas locais, e o valor final chegou a US$ 67,10 por mês.

ProjectFiCustoMensal1200

Não é lá muito barato, se a gente converter para R$. Mas como quem converte não se diverte, ficamos com o bom senso em adequar esse valor ao poder aquisitivo local, o que faz desta mensalidade algo completamente dentro do aceitável.

Quais são os diferenciais?

Como comentei, eu portei meu número do Google Voice para o Project Fi. E o serviço do Hangouts, por exemplo, continuou exatamente o mesmo, ou seja, eu conseguia fazer e receber ligações a partir do computador e do smartphone usando os aplicativos convencionais.

A única coisa que eu notei de diferente é que o autenticador da verificação em dois passos (Google Authenticator) da minha conta principal passou a funcionar exclusivamente no Nexus 6P. Ok, não é o fim do mundo.

Agora, o que mais me surpreendeu foi como o Project Fi passeia entre as redes de telefonia da T-Mobile e da Sprint buscando sempre otimizar o serviço, de acordo com a cobertura local.

Outra coisa muito legal, e que está se expandindo cada vez mais aqui nos Estados Unidos, é a disponibilidade de redes Wi-Fi nas ruas. Cada uma dessas empresas tem sua forma de criar hotspots espalhados pela cidade. Com isso, o Project Fi consegue de uma maneira automágica continuar online e consumir cada vez menos o seu pacote de dados.

Mesmo durante uma pequena viagem que eu fiz de carro, acessando a internet a todo vapor, com leitura, emails e Waze durante a rota toda, o consumo foi muito abaixo do que eu esperava.

n6p_front_dados

Isso mostra que além dos controles de uma operadora de telefonia celular convencional, o Google inseriu todo um pacote tecnológico no Project Fi que torna simples o consumo significativamente menor do pacote de dados.

Quando cheguei ao meu destino, comecei a testar a performance do conjunto Nexus 6P + Project Fi. Eu estava uma região montanhosa da Georgia, no meio de um vale, fazendo trilha. Era perceptível que a rede alternava entre T-Mobile e Sprint, e por alguns momentos fiquei sem 4G, mas mesmo com sinal intermediário de antenas, a velocidade era satisfatória.

n6p_front_speed

ProjectFiRedeDetalhes1200

Um ponto que vale ser citado é a possibilidade de utilizar seu telefone em 120 países em roaming internacional, com custos fixos de US$ 10 por GB (mesma taxa dos Estados Unidos!), chamadas de voz a US$ 0,20 por minuto e mensagens de texto gratuitas.

Você também pode fazer chamadas via Wi-Fi, com custos variáveis de acordo com a localidade. Mas saiba que as velocidades do acesso a dados serão limitadas a 256 kb/s. É pouco? É! Mas é melhor que ficar completamente offline.

Então você vai migrar de vez para o Project Fi?

Pois é. Não.

Infelizmente ou felizmente, o valor do pacote familiar que a Verizon oferece ainda é mais vantajoso caso o cliente tenha mais de uma linha telefônica (se é que a gente ainda pode chamar algo sem fio de “linha”). O Google dá até 15 dias para o cliente cancelar o serviço e devolver o aparelho e foi isso que eu acabei fazendo.

Até nessa hora a empresa se mostrou eficaz. Liguei para a central afim de iniciar o cancelamento e disse que queria devolver o aparelho. Quando perguntado sobre o motivo, eu informei sobre a diferença de preços entre o Project Fi e o concorrente. A atendente, muito atenciosa e solícita, me pediu desculpas por esse fato e disse que a empresa sente muito em perder um cliente, afirmando que eles vão fazer de tudo para que essa situação melhore no futuro.

Além disso, ela me informou que eu poderia iniciar o cancelamento diretamente pelo aplicativo! Com um passo a passo super simples e intuitivo. Como não amar?

n6p_front_cancelamento

Em algumas horas o meu número do Project Fi já estava funcionando como meu Google Voice e tudo voltou ao normalidade.

Uma coisa é certa: se o Google conseguir encontrar uma forma de oferecer pacotes familiares, voltarei a pensar com muito carinho na oferta. Se a empresa passar a ter uma carteira de clientes mais expressiva, os concorrentes vão ter que se coçar. O que, no final, é bom para todos nós.

Ficou evidente que o Project Fi se trata muito mais do que um serviço trivial de telefonia com voz e dados

Uma última observação

Assim, como quem não quer nada e como todo geek curioso, antes de ativar o chip no Nexus 6P eu testei no meu Moto X de 2ª geração, desbloqueado e que funciona com a maioria das empresas de telefonia dos Estados Unidos. Para minha surpresa, ele aparentemente estava funcionando sem acusar nenhum erro. Por prudência, eu ativei o serviço utilizando o Nexus 6P.

No final dos meus testes e enquanto o Project Fi estava ativo, tentei colocar o SIM card de volta ao Moto X, que imediatamente pediu a senha de desbloqueio do chip e não funcionou mais.

Em alguns sites é possível encontrar usuários avisando para não ativar o serviço em outros aparelhos que não o Nexus, sob risco dele ficar preso à T-Mobile e perder a característica de flutuar entre a rede da empresa e a Sprint. Mas é interessante saber que, mesmo que de forma limitada, o SIM card funciona em outros gadgets desde que seja ativado nesses aparelhos.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

MarceloSPBrasil
Olá, Matheus! Se eu comprar um Google Pixel XL Project fi ele vai funcionar bem nas redes 3G e 4G aqui no Brasil, inclusive na rede 4G+? Sei que ele funciona na banda 28 da frequência 700MHz, a qual está começando a ser implantada por aqui, mas e as demais frequências? Não encontrei nenhuma informação a respeito nas minhas pesquisas. Obrigado pela atenção!
Jr. Malafaia
Não como o pessoal do Google consegue ser tão empreendedor, em tantas áreas diferentes, e com tanto sucesso. Muito legal!
Luis Gustavo
Interessante ver que algumas coisas estão melhorando aqui no Brasil, TIM oferecendo planos para outros estados e qulquer operadora sem diferença de preço, em seguida de OI (Enquanto a Vivo quer ficar discutindo com WhatsApp...) E a mesma ideia de Operadora virtual com a Porto Conecta, com planos sem limite dentro do seu local. Ainda falta uma mistureba de todos esses serviços para ter um nível razoavel se comparado com os Estados Unidos
Rodrigo Pereira Serêjo
- Poxa Google, seus serviços estão tomando muita banda das nossas redes em que cobramos para serem utilizadas, por isso acho que a solução é nos dar parte de seu faturamento. - então esse é o problema? não seja por isso, eu abro uma operadora, assim fica mais leve pra vocês - ué ;(
Matheus Gonçalves
Oi Alvaro! Você pode utilizar a caixinha de Subscribers, no canto inferior direito do site: http://toad.com.br/
Matheus Gonçalves
Oi Alvaro, tudo bem? Você pode utilizar uma receita do IFTTT (como essa aqui: https://ifttt.com/recipes/147561-rss-feed-to-email) e receber um email, utilizando o feed do site: http://toad.com.br/feed/
Alvaro Guatura
Senti falta de um campo para me inscrever e receber as novidades do seu site por e-mail Não encontrei ou não existe?
Alvaro Guatura
Vamo lá Apple, lança uma operadora
Luiz P. R. Miranda
E a Vivo aqui no Brasil, brigando com o Whatsapp!!! pode????
Matheus Gonçalves
E aí João, beleza? Escrevi sobre esse assunto, aqui: http://toad.com.br/2015/03/04/morando-nos-estados-unidos-como-trabalhar-com-ti/
Matheus Gonçalves
ahahahahah né? É sempre bom a gente ter um referencial, até pra saber cobrar melhorias =)
Celso Xavier
Grande, Matheus Gonçalves quem disse que felicidade não existe. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk for comparar as nossas empresas de telefonia.
João Luiz
Matheus, bom dia. Como é o mercado de TI ai nos Estados Unidos? Foi difícil achar emprego por ai? Abs.
Tiago Celestino
Basta desligar na cara, pronto!! hahahahaha
Yago G. Oliveira

Ser grosseiro nunca funcionou comigo.

Exibir mais comentários