Início » Aplicativos e Software » Como acessar sites bloqueados no Brasil

Como acessar sites bloqueados no Brasil

Estes apps gratuitos podem te ajudar a acessar páginas bloqueadas no trabalho, na escola ou na faculdade

Paulo Higa Por
4 anos atrás

cadeado-fechadura-tranca-seguranca

Você já tentou acessar um site e ele estava bloqueado no Brasil? Ou foi ver uma página e recebeu uma mensagem de que o administrador de rede da sua escola, trabalho ou faculdade não permite o acesso ao conteúdo? Existem algumas maneiras de burlar essas limitações, com o uso de VPNs que mascaram seu IP e criptografam o conteúdo que está tentando acessar.

1. TunnelBear

tunnelbear

O TunnelBear é um dos apps de VPN mais conhecidos, especialmente por ser fácil de usar e estar disponível em todas as principais plataformas, incluindo Android, iPhone, Windows e Mac. O funcionamento é extremamente simples: basta instalar o software, logar na sua conta, selecionar o país (Estados Unidos, Reino Unido, Canadá ou Japão, por exemplo) e ativar o túnel.

A conta gratuita do TunnelBear dá direito a 500 MB de tráfego por mês, mas você pode receber mais 1 GB de bônus apenas participando de uma promoção no Twitter: no app, basta clicar no botão “Tweet for a FREE GB” e aguardar seu presente. É possível fazer isso todos os meses. Também há um plano pago, com tráfego ilimitado, que custa US$ 6,99 ao mês.

Como o TunnelBear permite escolher o país, ele pode ser uma opção interessante se você quiser assistir a um filme ou série que só está disponível no Netflix americano, por exemplo. Serviços normalmente restritos aos Estados Unidos, como a rádio online Pandora, também podem ser acessados com VPNs.

Confira todos os detalhes do TunnelBear e baixe o app no site oficial.

2. Hola

hola-vpn

O Hola é uma das opções mais simples para mascarar seu IP gratuitamente. Ele funciona em praticamente qualquer lugar: há extensões para Chrome e Firefox, e você também pode instalá-lo no Android, iPhone, Windows e Mac. A maioria dos usuários fica satisfeita com a versão gratuita, que não possui limitações de tráfego e é mantida pelos próprios usuários.

É importante lembrar que, ao utilizar o plano gratuito do Hola, sua conexão também será compartilhada com outros usuários do Hola. O serviço é claro ao informar que funciona como um serviço P2P: você se conecta a outros usuários do serviço, de maneira bastante parecida com o Tor. Se não quiser compartilhar a internet, o jeito é pagar pelo Hola Premium, que custa US$ 5 por mês.

Confira todos os detalhes do Hola e baixe o app no site oficial.

3. Ultrasurf

ultrasurf

Para quem só precisa acessar sites bloqueados na escola, no trabalho ou na faculdade, o Ultrasurf pode ser a alternativa mais cômoda. Isso porque ele é muito compacto: basta fazer o download do arquivo *.zip de pouco mais de 2 MB, descompactá-lo, executar o software e pronto: você poderá acessar qualquer site que esteja bloqueado na rede.

O Ultrasurf foi originalmente criado para ajudar os chineses a acessarem a internet de forma livre. Na China, a censura contra os serviços online é bem forte, e é por isso que frequentemente nos deparamos com “clones” dos que temos aqui: quem faz sucesso lá é o Baidu, não o Google; o dono da bola é o Weibo, não o Twitter; e há inúmeros outros casos semelhantes.

Confira todos os detalhes do Ultrasurf e baixe o app no site oficial.

Mais sobre: